Connect with us

cinema

Crítica – Dumbo

Wendy Stefani

Published

on

A Disney está apostando muitas fichas no remake dos desenhos mais favoritos do público, estão sendo mais de 21 clássicos em live-action que todo fã sonhador poderá desfrutar nas telonas nos próximos anos e Dumbo faz parte.

A marcante história de Dumbo é um dos clássicos que vai estrear nos cinemas nos próximos dias, popular e estimado por todos na infância, Dumbo é conhecido como o desajeitado elefante de orelhas gigantes que podia voar.

Tim Burton foi o cineasta responsável para colocar vida na versão live-action do desenho de 1941. A Disney já havia se adiantado nas informações, mencionando que nenhum animal de verdade seria usado no set, tudo seria feito por GCI.

A trajetória do pequeno elefante vai iniciar no circo de Max Medici (C) onde ele será colocado sob responsabilidade da família de Holt Farrier (Colin Farrell). Serão as pequenas crianças da família Farrier que irão descobrir o que Dumbo é capaz de fazer.

Serão as pequenas crianças da família Farrier que irão descobrir o que Dumbo é capaz de fazer.

Na nova versão, teremos alguns desvios da história original, embora não seja negada a fonte de inspiração. No filme não são apresentados animais falantes, a comunicação estará principalmente na fisionomia dos animais. A ação vai envolver o parque temático, se movendo rápidamente para a ultratecnológia do empresário Michael Keaton e Eva Green.

A questão familiar será apresentada de forma conciente no longa-metragem, isso será bem visualizado com a maioria dos participantes que trabalham no grandioso circo. As pessoas terão um destaque na narrativa, mas não como vilões, seu envolvimento será muita mais de companheirismo., com quase todos os envolvidos. Além disso, são abordados temas como a morte ou a separação familiar.

As projeções  sobre o sofrimento de animais enjaulados e o uso desses animais em espetáculos de entretenimento, são destacadas em cenas fortes no enredo. Mostrando como a lógica dos circos é perversa. Em geral esses animais são tratado como mercadoria, e mantidos apenas enquanto dão lucro, e após são abandonados.

Preconceito e discriminação, devido às diferenças, também será visualizados na narrativa. Esse é um tema que merece uma certa consideração, pois existem linhas tênues que o envolvem. A reflexão sobre a construção de uma ponte que enfatiza a exclusão de seres, racionais e irracionais, devido as diferenças e os fundamentos conceituais que estão presentes nos pensamentos e comportamentos desse contexto, terá uma grande visibilidade no enredo, de forma explícita e implícita.

Atenção para os efeitos visuais e perfomance de Dumbo, o elefante voador está sendo destacando com uma vitalidade quase real de tão bela. Ele é apaixonante e suas cenas conduzem o filme de forma única.

Burton, continua com uma perfomance de grande apelo visual, e o uso de efeitos bem marcantes. Além de sua marca sombria e gótica, que poderá ser visualizada de forma sutil.

O Live-action tem sua estréia prevista para o dia 28 de abril, com uma grande e original adaptação e mensagens significativas, não percam!

Dumbo estreia dia 28 de abril.

Bióloga - UFSCar. 26 anos. Apaixonada pelo mundo Nerd. Se perde em páginas de livros. Busca sempre o empoderamentos das Mulheres, e lutar contra todos tipo de exclusão racial e social.

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido