Connect with us

HQs

Encadernados x Revistas Mix: Quem vence?

Agustin Castro

Published

on

Bom como diria um certo político da língua presa, nunca na história deste país  tivemos tantos quadrinhos sendo publicados e numa qualidade tão boa, seja gráfica, criativa, etc .É  tanta opção para comprar ,que praticamente tem que se escolher as vezes o que quer consumir dentre as publicações do mês, pois poucos mortais conseguem  dar conta de tudo que se lança hoje no mercado. E no meio de tudo isso, há a disputa eterna  entre encadernados e revistas MIX.

A revista MIX é um formato consagrado em nosso país já que a maioria das histórias aqui saiam nesse formato (quando ainda era formatinho). Um personagem de maior apelo comercial entre os leitores estampava seu nome no título, sendo a atração principal da revista enquanto outras duas ou três publicações  americanas eram inseridas junto a principal para dar mais volume a publicação nacional fazendo assim que as histórias do personagem chegasse a um público maior que não compraria talvez caso fossem outras circunstâncias e também como desculpa para a editora poder cobrar mais pela revista.

É uma iniciativa válida? Com certeza. Personagens hoje aclamados no país, começaram sua  ascensão em bancas brazucas sendo apresentados em revistas em que não eram os personagens título: X-Men, Homem de Ferro e Vingadores custaram um bom tempo a ter título próprio aqui no Brasil, e Homem de Ferro principalmente, só ganhou  revista própria devido a grande campanha de marketing, efeito dos filmes de 2008 e 2010.

Antes era assim:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hoje é assim:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Claro que no meio desses pacotes MIX  temos também visto muita coisa ruim e difícil de emplacar como séries da Miss Marvel, Princípe Namor  e algumas fases do Quarteto Fantástico. Mas no final das contas é saldo quando a revista agrada ao leitor em pelo menos 50% ou 75% do mix.

E já tivemos que amargar isso:

capture-20141203-lll

Mas mesmo assim, há um grande número de leitores que se recusa a trocar dilmas por revistas que não tenham um mix que as agrade em 100%. E quando tem, alguns desse grupo compram, outros preferem a opção que tem sido mais em conta nos últimos anos: encadernados, devido a fatores como melhor acabamento, etc.

capture-20141203-125434

Simples ou luxuosos, o encadernado te dá a opção de saber o que está comprando e que você só tenha aquelas aventuras daquele personagem título em específico. Muitas histórias lançadas em mix ficam a serem lançadas em encadernados após alguns anos depois de publicados na revista Mix, mas isso não é garantido. Poder Supremo por exemplo, foi uma série excelente no selo Marvel MAX ( substituída por uma mais fraca, a Esquadrão Supremo da Marvel Knights) mas que nunca ganhou encadernado. Sete Soldados da Vitória do Grant Morrison, até hoje ainda não recebeu o encadernado que merecia. Porém, os X-Men de Joss Whedon, já tiveram suas fases sendo publicadas em duas coleções diferentes!!!

capture-20141203-125549

De algum tempo para cá, a Panini tem lançado personagens que  não cabem no mix das suas revistas de linha em encadernados próprios que saem bimestralmente ( ou não) como Justiceiro, Demolidor do Mark Waid, Novos Titãs, dentre outros. Muito legal, pois assim só compro o que quero. Mas me privo da possibilidade de talvez conhecer alguma coisa nova , um novo lançamento sem ser por meio de comentários na web, ficando fadado a sempre mais do mesmo.

Os melhores encadernados com papel especial, capa dura, costurados são ainda muito caros. E se comprados fora de época tem gente que explora muito  o consumidor. Os mais simples, em média na faixa de preço de R$ 19,90 a R$ 25,90, conseguem  agradar mas as vezes recebem críticas devido aos fãs acharem que determinada publicação como por exemplo O Monstro Pântano de Alan Moore, não deveria sair em papel pisa-britte.

De qualquer maneira o leque de opções é muito variado sim e podemos escolher qual a melhor para a nossa coleção ( e nossos bolsos). Encadernados, revistas Mix, depende do  título em questão e depende de nossa opinião sobre o material. No final, o leitor está ganhando bastante ( e as editora$ também).

Galera da Cabana do Leitor, convido vocês a visitarem meu blog aonde também tenho outras postagens e sessões . portanto venham conhecer a Enquadrinhados  e conferir  tudo sobre HQs!!!

Físico, nerd, quadrinheiro e dono do Enquadrinhados - enquadrinhados.blogspot.com.br Sua frase preferida é “Só pode haver um”. Qualquer dia desses ele perde a cabeça.

Continue Reading
Comments

HQs

Nova série do Gavião Arqueiro apresentará um novo Ronin

Pedro Augusto

Published

on

gavião arqueiro

O Gavião Arqueiro está de volta à ação com uma nova série solo em janeiro deste ano. A Marvel Comics anunciou hoje Hawkeye: Freefall, uma nova série escrita por Matthew Rosenberg (Uncanny X-Men, The Punisher), com arte de Otto Schmidt (Arqueiro Verde). Você pode conferir a capa de Kim Jacinto para a primeira aqui no post. A nova série vê a antiga persona do Gavião, Ronin, voltar para assombrá-lo quando um novo, brutal e implacável Ronin começa a abrir caminho pela cidade de Nova York. Mas quem está realmente operando sob a máscara de Ronin?

De alguma forma, essa não é a maior preocupação para o Gavião no momento. A série começa com uma batalha entre Hawkeye e Hood, um dos líderes da comunidade de super-vilões da cidade de Nova York. Quando essa briga não corre como nosso herói planejava, Clint inicia uma nova missão que atrai a atenção de um dos vilões mais perigosos da Big Apple.

gavião arqueiro

O Ronin

O Gavião arqueiro assumiu a personalidade de Ronin depois de morrer durante os eventos de “Vingadores Desmontados” e depois retornar dos mortos durante a Casa de M. enquanto lutava ao lado dos Vingadores Secretos de Luke Cage após os eventos da Guerra Civil. Mais tarde, ele retornou à sua personalidade antiga, mas outros assumiram o manto Ronin, incluindo Blade e Red Guardian.

Cliff e o Gavião têm sido um dos pilares dos Vingadores há anos, embora ele tenha brigado com a equipe nos últimos anos depois de matar Bruce Banner. Mais recentemente, Hawkeye estava orientando uma equipe jovem de Vingadores da Costa Oeste, com sua protegida Kate Bishop liderando o grupo.

fonte: comicbook.

Continue Reading

HQs

DC Comics apresenta nova Lanterna Verde em nova HQ

Avatar

Published

on

DC Comics liberou imagens da primeira edição do Far Sector, a próxima série do escritor NK Jemisin e do artista Jamal Campbell.

Essa série fará parte do selo Young Animal, com supervisão do Gerard Way. Em comunicado, o escritor comemorou: “Estamos emocionados em revitalizar o Patrulha do Destino e apresentar o Collapser e Far Sector“.

Way garante que os leitores podem esperar de tudo: “… Desde altas doses de estranheza e positividade cósmica, até ansiedade e emoções profundas.”

Segue abaixo algumas das imagens liberadas:

Capa variante de Jamie McKelvie
Capa variante de Shawn Martinbrough

Far Sector #1 está marcada para lança no dia 13 de Novembro.

Continue Reading

#OMG

Dia dos professores: 5 professores incríveis da ficção

Relembre 5 professores das ficções que marcaram nossa infância e adolescência

Mariana Franco

Published

on

Hoje, dia 15 de outubro, é dia do professor, e pra comemorar e homenagear quem dedica a vida pra formar bons seres humanos, o Cabana selecionou 5 professores da ficção para demonstrar nosso carinho pelo profissional que forma todas as outras profissões.

Alvo Dumbledore

Antes de ser diretor de Hogwarts, Dumbledore foi um professor de transfiguração, e desde essa época se importava profundamente com seus alunos. Por 6 anos foi a pessoa que mais se importou com Harry e que zelava mais que tudo por sua segurança e felicidade, chegou ao ponto de dar a vida por um bem maior, para que Harry pudesse cumprir seu destino.

Prof. Charles Xavier

A primeira pessoa que pensou em uma convivência saudável entre mutantes e humanos, criando um lugar seguro e acolhedor para jovens mutantes aprenderem a controlar seus poderes.

A todo momento ele estimula a paz e harmonia, desencorajando qualquer tipo de confronto. E sempre promove empatia e se coloca no lugar dos outros.

Will Schuester

Quem já assistiu Glee já quis, nem que fosse por um dia, ser aluno do Sr Schue, mais que músicas e passos de dança, ele ensinava aos alunos do coral coragem, lealdade, honestidade, autenticidade, e o mais importante, seguir seu sonho, por mais difícil que pareça, persista, não deixe de acreditar.

Dewey Finn

Rock na sala de aula, era isso que o professor ensinava em Escola do Rock. O personagem de Jack Black ensinou por meio desse estilo de música tão amado, confiança, auto estima, e além disso, quem não gostaria de ter Jack Black como professor? Seriam as aulas mais engraçadas e diferentes da vida.

John Keating

Sr Keating ou Meu capitão, como seus alunos o chamam, chegou na Academia Welton com métodos nada convencionais, ensinou a seus alunos por meio de poesia e literatura a traçar seu próprio caminho, pensar por si mesmo e exercer o livre arbítrio.

O personagem de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos mostra como um professor pode mudar a vida de jovens somente com palavras. O maior ensinamento de Keating era Carpe diem ,que quer dizer “aproveite o dia “.

O Cabana do leitor deseja um Feliz dia dos professores para todos os educadores do Brasil.

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido