Connect with us

Mangá

Editora JBC anuncia o lançamento do novo one-shot de Death Note

Avatar

Published

on

Editora JBC anuncia o lançamento do novo one-shot de Death

São Paulo, 04 de fevereiro de 2020 – A Editora JBC traz para o Brasil o one-shot inédito de Death Note, recém lançado no Japão.

A história é assinada pela Takeshi Obata e Tsugumi Ohba, os mesmos autores do mangá original, e será publicada em formato e-book ainda em fevereiro nas principais plataformas digitais (Amazon Kindle, Google Play Books, Kobo Rakuten e iBooks).

A história se passa alguns anos depois da morte de Light Yagami, quando o shinigami Ryuk
retorna à Terra com o Caderno da Morte para se divertir às custas dos humanos mais uma
vez.

Enquanto a ameaça do surgimento de um novo Kira paira sobre o mundo, um jovem terá nas mãos a chance de usar o Death Note como bem entender, até mesmo vendê-lo…

Em 87 páginas, a série apresenta o Deus da Morte Ryuk em uma sociedade de tecnologia avançada. Ele está entediado e procura um humano para ser portador do Death Note, um caderno capaz de matar qualquer pessoa que tenha seu nome escrito nele. Minoru Tanaka recebe o objeto, mas se recusa a usar com seu próprio senso de justiça e o leiloa.

Originalmente esse novo mangá foi publicado no Japão na revista Jump Square da Editora Shueisha.

Atualmente Obata e Ohba trabalham em Platinum End, outro mangá de sucesso da dupla também publicado no Brasil pela JBC.

Advertisement
Comments

Fandom

As curtas histórias tocantes de Otsuichi com a arte impecável de “Another”

Mai Inoue

Published

on

Uma oportunidade perfeita para explorar contos com temas sobrenaturais são as obras adaptadas de Otsuichi pelo artista de “Another”, Hiro Kiyohara, que marcou ao ilustrar a obra de Yukito Ayatsuji na revista japonesa Young Ace que deu a base para o lançamento do anime em 2012.

Kiyohara e Oitsuichi se mantém em uma incrível sincronia nos dois dramas Só você pode ouvir (Kimi ni shika kikoenai) e Feridas (Kizu). Apesar de serem contos do início da carreira de escritor de Otsuichi, conseguem realmente conquistar e comover com sua arte expressiva e detalhada.

Em Só você pode ouvir, acompanhamos a vida bem monótoma de Ryo Aihara, uma das, se não a única de sua escola que não possúi um telefone celular. Tímida e sem amigos, ela quase não é notada pelas colegas, já que não tem um meio de se comunicar e interagir com outros estudantes e não leva jeito pessoalmente.

Ryo passa a imaginar como seria ter seu próprio celular e o mantém em sua mente sempre, até que um dia ela recebe uma chamada misteriosa em seu celular imaginário, conhecendo uma jovem adulta e um rapaz de sua idade chamado Shinya com o mesmo telefone imaginário, podendo se comunicar com eles, se desenrolando em uma bela amizade. Segundo o autor, ele mesmo tem um pouco de vergonha dessa história por ser uma das primeiras que escreveu, porém a arte de Hiro Kiyohara o deixou apaixonado pelos próprios personagens. Mudando um pouco de realidade, em Feridas conhecemos o problemático Keigo, que devido a brigas com outras crianças que zombam de suas cicatrizes, acaba parando na turma de alunos especiais, onde se reúnem crianças de diversas idades com problemas semelhantes de socalização e/ou aprendizado.

Quando ele se familiariza com a classe e se mostra um menino cuidadoso com os menores, um novo aluno chamado Asato é apresentado a turma. Apesar de ser um garoto bonito, Asato era estranhamente mais quieto que os outros e, vendo que isso estava começando a incomodar os adultos, Keigo simpatiza com o novato. No final de uma aula, Keigo acaba se machucando na presença apenas de Asato, que se aproxima pela primeira vez de alguém, tocando o braço ferido de Keigo, passando a ter uma ferida menor, porém com Asato desenvolvendo o mesmo machucado. Logo, ele nota o porque de Asato ser um garoto especial: ele pode tomar para si, a ferida de outras pessoas com apenas contato físico.

Os dois passam a ser mais próximos e ajudar os colegas menores com pequenos machucados, enquanto ainda lidam com seus respectivos lares abusivos, a evolução do poder de Asato e como ele passa a usá-lo mantendo segredo de Keigo. Otsuichi comenta que a ideia surgiu ao ler sem compromisso um livro de uma psicóloga infantil americana e se apaixonar com a forma que ela tratava e contava a história de crianças especiais e devorar todos os livros da autora.

Não são as únicas obras adaptadas de Otsuichi, que inclusive, foram publicadas no Brasil pela JBC dando a oportunidade de adicioná-las a sua estante com 4 páginas iniciais coloridas.

Hiro Kiyohara é uma grande inspiração pra mim e foi ótimo escrever um pouco dessas obras pra vocês.

Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Panini anuncia títulos como SAO, Vinland Saga e muito mais

Durante a CCXP, a editora trouxe várias novidades de lançamento!

Avatar

Published

on

De olho no painel da Panini durante a CCXP 2019 em São Paulo, nossa equipe pôde conferir os lançamentos esperados para 2020 da editora. Entre eles estão vários títulos famosos como: Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba) e Vinland Saga.

Confira:

Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba)

Escrita e ilustrada por Koyoharu Gotōge, é uma série japonesa de mangá shonen e até o presente momento, possui 17 volumes pela editora Shueisha e possui um anime de 26 episódios.

Banana Fish

É um mangá originalmente escrito e ilustrado por Akimi Yoshida e foi publicado entre 1985 à 1994 pela editora Shogagukan. Teve seu anime lançado em julho de 2018. Saiba mais aqui.

Jujutsu Kaisen

É uma série de mangá escrita e ilustrada por Gege Akutami publicados desde março de 2018 e possui apenas 6 volumes até o momento.

The Quintessential Quintuplets

Ainda em lançamento com 12 volumes publicados até o momento, é uma série desenhada e escrita por Negi Haruba e possui uma adaptação em anime produzido pela Tezuka Productions exibido no Japão e encontra-se disponível no catálogo da Crunchyroll.

We Never Learn

Escrito e desenhado por Taishi Tsutsui, o anime encontra-se disponível na Crunchyroll e a série em mangá possui 14 volumes em andamento.

Vinland Saga (2 em 1)

Este lançamento será um compilado 2 volumes em 1, formato já existente antes nos Estados Unidos. Escrito e desenhado por Makoto Yukimura é possível encontrar a versão normal do mangá aqui no Brasil e no Japão.

Sword Art Online: Mother’s Rosario

A séria adapta o sétimo volume do light novel de Reki Kawahara e possui um compilado de 3 volumes.

Sword Art Online: Calibur

Possui apenas 1 volume lançado em 2014 e é adaptação da oitava light novel de Reki Kawahara.

Os mangás anunciados pela editora Panini terão capa em formato cartão e miolo offwhite.

Continue Reading

Mangá

Resenha – Blade A Lâmina do Imortal (Mangá)

A Primeira versão brasileira foi lançada pela Conrad, em 2004, e cancelada já com 38 mangás. Sendo posteriormente relançada pela JBC em 2015.

Avatar

Published

on

Blade – A Lâmina do Imortal gênero Seinen, ação para adultos, foi lançado na revista Monthly Afternoon em dezembro de 1993, sendo finalizada em 2012. Os 30 volumes do mangá venderam mais de 5 milhões de cópias impressas, sendo publicada em 22 países.

Ganhadora do Eisner Award na categoria Melhor Edição de Material Estrangeiro nos U.S. (2000). Além disso, conseguindo um Prêmio de Excelência na categoria de mangá no 1st Japan Media Arts Festival Awards (1997).

A Primeira versão brasileira foi lançada pela Conrad, em 2004, e cancelada já com 38 mangás. Sendo posteriormente relançada pela JBC em 9 de Outubro de 2015 – Blade lâmina do Imortal foi lançada em formato BIG, que junta dois volumes tankobon em um único volume totalizando 15 edições.

Volume I – Blade A Lâmina do Imortal pela editora JBC

A História de Blade- A Lâmina do Imortal (Mugen no Junnin no original) se passa no Japão Feudal, na metade da Era Tokugawa. Após matar 100 adversários e ser encontrado quase morto. Manji é salvo por uma monja que acaba lhe dando a vida eterna. Porém, isso não era exatamente o que o samurai errante queria. Para ter de volta a sua mortalidade, Manji faz um acorda com sua salvadora. Após matar um determinado número de criminosos, ela iria torna-lo mortal novamente.

O Principio do Mangá

Logo que você abre o volume para ler já se depara com algumas ilustrações coloridas e impressionantes. É impossível não ficar admirado com cada ilustração e detalhes com qualidade incrível, que em muitos momentos se assemelha a uma pintura.

As lutas são fluidas e bem desenhadas. Por ser durante um período histórico a arte realista se faz presente tornando cada ilustração uma arte original e bela.

ilustrações da página 133 (esquerda) e 248 (direita)

Rin é uma orfã, inocente e as vezes imatura, com objetivo de se vingar da Itto-Ryu que está causando confusão nos dojos de todo o país. Manji tem todas as qualidades que tornam um protagonista forte, politicamente incorreto e não se importa muito com as coisas ao redor, dando uma dinâmica na interação da dupla.

A Itto-Ryu é uma “gangue” que anda por todo o Japão enfrentando os dojos, afim de provar que seu estilo é melhor, o qual consiste em “vencer é o verdadeiro caminho da espada”.

No começo  parece ser bem previsível o enredo, dando a impressão que será basicamente confrontos entre Manji e Rin contra Anotsu. Mas o pensamento logo é deixado de lado, sendo substituída por uma embaçada série de eventualidades.

O destaque da trama fica mesmo pelo intenso e constante desabrochar dos personagens, que são colocados continuamente em situações difíceis, fazendo os enfrentar seus dilemas e perplexidades. Assim prendendo o leitor a cada página. Se existe um samurai que se tornou imortal, será que ele é o único imortal? E será que não existe um jeito de matar um imortal?

Opinião

Blade é uma obra que supera as expectativas e nos apresenta uma narrativa intrigante, com ilustrações perfeitas, revira-voltas e muita emoção. Sendo bem-feito para quem aprecia histórias de lutas violentas, com samurais, espadas e mistérios.

A Editora JBC fez com excelência essa coleção e principalmente com o trabalho da encadernação. Várias pessoas que tem o preconceito com volumes Big, principalmente em abrir e fechar o volume. Não irão se arrepender de ver este modelo! O preço é justo pra qualidade entregue e dá pra encontrar facilmente nas lojas online da Editora JBC.

Edição Impressa

  • Preço atual: R$ 39,90
  • Formato: 13,5 x 20,5 cm
  • Distribuição: Livrarias e lojas especializadas
Coleção completa de Blade A Lâmina do Imortal pela JBC
Resultado de imagem para JBC BRASIL LOGO
  • Título Original: Mugen no Juunin ( 無限の住人)
  • Autores: Hiroaki Samura
  • Gênero : Ação, Ficção
  • Qtde de Volumes JP: 30
  • Qtde de volumes BR: 15 volumes
  • Publicado no Japão: Kodansha – junho de 1993 à dezembro de 2012
  • Publicado no Brasil: Editora JBC – 3 de dezembro de 2015 à 28 de maio de 2018
Continue Reading

Parceiros Editorias