Connect with us
Jacqueline Cristina

Published

on

Quem nunca teve uma amizade que fosse forte o suficiente para quebrar as barreiras da simplicidade? Uma convivência que torna-os mais que amigos, um laço de irmandade, em que cada um sabe que pode confiar plenamente no outro. Nos quadrinhos, há tantas amizades assim, que passaríamos pelo menos uma semana escrevendo a respeito.

Em vista disso, resolvemos trazer apenas alguns exemplos de amizades, que mesmo improváveis, marcaram os leitores nas edições e títulos que estiveram presentes. Confira:

Batman e Superman

Ver a imagem de origem

O escritor e desenhista Frank Miller já mostrou em algumas histórias, a eterna briga entre Batman e Superman, que parece não ter fim. Apesar deste fato, ambos são bons amigos, tendo uma amizade forte, no qual são melhores trabalhando junto, no mesmo lado, do que como inimigos.

Claro que eventualmente, com anos e anos de estrada, surgem as brigas, visto que os defeitos e virtudes de cada um deles serve tanto para assombrar, quanto para motivá-los, como por exemplo, os eventos de Injustice, que talvez sejam um dos mais marcantes e graves para amizade dos heróis.

Luke Cage e Punho de Ferro

Personagens que surgiram nos Anos 70, como uma tentativa da Marvel Comics de atrair um maior público na época, tinha-se o Luke Cage como um valentão das ruas que foi preso após cometer um crime. No presídio, ele passou por diversos procedimentos experimentais que o garantiram super-força, assim como uma pele dura parecida com o aço.

Enquanto isso, os pais de Danny Rand foram assassinados, e ele foi encontrado pelos habitantes da cidade mística de K’un L’um, que o criaram e treinaram. Após derrotar o dragão Shou-Lao, Danny conquistou o poder do Punho de Ferro e passou a viajar o mundo em busca de vingança pelo ocorrido com sua família.

Através de uma aposta, para chamar o público, a Casa das Ideias resolveu combinar em apenas uma revista os dois heróis, que tiveram uma química tão grande e improvável com o decorrer das histórias. Mesmo após o cancelamento do título, Luke e Danny se uniram novamente no grupo Heróis de Aluguel, que contava com outros personagens além deles.

Homem-Aranha e Tocha Humana

Ver a imagem de origem

Não se pode dizer que o início da jornada de Peter Parker como herói foi fácil, uma vez que teve que enfrentar perdas e desafios inimagináveis. Contudo, algo que pegou a todos de surpresa, foi a sua improvável e duradora amizade com Johnny Storm, o Tocha Humana.

Vale lembrar que o amigão da vizinhança tentou entrar no Quarteto Fantástico, para que assim pudesse ter uma “boa renda fixa”, entretanto, ao descobrir que o dinheiro era destinado a pesquisas científicas, ele desistiu do ingresso ao grupo. Apesar disso, Storm e Parker tornaram-se grandes amigos.

Tal amizade sempre foi desafiadora, uma vez que os heróis tentavam superar o outro de maneira saudável, chegando até a protagonizarem algumas histórias juntos, como Marvel Team-Up. Houve um momento dos quadrinhos, em que o Homem-Aranha atendeu o último pedido do amigo, antes de sua morte, substituindo-o no Quarteto Fantástico por um período.

Arqueiro Verde e Lanterna Verde

Ver a imagem de origem

No momento de sua criação, muitos fãs enxergaram o personagem Oliver Queen (Arqueiro Verde), como uma cópia do Batman, uma vez que seu esconderijo ficava em uma caverna, além de possuir uma série de veículos e uma imensidão de flechas especiais, assim como os gadgets do Cavaleiro das Trevas.

Durante a década de 60, Dennis O’Neill e Neal Adams resolveram mudara a história do personagem, fazendo-o perder sua fortuna, e assim tendo que lutar para sobreviver um dia após o outro.

Em meio a essa mudança, a DC Comics resolveu associar o personagem, com ninguém mais, ninguém menos que o Lanterna Verde Hal Jordan, que se tornou um grande amigo para o Arqueiro Verde. Continuando com o alto teor político, assim como a abordagem de variadas questões sociais, a série do herói mostrava também as ações radicais dele para com as situações que surgiam, enquanto Hal tentava-o convencer a lutar dentro das leis do sistema.

Mutano e Ciborgue

Não há como negar que uma das partes marcantes das histórias dos Jovens Titãs é a amizade entre Mutano e Ciborgue, que se tornaram amigos quando Gar ingressou para a equipe, fazendo com que a parceria se estendesse por um longo período, até que Victor tornou-se membro da Liga da Justiça, fazendo com que os heróis se distanciassem.

Mesmo assim, os personagens mantiveram sua amizade, com Gar salvando a vida de Victor e causando assim a batalha entre os Titãs e a Liga da Justiça, no evento The Technis Imperative.

Em uma de suas histórias finais, antes dos Novos 52, Mutano seguiu o conselho do amigo, tornando-se líder dos Jovens Titãs, em um ataque do vilão Holocausto.

Capitão América e Bucky Barnes

Ver a imagem de origem

Os fãs do Universo Marvel, principalmente do cinema, conhecem um pouco da história de amizade entre Capitão América e Bucky Barnes, contudo, a origem da relação é bem diferente nos quadrinhos, uma vez que Rogers se tornou um herói no período da Segunda Guerra Mundial, inspirando jovens pelos EUA a se alistarem, sendo um deles o jovem Bucky, que lutou para se tornar seu parceiro no campo de batalha.

Entretanto, em um flashback do título Marvel Comics # 1000, vemos que Steve Rogers recebeu apenas uma história de origem diferente em que ele e James eram amigos de infância, apagando “em termos”, a narração construída nos quadrinhos em favor da versão apresentada no cinema, podendo ser uma atualização permanente ou não da amizade dos dois personagens.

Como havíamos escrito no inicio desta matéria, este conteúdo apenas trouxe algumas das amizades marcantes dos quadrinhos da Marvel e da DC Comics.

Para vocês, quais heróis que faltaram na lista? Conta pra gente!

Advertisement
Comments

HQs

DC Comics | Anunciado um novo evento para o inicio de 2021

Destaca-se que pela primeira vez, teremos um evento modelado pelo título Detective Comics.

Jacqueline Cristina

Published

on

Divulgado pela DC Comics, uma imagem de seu próximo evento nos quadrinhos, denominado como “Future State (Estado Futuro)”, que faz parte do catálogo recém-apresentado da DC Connect.

Está claro que a nomeação do título, remete-se a uma provocação de “Generations: Future State” do escritor Dan Jurgens, assim como da narrativa de “Generations: Fractured” do artista Kevin Nowlan e que está presente em Detective Comics #1027, que foi publicada nesta semana nos EUA. Confira abaixo as fotos divulgadas:

Havia rumores de que “Gerações” carregaria o enredo “5G” da DC Comics, examinando diferentes sucessões de super-heróis que lutaram no decorrer da extensa história do Universo DC, simultaneamente a criação de um novo futuro para eles. Todavia, o editor e diretor de criação, Jim Lee, sustentou a fala de que um reboot 5G não vai ocorrer.

“Não haverá um projeto chamado ‘5G’, ou um grande reboot, ou o que seja. Nós realmente queremos focar em títulos individuais, e construir organicamente personagens ao longo do próximo ano”, disse Jim Lee durante a exibição de um vídeo pré-gravado que passou no DC FanDome.

“Se você está esperando por grandes desenvolvimentos no Universo DC… Os maiores [serão] em todo o quadro de 2021, mas novamente ele se espalha e se aproxima organicamente quando faz sentido dentro de um título específico, então nem tudo tem que se amarrar em um grande evento épico de uma só vez”, acrescentou Lee.

“Future State” tem previsão de lançamento nos EUA, entre Janeiro e Fevereiro de 2021.

Continue Reading

HQs

Marvel homenageia o lendário artista Chris Claremont com ilustração especial

Em dezembro, comemore cinco décadas de incríveis contribuições do escritor para os quadrinhos!

Jacqueline Cristina

Published

on

Nos últimos 50 anos, Chris Claremont agraciou a leitores e fãs do Universo Marvel, com sua forte narrativa, inventando e definindo alguns de seus mais notáveis heróis, além de conceber a estrutura para a conhecida franquia dos X-Men.

Em vista disso, será lançada no mês de dezembro deste ano, uma nova história que marca o retorno do escritor ao mundo dos mutantes, através de um Especial de Aniversário, em que Claremont se une a diversos artistas, incluindo Brett Boot e Bill Sienkiewicz.

Em uma entrevista recente, o editor-chefe C.B. Cebulski disse, “UNCANNY X-MEN foi onde tudo começou para mim como um jovem fã, e é uma honra para todos aqui na Marvel celebrar o 50º aniversário de Chris Claremont como escritor conosco! Neste especial, Chris tece com maestria uma história totalmente nova que nos leva à rota da memória e revisita muitos dos personagens favoritos dos fãs que ele ajudou a criar ao longo dos anos, junto com alguns dos artistas clássicos com quem ele colaborou. Com algumas surpresas ao longo do caminho!”.

Confira abaixo uma ilustração junto à sinopse revelada do título:

Dani Moonstar é convocada a uma missão através do tempo e espaço para um incrível confronto psíquico contra o Rei das Sombras, o qual unirá forças com outros personagens estabelecidos por Chris Claremont!”.

Vale lembrar que Chris trabalhou em obras inovadoras de sucesso da Marvel Comics, como as clássicas sagas dos X-Men, “Fênix Negra” e “Dias de um Futuro Esquecido”, além de “Novos Mutantes” e “Wolverine”, do mesmo modo que participou de narrativas memoráveis nos quadrinhos de Ms. Marvel e Quarteto Fantástico.

Especial de Aniversário de Chris Claremont #1 chegará as lojas físicas e digitais dos EUA em dezembro.

Continue Reading

HQs

DC Universe Infinite | Plataforma de quadrinhos chega em 2021

Novidade! O serviço de streaming DC Universe agora será uma plataforma de quadrinhos de outro nome.

Avatar

Published

on

O serviço de assinatura DC Universe estará passando por uma transformação no próximo ano. O editor e diretor de criação da DC, Jim Lee, já vinha prometendo um grande anúncio sobre o futuro da plataforma e agora é oficial. A DC anunciou que o serviço de streaming será agora conhecido como DC Universe Infinite, um serviço premium de assinatura de quadrinhos.

O serviço será lançado nos Estados Unidos no dia 21 de janeiro, oferecendo títulos de catálogo DC seis meses após a data de venda, o que é uma melhora, já que o DCU tem atualmente uma espera de um ano. Também será concedido acesso à linha de títulos digitais, incluindo DCeased: Hope at Worlds End, Harley Quinn: Black + White + Red e Injustice: Year Zero; abrangendo mais de 24.000 títulos das oito décadas.

Além disso, o serviço vai estrear DC Universe Infinite Originals, um novo conteúdo exclusivo criado para o serviço e apresentando personagens favoritos dos fãs. Uma expansão global está planejada para o serviço a partir do verão.

“Nossos fãs amam a robusta biblioteca de quadrinhos da plataforma e, com a transformação, não decepcionaremos. Estou animado em compartilhar que não apenas os membros do DC Universe Infinite ainda poderão ler todos os grandes quadrinhos de que gostaram, mas novas edições estão estreando na plataforma mais rápido do que antes, os primeiros exclusivos digitais estão sendo criados, e os eventos exclusivos para membros começarão o mais rápido possível. Nunca houve melhor momento para ser um fã da DC!”, disse Jim Lee em um comunicado.

O DC Universe Infinite também apresentará uma comunidade de fãs disponível para todos os assinantes, com eventos planejados até 2021. As assinaturas existentes do DC Universe serão transferidas para o DC Universe Infinite.

Esta transição ocorrerá devido as séries originalmente criadas (Young Justice, Titans, Doom Patrol) para o serviço estarem passando para a HBO Max. Uma terceira temporada de Doom Patrol já foi anunciada pela própria HBO Max.

Fique ligado no site do Cabana do Leitor para saber de mais novidades.

Continue Reading

Parceiros Editorias