Connect with us
Avatar

Published

on

Em fevereiro de 2021, a autora L.L. McKinney e a artista Robyn Smith colocarão um novo e contemporâneo toque na personagem Núbia — irmã gêmea da Mulher Maravilha — apresentando vozes autênticas para ela em Núbia: Real One (Núbia: Aquela Verdadeira, em tradução livre).

A Graphic Novel Núbia: Real One (Núbia: Aquela Verdadeira, em tradução livre) marcará como sendo o primeiro trabalho de McKinney, autora de vários trabalhos aclamados, incluindo a trilogia A Blade So Black (Uma Lâmina tão Preta, em tradução livre), com a DC Comics.

Defensora da igualdade e inclusão na publicação, ela disse “Fui convidada para lançar outra coisa, mas tomei a decisão ao escrever o próprio lançamento para adicionar em Núbia. Sou fã desde o nascimento, e a vi se mudar e aparecer em várias iterações, nenhuma delas me tocando da mesma forma que a original dela. Quero dizer, esta era a irmã gêmea da Mulher Maravilha, tão forte, tão rápida, se não mais forte e mais rápida. E ela era NEGRA! Então, eu a adicionei ao meu discurso para o outro projeto. Acho que algo sobre ela ficou com a equipe porque me enviaram um e-mail e essencialmente pediram um discurso sobre Núbia.”.

Continuando, McKinney relata: “Quando a caça da artista começou, eu sabia que queria outra mulher negra neste projeto. A DC estava a bordo desde o início e sugeriu Robyn, cuja arte eu imediatamente me apaixonei. Robyn deu vida a esta história e a esses personagens, e não seria tão poderosa sem ela. Todo mundo ama Núbia, todos queremos fazer o certo por ela, pelos leitores que têm procurado por ela da mesma forma que eu. Espero que os fãs se afastem dessa história sabendo disso antes de tudo.”.

Smith é uma cartunista jamaicana, que se encontra atualmente em Nova York, sendo mais conhecida por seu “mini quadrinho” The Saddest Angriest Black Girl in Town (A garota negra mais triste da cidade, em tradução livre) e por ilustrar o dia cômico de Jamila Rowser. A Graphic Novel Nubia: Real One também será seu primeiro projeto com a DC Comics.

“Como artista afro-caribenho, sempre me esforcei para centralizar a comunidade negra nos quadrinhos que faço então ser contratado para ilustrar Núbia foi um sonho“, disse Smith.

“Quando soube que L. L. McKinney era a escritora, fiquei ainda mais animada. Trabalhar juntos tem sido ótimo, especialmente porque nossos objetivos artísticos parecem ser os mesmos: tudo preto. Na Núbia, eu queria focar minhas ilustrações em criar algo leve e emocionalmente ressonante. A maior parte do meu trabalho é fortemente influenciada pelo Archie de Harry Lucey, então encontrar uma maneira de incorporar esse charme e sentimento alegre em uma história centrada em questões mais sérias era importante para mim. Espero que os fãs que lêem Núbia e sintam o mesmo tipo de emoção que senti ilustrando os personagens e suas lindas histórias trabalhadas.”

Sinopse

“Você pode ser um herói… se a sociedade não te vê como uma pessoa?”

Núbia sempre foi um pouco… diferente. Quando bebê, ela mostrou a força de uma amazona empurrando uma árvore para resgatar o gato do vizinho. Mas, apesar de suas habilidades similares, o mundo não tem problema em dizer a ela que ela não é a Mulher Maravilha. E mesmo que ela fosse eles não a iriam querer. Toda vez que ela vem para o resgate, ela se lembra de como as pessoas a vê: uma ameaça. As mães dela fazem o possível para mantê-la segura, mas Núbia não pode negar o fogo dentro de si, mesmo que ela seja um pouco estranha às vezes. Mesmo que signifique que as pessoas assumam o pior.

Quando a melhor amiga de Núbia, Quisha, for ameaçada por um garoto que acha que é dono da cidade, Núbia arriscará tudo – sua segurança, sua casa e sua paixão  – para se tornar a heroína que a sociedade diz que ela não é.

Com escrita de L. L. McKinney e artes de Robyn Smith, Núbia: Real One (Núbia: Verdadeira, em tradução livre) estará a venda em 2 de Fevereiro de 2021.

Advertisement
Comments

HQs

Future State | Divulgado o visual da Princesa Núbia

Núbia finalmente ganha arte oficial do evento DC Future State.

Avatar

Published

on

Recentemente, a DC Comics anunciou um novo evento para 2021 intitulado DC Future State, onde será destacado os maiores super-heróis da editora, com novos personagens assumindo seus mantos.

Hoje (30), a autora L. L. McKinney (Nubia: Real One) revelou a primeira arte visual da Núbia pelo evento, no Twitter. A personagem aparecerá no quadrinho Future State: Immortal Wonder Woman, de Becky Cloonan, Michael W. Conrad e Jen Bartel.

“Tantos fãs do @DCComics estão esperando por este, então vamos. VÁ! Filha de Hipólita. Irmã de Diana. Princesa das Amazonas. E agora? Mulher Maravilha. Nubia como quem ela era em toda a sua glória original. Vocês sabem que eu TINHA que trazer nossa garota para o palco principal.”, escreveu a autora no Twitter.

Confira a arte abaixo:

“Quando o evento começar em janeiro, alguns leitores mais experientes não só aprenderão algumas das migalhas de pão que já foram lançadas em nossos títulos atuais, mas também encontrarão novas dicas e pistas do que está por vir em 2021.”, disse a editora executiva da DC, Marie Javins.

Future State: Immortal Wonder Woman #1 está previsto para lançar em janeiro de 2021.

Continue Reading

HQs

Lançados quadrinhos comemorativos dos 60 anos do Cebolinha

Hora de comemorar! Um dos mais amados personagens da Turma da Mônica está fazendo aniversário!

Avatar

Published

on

Um dos amados integrantes da Turma da Mônica está fazendo aniversário neste mês. Isso mesmo, outubro é o mês da comemoração dos 60 anos do Cebolinha!

Para que a data seja comemorada em grande estilo, a Editora Panini e a Mauricio de Sousa Produções trazem uma edição especial, que já está disponível em todos os pontos de venda do Brasil.

Pode-se dizer que, mesmo antes de atingir seu maior objetivo que é se tornar o Dono da Rua, ou melhor, Dono da “Lua”, Cebolinha conquistou o mundo, então nada mais justo do que uma edição especial para celebrar a incrível trajetória do personagem.

O quadrinho terá a estrutura de 164 páginas em papel offset 90g, com lombada quadrada e capa dura. O valor será de 49,90 reais.

A Panini também traz mais uma novidade neste mês, aproveitando o Halloween: Cebolinha – Dia das Bruxas.

No enredo, Cebolinha descobre que pode ser um vampiro e assume sua faceta mais sombria, causando inúmeras confusões. Após o desaparecimento de um elemento importante dessa saga, a turminha se mobiliza para desvendar esse mistério, que renderá muitas aventuras e suspense em situações inusitadas com fantasmas, bruxas, zumbis e muito mais.

Este quadrinho contará com 324 páginas em papel couché brilho 90g, com lombada quadrada e capa dura. O valor será de 59,90 reais.

O gibi mensal do Cebolinha também é comemorativo aos 60 anos e o Almanaque Temático traz todos os aniversários do personagem.

Para adquirir os títulos, basta acessar o site oficial da Panini clicando aqui.

Continue Reading

HQs

Resenha | O Corvo

O trabalho soa como uma parceria de Leander Moura com o eterno Edgar Allan Poe.

Paulo H. S. Pirasol

Published

on

capa da resenha o corvo

Edgar Allan Poe, nascido em Boston em 1809, tornou-se um dos maiores nomes da literatura gótica. Seu poema O corvo foi publicado pela primeira vez em 1845, no New York Evening Mirror. O poema ganhou traduções de grandes nomes da literatura, como Baudelaire, Fernando Pessoa e Machado de Assis. A versão de Leander Moura, antes publicada de forma independente, ganha força com sua segunda versão em 2019, deluxe, pela Diário Macabro.

O Corvo capa

Leander Moura é quadrinista, ilustrador e licenciado em artes visuais pela UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), já pintou a capa do livro O Rei de Amarelo de Robert. W. Chambers, illustrou o livro O Mundo Sombrio – histórias do mito de Cthulhu por Robert E. Howard, entre outros. A edição de O Corvo conta com uma série de ilustrações de outros poemas e contos do autor.

A preocupação do artista está em estetizar o horror que o poema causa ao leitor com sua história. O corvo conta sobre um homem perturbado com a visita do bicho no meio da noite, cuja ação é se comunicar com ele, afligindo-o psicologicamente a respeito de um trauma relacionado à morte de uma mulher, Lenore.

O homem vive em um local onde a morte é a primeira referência, ainda assim ele tem dificuldades para lembrar da tragédia que ocorrera à Lenore, um sentimento que fora ofuscado devido a um grau de afetividade com a personagem falecida. A chegada do Corvo assusta tanto o homem quanto seus fantasmas, lhe fazendo lembrar da atual dor de sua alma.

o corvo outra página

A arte da HQ consegue fazer jus à delicadeza do terror psicológico criando uma estética orquestral da obra. Sendo honesta em todos os detalhes visuais, não trazendo nada que não tenha significado, tudo é tão competente quanto a composição do tema. O preto e branco deu um polimento para medir o obscuro em contraste do destaque detalhado de expressões características dos movimentos e intenções dos personagem. O trabalho soa como uma parceria de Leander Moura com o eterno Edgar Allan Poe, em que o autor do poema transmite em suas palavras um conto que recebe ainda mais sentido com o ritmo de tempo estabelecido pelos quadros de Leander Moura.

o corvo página

“E o corvo aí fica; ei-lo trepado no branco mármore lavrado da antiga palas; ei-lo imutável, ferrenho.”

Após um fim reflexivo da obra, há um extra mostrando o processo criativo da primeira versão, que havia sido publicada de forma independente no início de 2019, além das artes dos demais trabalhos.

É uma expressão visualmente belíssima da clássica perturbação de O Corvo.

Continue Reading

Parceiros Editorias