Connect with us

#OMG

Especial Oscar: Confira a lista completa dos vencedores

Avatar

Published

on

Aconteceu neste domingo, 22 de fevereiro, a 87ª edição do Academy Awards também conhecido como Oscar. Apresentado por ninguém menos que Neil Patrick Harris em uma incrivel abertura musical, a premiação foi recheada de apresentações inesqueciveis e momentos dignos de uma festa tão esperada no ano.
Tivemos grandes indicações esse ano, estava acirrado e foi dificil escolher um favorito mas, era preciso vencedores. E por isso, a seguir a lista completa dos vencedores do Oscar 2015, confira:

Melhor Filme

Boyhood: Da Infância à Juventude

Selma

O Jogo da Imitação

A Teoria de Tudo

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Whiplash – Em Busca da Perfeição

O Grande Hotel Budapeste

Sniper Americano

Melhor Diretor

Alejandro Gonzalez Inarritu – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Richard Linklater – Boyhood – Da Infância à Juventude

Wes Anderson- O Grande Hotel Budapeste

Morten Tyldum – O Jogo da Imitação

Bennett Miller – Foxcatcher: A História que Chocou o Mundo

Melhor Ator

Michael Keaton -Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo

Benedict Cumberbatch – O Jogo da Imitação

Steve Carell – Foxcatcher: A História que Chocou o Mundo

Bradley Cooper – Sniper Americano

Melhor Atriz

Felicity Jones – A Teoria de Tudo

Julianne Moore – Para Sempre Alice

Rosamund Pike – Garota Exemplar

Reese Witherspoon – Livre

Marion Cotillard – Dois Dias, Uma Noite

Melhor Ator Coadjuvante

J.K. Simmons – Whiplash – Em Busca da Perfeição

Ethan Hawke – Boyhood – Da Infância à Juventude

Edward Norton – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Mark Ruffalo – Foxcatcher

Robert Duvall – O Juiz

Melhor Atriz Coadjuvante

Patricia Arquette – Boyhood – Da Infância à Juventude

Meryl Streep – Caminhos da Floresta

Emma Stone – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Keira Knightley – O Jogo da Imitação

Laura Dern – Livre

Melhor Filme Estrangeiro

Ida – Polônia

Relatos Selvagens – Argentina

Leviatã – Rússia

Tangerines – Estônia

Timbuktu – Mauritânia

Melhor Roteiro Original

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Boyhood: Da Infância à Juventude

O Grande Hotel Budapeste

O Abutre

Foxcatcher: A História que Chocou o Mundo

Melhor Roteiro Adaptado

O Jogo da Imitação

A Teoria de Tudo

Whiplash – Em Busca da Perfeição

Sniper Americano

Vício Inerente

Melhor Animação

Como Treinar Seu Dragão 2

Os Boxtrolls

Operação Big Hero

O Conto da Princesa Kaguya

Song of the Sea

Melhor Documentário em longa-metragem

Citizenfour

Vietnã: Batendo em Retirada

O Sal da Terra

Virunga

A Fotografia Oculta de Vivian Maier

Melhor Documentário em curta-metragem

Joanna

Our Curse

White Earth

The Reaper (la Parka)

Crisis Hotline: Veterans Press 1

Melhor Fotografia

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

O Grande Hotel Budapeste

Invencível

Mr. Turner

Ida

Melhor Edição

Boyhood: Da Infância à Juventude

O Jogo da Imitação

Whiplash – Em Busca da Perfeição

O Grande Hotel Budapeste

Sniper Americano

Melhor Trilha Sonora Original

O Jogo da Imitação

A Teoria de Tudo

Interestelar

O Grande Hotel Budapeste

Mr. Turner

Melhor Canção Original

Begin Again – Mesmo Se Nada Der Certo

Glory – Selma

Everything is Awesome – Uma Aventura LEGO

Grateful – Além das Luzes

I’m Not Gonna Miss You – Glen Campbell: I’ll be Me

Melhores Efeitos Visuais

Interestelar

Planeta dos Macacos: O Confronto

Guardiões da Galáxia

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

Capitão América 2: O Soldado Invernal

Melhor Edição de Som

Interestelar

O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos

Sniper Americano

Invencível

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Melhor Mixagem de Som

Interestelar

Invencível

Whiplash – Em Busca da Perfeição

Sniper Americano

Birdman

Melhor Curta-metragem

Boogaloo And Graham

The Phone Call

Butter Lamp

Aya

Parvaneh

Melhor Curta-metragem de Animação

The Bigger Picture

Feast

The Dam Keeper

A Single Life

Me And My Moulton

Melhor Figurino

Caminhos da Floresta

Malévola

Mr. Turner

O Grande Hotel Budapeste

Vício Inerente

Melhor Design de Produção

Mr. Turner

O Grande Hotel Budapeste

Caminhos da Floresta

O Jogo da Imitação

Interestelar

Melhor Maquiagem e Cabelo

Guardiões da Galáxia

Foxcatcher: A História que Chocou o Mundo

O Grande Hotel Budapeste

Foi uma grande noite para o cinema, e para melhorar, uma novidade para vocês! Em breve, terá a cobertura completa do Oscar feito pela colaboradora do CDL Natasha Rompato junto com a Administradora, Débora Aguilar. Com comentários sobre as premiações e muito mais, aguardem!
Gostaram dos vencedores?!

Estudante de jornalismo e escritora amadora de fantasia, viciada em séries e louca por cinema e literatura. Sonha um dia criar sua própria série e publicar seus livros. Faz da fantasia e a ficção seu próprio mundo.

Advertisement
Comments

#OMG

Birds of Prey toma conta da nova coleção de Zaxy

Inspirada pela força feminina das personagens do filme, a linha conta com dois modelos de slide

Avatar

Published

on

Sempre apoiando a sororidade e a força feminina, Zaxy começa o ano trazendo uma coleção exclusiva de Birds of Prey – um dos filmes mais aguardados pelos fãs de cultura pop e que chega às telonas dia 6 de fevereiro. As personagens, mulheres fortes e empoderadas, agora têm sandálias estampadas para chamar de suas. A linha foi lançada em primeira mão na feira Comic Con (CCXP), maior evento do universo geek brasileiro, e agora tem venda exclusiva no site da marca.

São dois modelos de slide em tons pastéis que ressaltam todo o poder feminino: um em lilás com a estampa da Arlequina e o outro em azul claro com todas as personagens e o logo do filme. Os produtos estarão disponíveis a partir do dia 20 de janeiro no e-commerce da marca com o preço sugerido de R$ 49,99.

Assim como a missão de Zaxy, exaltar as mulheres e a força da união entre elas, Birds of Prey traz quatro personagens – Arlequina, Caçadora, Canário Negro e Renee Montoya – que se juntam para combater a ira do vilão Roman Sionis e seu braço direito Zsasz. Recheado de amor próprio, sororidade, trabalho em equipe e emancipação feminina, o longa promete empoderar ainda mais as mulheres.

Aves de Rapína estreia dia 06 de fevereiro nos cinemas

Continue Reading

#OMG

Larissa Manoela e Maísa Silva anunciam novos longas na Netflix

Durante evento que ocorreu em SP, Larissa Manoela e Maísa Silva anunciaram seus próximos projetos para a Netflix.

Avatar

Published

on

Durante o TUDUM Festival, evento produzido pela Netflix para promover seus novos lançamentos que contou com a participação de convidados incríveis como Larissa Manoela e Maísa.

Larissa participou de um painel de seu mais novo longa Modo Avião que estreou no streaming no último dia 23, durante o painel a atriz anunciou que seu próximo longa entrará no catálogo apenas em 2021 e receberá p título de “Lulli”.

A atriz também contou que na trama ela será uma jovem estudante de medicina empenhada em ser a melhor cirurgiã do mundo sem deixar que nada nem ninguém a impeça de alcançar seu objetivo, até que um dia a garota é eletrocutada por uma máquina de ressonância e passa a ouvir os pensamentos alheios.

“Estou muito feliz com o meu segundo filme na Netflix! Tenho o desafio de interpretar uma mulher super madura, que foge da minha realidade. Será uma história diferente, as pessoas vão se surpreender muito”, contou a atriz.

Já Maísa teve a honra de mediar o painel de P.S. Ainda Amo Você, com a participação de Lana Condor e Noah Centineo, no entanto foi no Instagram de Thalita Rebouças que soubemos que Maísa irá estrelar seu primeiro projeto para a Netflix, o longa “Um Pai no Meio do Caminho”.

Além de Maísa teremos no elenco Marcelo Médici e Thaynara OG, Thalita ainda em seu stories revelou que além de ser a idealizadora e roteirista do filme está no processo de transforma-lo em livro que será lançado junto com o filme.

Vicenza (Maísa) está completando 18 anos. Ela foi criada em uma comunidade hippie em meio a natureza e a única coisa que não está em harmonia na vida de Vicenza é que ela não sabe quem é seu pai. Ao partir em busca de seu verdadeiro pai, ela acaba encontrando dois!”, afirma a sinopse. 

“Estou muito feliz em fazer essa parceria com a Netflix! Ver a reação do público ao descobrir os detalhes do meu primeiro filme original, no TUDUM, todo esse carinho foi incrível”, disse Maísa.

A Netflix lançou em suas redes sociais um vídeo engraçado promovendo o filme, confira:

O filme ainda não tem previsão de lançamento.

Continue Reading

#OMG

Crítica – Jojo Rabbit ” faz as pessoas pensarem criticamente”

Concorrente ao Oscar 2020 apresenta uma narrativa irônica porém com uma enorme delicadeza.

Avatar

Published

on

O diretor Taika Waititi sabe muito bem mexer com a linha tênue entre comédia e drama. Seu novo longa JoJo Rabbit é a mais clara prova desta realidade. Mesmo sendo vendido como uma sátira sobre o nazismo, há uma delicadeza enorme em cenas mais sérias e complexas, provando sua capacidade de lidar com um assunto tão complicado.

O filme se passa na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial. Johannes “Jojo Rabbit” Betzler (Roman Griffin Davis) é um jovem nazista de 10 anos, que tem como amigo imaginário Adolf Hitler (Taika Waititi). Seu maior sonho é participar da Juventude Hitlerista, um grupo pró-nazista e ir para a guerra com seus companheiros defender seus ideias. Um dia, Jojo descobre que sua mãe (Scarlett Johansson) está escondendo uma judia (Thomasin McKenzie) no sótão de casa. Com essa descoberta, ele começa a desenvolver seu pensamento crítico que entra diretamente em conflito com seus ideais.

O que possibilita a comédia neste filme é o uso extraordinário do sarcasmo/sátira. Os únicos momentos em que vemos Hitler, é através da imaginação de um menino de 10 anos, fanático pela guerra. Todas as suas ações e falas são compatíveis com uma criança e não com as de um temível líder. E isso não ocorre apenas com este personagem, mas com as roupas de guerra do capitão Klenzendorf, o treino com armas e explosivos para crianças, entre outros diversos momentos, sem que haja um uso excessivo e abusivo deste elemento.

Johannes começa o filme exibindo um pensamento extremista, demonstrando uma grande devoção ao seu ídolo Adolf Hitler. Porém quando encontra Elza, uma judia que sua mãe escondeu em sua casa, seu pensamento crítico começa a se desenvolver, e percebe que tudo aquilo que lhe foi ensinado, não era bem verdade. O crescimento do personagem também é mostrado nitidamente com sua mãe Rosie que, em contraste com o menino, não apoia a guerra, e com o Capitão Klenzendorf, que inicialmente aparenta ser um soldado rígido, mas ao longo da história, cria um apreço pelo menino. Tudo isso ocorre da forma mais natural possível, graças a maravilhosa atuação do ator mirim Roman Griffin Davis e do maravilhoso roteiro feito por Taika Waititi.

O uso das músicas durante diversas cenas do filme é realmente genial. A escolha de clássicos “alternativos” como Beatles para compôr a trilha musical de fundo em diversos momentos traz uma sensação de calmaria e de familiaridade, porém com um grande detalhe, todas as músicas americanas que conhecemos estavam em alemão, criando uma imersão do espectador ao cenário e aos sentimentos dos personagens. Além disso, a escolha de “I want to hold your hand” enquanto cenas da Alemanha nazista aparecem, a paixão e histeria coletiva do povo pelo líder criam um paralelo cômico com a Beatlemania.

A direção de Waititi, juntamente com a arte e o figurino, criam a atmosfera perfeita para esse longa. As cenas da guerra são na verdade bem simples, porém muito bem feitas, os cenários não são muito amplos porém situam bem o público. E as vestimentas nazistas seguem o mesmo padrão, nada exagerado, apenas o suficiente para que todos possam visualizar a época retratada.

Saindo da sala de cinema, se você compartilha seus sentimentos com os personagens do filme, então Waititi atingiu seu objetivo. Além disso, o filme também é eficaz em fazer as pessoas pensarem criticamente sobre a origem e o desenvolvimento das nossas crenças e, ao mesmo tempo, se divertirem.

Jojo Rabbit estréia nos cinemas dia 6 de Fevereiro

Continue Reading

Parceiros Editorias