Connect with us
LOJA DC 4

Seguindo o sucesso de X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido, a Fox resolveu se arriscar e reinicializou a história do Quarteto Fantástico trazendo uma visão totalmente diferente do que havia sido visto no filme de 2005.

Foram muitos trailers, muito marketing, muita expectativa e finalmente no dia 06 de Agosto o filme foi lançado. O problema é que todas as expectativas caíram por terra (que já não era muitas), pois a história do filme é pobre, o roteiro foi mal escrito e a produção deixou a desejar, quando todo mundo achou que não podia piorar, piorou, e piorou muito com as diversas historias que envolveram a produção depois do seu fiasco nos cinemas.

Sites especializados e os fãs criticaram, até o diretor Josh Trank falou através de seu twitter “Um ano atrás eu tinha uma versão fantásica disso. E ela teria recebido ótimas críticas. Você provavelmente nunca o verá. Essa é a realidade”. Desabafou o diretor.

72m5iA4

Josh Trank é considerado um bom diretor de acordo com a crítica especializada, ele dirigiu o promissor “Poder Sem Limites” lançado em 2012. Claramente ele e a 20th Century Fox tiveram divergências criativas e no final, o estúdio tomou as rédeas da versão lançada para o público.

Diante de tantas críticas negativas os fãs se perguntam (alguns até afirmaram): Após 20 anos com os direitos de Quarteto Fantástico, está hora da 20th Century Fox vender de volta os direitos para a Marvel?

Muitos fãs acreditam que sim, mas não sei como seria, pois fiquei decepcionada com Vingadores – A Era de Ultron, que teve um roteiro decepcionantemente mal escrito, já no caso do Quarteto Fantástico, claramente o erro foi da Fox, que não deixou o diretor fazer o que ele faz de melhor, dirigir! Interferiu na produção e pós produção do filme, fazendo do mesmo um filme sem sentido, com um roteiro raso, e um vilão que parece mais um cosplay mal feito do Doutor Destino.

Ao contrario dos personagens da DC, que possui os direitos de todos os seus personagens, e com isso, todos os personagens podem aparecer no mesmo universo, os direitos dos personagens da Marvel estão espalhados por estúdios distintos. Na década de 1980, quando a Marvel passava por dificuldades financeiras, muitos antes dos filmes de super-heróis baterem recordes de bilheteria, ela vendeu os direitos de filmagens de muitos de seus personagens mais queridos, incluindo O Homem Aranha (primeiro Cannon Films e depois para Columbia Pictures), Blade (New Line Cinema), X-Men (20th Century Fox) e Quarteto Fantástico (20th Century Fox).
De uns anos pra cá a Marvel vem readquirindo os direitos de muitos de seus personagens, como Demolidor e o mais recente Homem Aranha (a Sony ainda detêm os direitos mas cedeu  para a Marvel produzir  os novos filmes).

Os fãs claramente estão insatisfeitos com a mais recente versão do Quarteto Fantástico, mas apesar da decepção causada pelo filme, a Fox possui os direitos de Quarteto Fantástico até 2024, então, teremos que aguardar as cenas dos próximos capítulos para sabermos se veremos ou não o Quarteto Fantástico pelas mãos do estúdio Marvel.

Mandy Nascimento
Eu sou um pouco de solidão, um pouco de negligência e um punhado de reclamações. Mas eu não posso evitar o fato de que todos podem ver essas cicatrizes!
Comments