Connect with us

Livros

Cabana do Leitor por Aí: Eventos Literários de Janeiro

Rachel Guarino

Published

on

Enfim entramos em 2018. Nós do Cabana do Leitor desejamos que esse ano seja o melhor ano da vida de vocês e nada melhor do que começar bem com os eventos que vão acontecer nesse primeiro mês. Tem para todos os gostos e idades, desde clubes do livro, lançamentos incríveis, poesias, contos, até leituras para os pequenos. Está imperdível. Se você é do Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza ou Curitiba, não pode deixar de conferir.

Além disso, o evento do site também acontecerá no Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza. Você não pode perder.

Rio de Janeiro

06.01 – Sebo Quintal 22
Local: Quintal 22 (Rua Domicio da Gama – Tijuca)
Horário: 12h – 22h

Sebo literário com livros e reivistas a partir de R$ 2. Além dos produtos à venda, o evento contará com música, além de comes e bebes.

Para saber mais clique AQUI

06.01 – Lançamento do livro “Ri, mas”
Local: Tablô Café & Bistrô
Horário: 17h

De Juliana Aguiar, o livro lançado pela editora Gramma traz poesias sobre a subjetividade do ser.

Para saber mais clique AQUI

07.01 – Clube de Leitura: Não Me Abandone Jamais
Local: Livraria da Travessa (Barra Shopping)
Horário: 20h – 21h30

O evento será mediado pela livreira Tayline Moreira, e o livro escolhido é “Não Me Abandone Jamais “, de Kazuo Ishiguro.

Para saber mais, clique AQUI

09.01 – O prazer da descoberta
Local: Casa Rui Barbosa (Rua São Clemente, 134)
Horário: 10h – 13h

Evento dedicado a incentivar a leitura dos pequenos. Será lido o livro “O mistério da lua”, de Sônia Junqueira, que conta como a lua em um determinado dia, nasceu sem um pedaço. Com entrada franca, o evento tem o intuito de fazer as crianças entrarem no universo proposto pelo livro.

Para saber mais clique AQUI

11.01 – Clube de Leitura: Esperando Bojangles
Local: Livraria da Travessa (Botafogo)
Horário: 19h – 20h30

O evento será mediado pelos livreiros Marília Andrade e Renan Bittencourt, e o livro escolhido será “Esperando Bojangles”, de Olivier Bourdeaut.

Para saber mais clique AQUI

12.01 – Lançamento do livro “Narrativas de Usuários de Crack”
Local: Multifoco Bistrô (Av. Mem de Sá, 126)
Horário: 18h – 21h

O livro apresenta uma dissertação de mestrado, com o processo de elaboração de uma pesquisa sobre a relação entre o uso abusivo de crack e as histórias das pessoas que o consomem.

Para saber mais, clique AQUI

13.01 e 14.01 – Rio Comics – Edição 2018
Local: UNIVERITAS – Centro Universitário Universus Veritas (Rua Marquês Abrantes, 55, Flamengo)
Horário: 11h – 20h

Será um evento cultural multi-temático focado nos quadrinhos, arte e literatura em geral. O Rio Comics contará com diversos painés com atrações, ilustradores, quadrinistas, dubladores, cosplay, e muito mais. Quem é fã de quadrinhos, não pode perder essa.

Para saber mais, clique AQUI

15.01 – Clube de Leitura: Os Irmãos Karamazov
Local: Livraria da Travessa (Barra Shopping)
Horário: 19h – 20h30

O evento será mediado pelo livreiro Roberto Pereira, e o livro escolhido é “Os Irmãos Karamazov”, de Dostoiévski.

Para saber mais clique AQUI

16.01 – Lançamento do livro “Um Palco e Muitas Vidas” – No Palco da Vida
Local: Livraria Argumento (Rua Dias Ferreira, 417 – Leblon)
Horário: 19h – 22h

O livro é um marco de comemoração dos 10 anos do projeto social, No Palco da Vida, que traz cultura teatral, cidadania e lições de vida aos seus alunos.

Para saber mais, clique AQUI

17.01 – Clube de Leitura: Não está mais aqui quem falou
Local: Livraria da Travessa (Shopping Leblon)
Horário: 17h – 18h30

O evento será mediado pelo livreiro Olavo, e o livro escolhido será “Não está mais aqui quem falou”, de Noemi Jaffe.

Para saber mais, clique AQUI

18.01 – Lançamento: Inspiração, de Marina Ruy Barbosa
Local: Livraria da Travessa (Barra Shopping)
Horário: 19h – 22h

Livraria da Travessa e Editora Objetiva convidam para o lançamento do livro “Inspirações”, de Marina Ruy Barbosa.

Para saber mais, clique AQUI

19.01 – Amor aos Livros (Dília Gouveia e Winter Bastos)
Local: Livraria Largo das Letras (Rua Almirante Alexandrino, 501 – Santa Teresa)
Horário: 19h – 21h

Primeiro encontro literário do ano pelo projeto Literatura na Varanda e Livraria Largo das Letras.

Para saber mais, clique AQUI

19.01 – The Artist’s Way / O Caminho do Artista
Local: Livraria Cultura (Rua Senador Dantas, 45)
Horário: 14h30 – 16h30

Grupo de estudos destinado ao livro “O caminho do artista”, de Julia Cameron, que já vendeu 4 milhões de cópias pelo mundo. A obra reúne uma série de exercícios para despertar sua criatividade, recuperar a autoconfiança e se livrar dos bloqueios criativos.

Para saber mais, clique AQUI

20.01 – NOZ apresenta: Clube de Leitura do Museu do Amanhã
Local: Observatório do Amanhã
Horário: 10h30 – 12h30

O evento acontece todo 3° sábado do mês, e o primeiro de 2018 tem como foco o livro “O Conto da Aia”, da escritora canadense Margaret Atwood. O Clube de Leitura visa estimular quem participa a discutir mais a fundo alguns dos temas presentes na programação do Msuseu.

Para saber mai,s clique AQUI

20.01 – Voando com a Sinna – Natal
Local: Rua São Luiz Gonzaga, 653 – São Cristóvão
Horário: 14h – 18h

Lançamento das antologias “Entre Amigos” e “Os animais também vão para o céu”. Presença de 20 autores, conversando e debatendo sobre o meio literário. Sorteios. Brincadeiras e muito mais.

Para saber mai,s clique AQUI

21.01 – Feira de trocas (Literatura na Varanda) 5ª edição
Local: Praça Getúlio Vargas – Niterói
Horário: 10h – 13h

A feira de trocas é uma das ações do projeto Literatura na Varanda, que completou 1 ano em agosto, com o objetivo de promover a literatura e a sustentabilidade.

Para saber mais, clique AQUI

23.01 – Lançamento do livro “A força da mentira”
Local: Livraria da Travessa (Shopping Leblon)
Horário: 19h – 22h

Livro de Hadassa Ben-Itto, que se baseia nos registros dos julgamentos que deveriam ter classificado Os Protocolos como uma farsa.

Para saber mais, clique AQUI

25.01 – Clube de Leitura: Laços
Local: Livraria da Travessa (Shopping Leblon)
Horário: 18h – 19h30

O evento será mediado pelo livreiro Zé Américo, e o livro escolhido será “Laços”, de Domenico Starnone.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Curso de escrita: Os segredos da literatura hot!
Local: Livraria Cultura do Cine Vitória (Rua Senador Dantas, 45)
Horário: 9h – 13h

Curso de como produzir um romance erótico, desde a concepção até a publicação. O evednto contará com a presença das autoras Janaina Rico, Nana Pauvolih e LM Gomes.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Clube do livro Niterói
Local: Biblioteca Parque de Niterói
Horário: 14h – 16h

Bate papo sobre o livro “Aos olhos de Zoe”, de Camila Pelegrini.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Terceira Missão: Meta de Leitura 2018
Local: Livaria Leitura (Parkshopping Campo Grande)
Horário: 15h – 16h30

Com apoio das editoras LeYa, Darkside e Intrínseca, o evento tem como objetivo traçar meta literária para 2018.

Para saber mais, clique AQUI

São Paulo

06.01 – Matheus Ueta | Bate-papo e sessão de autógrafos
Local: Livraria Cultura (Rua Palestra Italia, 500)
Horário: 18h30 – 21h

Matheus Ueta escreve em seu diário, logo no primeiro dia de aula: Viver é uma grande aventura. Ao lado de seus dois amigos, a nerd Nina e o atrapalhado Átila, vão viver as maiores aventuras pela cidade perdida de Shangri-lá.

Para saber mais, clique AQUI

08.01 – Clube de Poesia na Mário: Ana Cristina Cesar
Local: Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94 – São Paulo)
Hoário: 19h – 21h

Evento destinado a quem gosta de poesia. Com parceria com a Cia das Letras, o evento promete relfetir sobre os livros lidos, trocar curiosidades e impressões. O livro em questão será da Ana Cristina Cesar, ‘A teus pés’, primeiro e único livro de poemas da autora.

Para saber mais, clique AQUI

10.01 – Oficina: Caminhos para Criar e Publicar Livros
Local: Ide Escola de Arte (Av. José Próspero Jacobucci, 51)
Horário: 14h – 16h30

Workshop voltado para a criação literária e apresenta diferentes caminhos para publicação no mercado editorial. A escritora Simone Pederson estará presente.

Para saber mais, clique AQUI

12.01 – Lançamento de “Segurar aonde tudo flutua”, de Ana Lúcia Silva
Local: Patuscada – Livraria, bar & café (Rua Luís Murat, 40 – Vila Madalena)
Horário: 19h – 23h30

Lançado pela Editora Patuá, os livros de poemas da autora Ana Lúcia Silva estarão à venda por R$ 38,00 e quem realizar a compra antes do lançamento receberá o exemplar autografo após o evento. Entrada franca.

Para saber mais, clique AQUI

13.01 – Sarau A Plenos Pulmões
Local: Casa das Rosas (Avenida Paulista, 37)
Horário: 19h – 21h30

Quem gosta de poesia, esse evento é destinado a arte poética, tanto falada quanto escrita. O microfone será aberto ao público e as inscrições têm início às 18h.

Para saber mais, clique AQUI

13.01 – Lançamento do livro “Sonhos Refletidos”, da Stefany Vaz
Local: Fnac Brasil (Av. Paulista, 901)
Horário: 16h – 22h

Evento de lançamento do livro ‘Sonhos Refletidos’, de Stefany Vaz. Serão distribuídas 400 senhas.

Para saber mais, clique AQUI

16.01 – Lançamento do livro “Penas, Fluidos e Bisturis
Local: Casa das Rosas (Av. Paulista, 37)
Horário: 18h – 21h

O livro foi uma co-prudução com mais 12 escritores, no qual produziram contos e poesias inspirados nos trabalhs com técnica de carvão, aguada de café e aquarela. O livro sairá por R$ 35,00.

Para saber mais, clique AQUI

16.01 a 20.01 – Bachelard: Leitura de Infinitos e Vitalidade Poética
Local: A Casa Tombada (Rua Ministro Godoi, 109)
Horário: 19h – 22h

Apresentação de Gaston Bachelard. Princípios gerais da imaginação poética nos quatro elementos: ar, terra, fogo, água. A fenomenologia e a poesia. Linguagem e fenômenos da liberdade. Os Devaneios da Infância. A leitura, escrita e Literatura na percepção de Bachelard. Incerteza e imprevisibilidade na imaginação poética e no cotidiano. Vitalidade Poética.

Para saber mais, clique AQUI

19.01 – Leituras Compartilhadas – Uma vida pequena
Local: Livraria da Vila (Rua Fradique Countinho, 915)
Horário: 19h30 – 21h

O primeiro clube do livro do ano será lido “Uma vida pequena”, de Hanya Yanagihara. Há duas regras para participar: ler o livro (ou parte dele) e aparecer no dia.

Para saber mais, clique AQUI

20.01 – Lançamento do livro “Amortalha”, contos de Matheus Arcaro
Local: Patuscada – Livraria, bar & café (Rua Luís Murat, 40 – Vila Madalena)
Horário: 19h – 23h

Lançado pela Editora Patuá, contos de Matheus Arcaro estará à venda por R$ 38,00 e quem realizar a compra antes do lançamento receberá o exemplar autografo após o evento. Entrada franca.

Para saber mais, clique AQUI

20.01 – Lançamento do livro “Multiverso cotidiano”, de Claudia Marczak
Local: Patuscada – Livraria, bar & café (Rua Luís Murat, 40 – Vila Madalena)
Horário: 19h – 23h30

Lançado pela Editora Patuá, contos de Claudia Marczak estará à venda por R$ 38,00 e quem realizar a compra antes do lançamento receberá o exemplar autografo após o evento. Entrada franca.

Para saber mais clique AQUI

20.01 – Lançamento de “Antes de tudo acabar”, de Mary C. Müller
Local: Livraria da Cultura (Av. Paulista, 2073)
Horário: 16h – 19h

Agora em formato físico pelo selo Outro Planeta, o livro de Mary C. Müller já ultrapassou 2 milhões de leituras no Wattpad.

Para saber mais, clique AQUI

21.01 – Traçando Livros – O Estrangeiro – Albert Camus
Local: Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1000)
Horário: 16h – 19h

Discussão da obra de Albert Camus. Mersault é condenado à morte por matar uma áraba a troco de nada, além de ser a narrativa das desventuras de um homem do século XX.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Maratona de leitura na Biblioteca Nerd
Local: Biblioteca Nerd (Av. Eng Armando de Arruda Pereira, 1606)
Horário: 14h – 17h30

Primeiro clube de leitura de quadrinhos de São Paulo abre as portas para que você possa experimentar uma maratona de leitura de quadrinhos durante o mês inteiro.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Clube do Livro Editora Arqueiro
Local: Café Girondino (Rua Boa Vista, 365)
Horário: 15h – 17h

O evento será baseado no livro “Origem”, do autor Dan Brown, e será mediado por Rosemary Castro e Milena Cherubim. Será falado tudo relacionado a leitura.

Para saber mais, clique AQUI

27.01 – Lançamento “Amantes por acaso”, Grazi Fontes
Local: Livraria Leitura (Campinas Shopping)
Horário: 16h – 19h

Nossa querida Grazi Fontes estará lançando seu livro “Amantes por acaso”, que conta a história de Thiago e Júlia, que sem querer, acabaram desencadeando um desejo incontrolável um pelo outro. Se você é de Campinas, não pode perder.

Para saber mais, clique AQUI

28.01 – 21° Café Literário – Jane Austen
Local: Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94)
Horário: 15h – 17h30

Encontro sobre o livro “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen.

Para saber mais, clique AQUI

29.01 a 31.01 – Curso de Férias: Clássicos infantis, os sempre fora de lugar
Local: Livraria da Vila (Rua Fradique Countinho, 915)
Horário: 19h – 22h

O evento vai discutir os clássicos, adaptações e censura nos livros para crianças e jovens. Contará com a presença da professora e pesquisadora argentina Marcela Carranza.

Para saber mais, clique AQUI

31.01 – Lançamento do livro “Vista parcial do Tejo”, de Rafael de O. Fernandes
Local: Patuscada – Livraria, bar & café (Rua Luís Murat, 40 – Vila Madalena)
Horário: 19h – 23h30

Lançado pela Editora Patuá, o romance de Rafael de Oliveira Fernandes estará à venda por R$ 40. Entrada será franca.

Para saber mais, clique AQUI

Fortaleza

08.01 – Bandileitores #9 Poemas
Local: Roquen’derrou Café&Pub (Av. Washington Soares, 909 – Salinas Casa Shopping)
Horário: 19h30 – 22h

O evento tem como objetivo reunir para conversar sobre diversas obras, além de incentivar a leitura.

Para saber mais, clique AQUI

 13.01 – Encontro Literatura Empoderada
Local: Bru (Avenida Julio Abreu, 160)
Horário: 17h – 20h

No evento serão discutidos dois livros de Chimamanda Ngozi Adicei: “Sejamos Todos Feministas” e “Para Educar Crianças Feministas”.

Para saber mais, clique AQUI

13.01 – Sarau-piquenique do Blog Alexandria
Local: Parque do Cocó (Av. Padre Antônio Tomás, S/N)
Horário: 14h – 17h

Em comemoração aos dois anos do Blog Alexandrina, o sarau-piquenique será repleto de música, literatura e comida.

Para saber mais, clique AQUI

13.01 Fortaleza – Clube da Leitura “Novembro, 9” – Colleen Hover
Local: Rua Dr Julio Maciel 1173 A – Henrique Jorge
Horário: 15h – 17h

Evento para a discussão do livro do mês, Novembro 9, de Collen Hoover.

Para saber mais, clique AQUI

Curitiba

10.01 – Sarau Litero – Musical Mensal do Circuito Bardarte
Local: Avenida dos Estados, 810, Água Verde
Horário: 19h – 00h

O evento tem como objetivo apresentar os trabalhos dos poetas e músicos curitibanos. A participação é livre.

Para saber mais, clique AQUI

20.01 a 21.01 – Introdução ao Universo Simbólico dos Contos
Local: Espaço PAZ E BEM (Rua Padre Anchieta, 820)
Horário: 09h – 12h

O objetivo do curso é de despertar energias através dos personagens, cenários e passeios pelos enredos e metáforas dos contos.

Para saber mais, clique AQUI

20.01 – Contação de Histórias com Katya Hirata
Local: Leitura Genial (Av. Prefeito Erasto Gaertner,  113 – loja 9)
Horário: 11h – 15h

Evento para as crianças conhecerem mais do Gato Preto, Monet. Além de autógrafos com autora.

Para saber mais, clique AQUI

30.01 – Dia do Quadrinho Nacional + Lançamento A Samurai: Primeira Batalha
Local: Gibiteca de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533)
Horário: 19h – 22h

O evento contará com 8 mulheres quadrinista, tendo como debate o olhar feminino na produção de HQs Curitibanas.

Para saber mais, clique AQUI

28.01 – Encontro de Leitores – Cabana do Leitor

O site Cabana do Leitor convida para participar do evento literário que contará com a presença de escritores e apoio de editoras parceiras, com bate-papo, brincadeiras e sorteios de brindes.

São Paulo
Local: Livraria Leitura – Tiete Plaza Shopping
Horário: 15h

Para saber, mais clique AQUI

Rio de Janeiro
Local: Livraria Leitura (Shopping Nova América)
Horário: 15h

Para saber mais, clique AQUI

Fortaleza
Local: Livraria Leitura (Shopping Rio Mar)
Horário: 16h30 – 19h30

Para saber mais, clique AQUI

Comments

Resenha

Resenha | Intrusos

Adrian Tomine esclarece através de seus quadrinhos como ganhou 11 prêmios Eisner.

Mylla Martins de Lima

Published

on

Intrusos é mais um quadrinho fantástico de Adrian Tomine. Lançada originalmente em 2016, teve sua publicação no Brasil este ano pela editora NEMO.

Resultado de imagem para intrusos hq

A HQ desenvolve seis contos distintos e ao mesmo tempo semelhantes. São diversas situações e diferentes personagens, mas ambos buscam a aprovação de terceiros e ficam aflitos com olhares de reprovação. Por meio de alguns conflitos, as histórias assumem uma pegada de não-ficção, o que faz os fãs do autor fiéis às suas obras.

Breve história da arte conhecida como Hortescultura

A primeira história chama-se Breve história da arte conhecida como Hortescultura e narra a vida de um artista mal-compreendido. Harold é um jardineiro que teve sua brilhante ideia de agrupar escultura com planta, chamando de Hortescultura. Com uma ideia tão inovadora como aquela, o homem se pergunta: o que falta para agradar um cliente?

Sua mulher o apoia a continuar com o projeto, apesar de não ver futuro algum. Essa e outras situações levam o ar cômico do início da história embora, trazendo um tom preto e branco de tristeza.

Amber Sweet

Resultado de imagem para amber sweet HQ tomine

O próximo conto chama-se Amber Sweet e fala sobre a história de uma jovem universitária que é muito parecida com uma atriz pornô.

Durante seu curso, a personagem ouvia burburinhos e risadinhas enquanto caminhava pelo campus. Nada fazia sentido para ela até ser chamada de Amber Sweet e fazer uma pesquisa sobre. A partir disso, os leitores conferem como isso impactou na vida amarosa, nas amizades e no cotidiano da menina.

Vamos OWLS!

Resultado de imagem para vamos owls hq

A terceira história conta sobre uma mulher que conhece seu futuro companheiro num encontro de alcoolicos anônimos. Seu nome é Vamos OWLS!

Não demora muito para que o leitor perceba que ambos não levam um relacionamento sadio. Os diálogos tomam um rumo áspero e um ato afirma um relacionamento abusivo. Este conto é o mais chocante de todo o compilado, levando os leitores à aflição, mas com uma possível satisfação no final.

Tradução do Japonês

Imagens do livro

Tradução do Japonês é um conto sem diálogos e sem aparição dos personagens, dado como um devaneio. As imagens são apenas de lugares que eles frequentam durante uma narrativa excepcional. De maneira crua, fala sobre uma mulher e seu filho durante uma viagem do Japão ao Estados Unidos.

Triunfo e Tragédia

Resultado de imagem para triunfo e tragédia hq tomine

Triunfo e Tragédia é, sem dúvidas, a melhor história do livro. Apesar de pesada, não é difícil de se identificar com a personagem principal.

Jesse é uma adolescente gaga que está se descobrindo e resolve tentar uma carreira no âmbito da comédia, especificamente no stand-up. Ao pedir apoio de sua família, é recebida de braços abertos por sua mãe e com palavras nada motivadoras vindas de seu pai.

Todas as páginas giram em torno da relação familiar da garota e, principalmente, do estado de reprovação de seu pai no intuito de tentar protegê-la de um possível vexame.

Intrusos

Resultado de imagem para triunfo e tragédia hq tomine

Por fim Intrusos, a história de um soldado que volta para casa após uma missão e se sente inquieto com alguns acontecimentos de uma passado não muito distante. Entre casa de parentes e quarto de hotel, o homem se sente incompleto e na necessidade de reviver alguns momentos, vai até sua antiga moradia e entrando escondido, mesmo com novos moradores.

A solidão do homem causa grande comoção no leitor que, apesar de desconfortável com suas escolhas, ainda sente compaixão e empatia.

Tomine teve sua estreia no Brasil em 1999, pela editora Conrad, com o livro Comic Book: O novo quadrinho norte-americano. Sempre com uma pegada underground no cenário de HQ’s, aos 17 anos o autor já publicava seus fanzines, que estão disponíveis até hoje em versões americanas que valem a procura .

Mesmo utilizando diferentes estilos de ilustração, Adrian não perde sua essência, o que deixa o material ainda mais interessante. Quanto à escrita, é impossível não destacar a verossimilhança com as histórias cotidianas, a temática nas entrelinhas e os finais sem desfechos emocionantes. Seus leitores são fisgados pelo turbilhão de emoções reais em uma arte melancólica, de diálogos com longas pausas reflexivas, expressões pesadas e sem clichês.

É a HQ perfeita para quem não conhece esse tipo de conteúdo em formato de quadrinho, que está acostumado com romances habituais. Para quem conhece esse modelo literário e gosta, é essencial na estante, além da procura pelas outras obras.

Adrian além de fantástico, é viciante!

Continue Reading

Resenha

Resenha | A Mais Bela de Todas

Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu?

Rodrigo Roddick

Published

on

Beleza. Para muitos, relativa, para outros, se divide em exterior e interior, mas para a Rainha, é essencial. A Mais Bela de Todas não conta apenas a história da Rainha que foi chamada de “Má”, mas sim promove uma investigação sobre a opressão da beleza feminina.

“Calma, querida, eu sou uma Rainha, não uma bruxa”

Escrita por Serena Valentino, o livro faz parte de uma série que conta a história particular dos personagens da Disney com duas metades, em sua maioria vilões. Ele foi publicado no Brasil pela Universo dos Livros.

A narrativa começa com o Rei escolhendo a Rainha entre os plebeus. Logo de cara a autora já vai embalando o tema ao colocar a Rainha como filha de um artesão de espelhos, o melhor que já existiu, e sendo escolhida pelo Rei devido a sua beleza, que a princípio ela não acreditava ter.

A discussão sobre o machismo emprenhando desde o início dos tempos começa a aparecer na história devido à ausência do nome da Rainha. Ela é chamada o tempo inteiro assim, mas as outras mulheres do reino possuem nomes, como a Branca de Neve e a dama de companhia Verona. Até as três irmãs esquisitas do Rei possuem nome, menos ela e seu marido.

O fato da Rainha não ter nome evidencia a falta de identidade que uma mulher devia ter naquela época. Logo, o título de rainha sobressaía ao nome dela porque ela era a esposa de um Rei. No caso dele, a ausência de seu nome é para reafirmar a autoridade masculina daquele reino. Em outras palavras, a Rainha só era importante, só era alguém, porque era rainha.

“Ela não podia compartilhar seus pesadelos com ninguém. Já havia sido difícil o bastante revelar ao Rei sua visão. Se fosse comentá-la com alguém a quem confiasse menos, tinha certeza de que iriam acusá-la de bruxaria, e a queimaria na fogueira”

A Rainha ter sido escolhida por sua beleza inicia a obsessiva e opressiva manutenção da mesma. Esta situação carrega uma crítica, pois o que qualificou a mulher para ser rainha foi o fato dela ser bela, mais nada. Então isso sugere que se a mulher não possui beleza não serve para se casar, ainda mais com um rei.

Outro fator que oprimia a Rainha era que ela considerava sua mãe uma mulher lindíssima, a mais bonita que já havia visto, e achava que não tinha como superar sua beleza. Entretanto a Rainha era muito parecida com a mãe e o leitor pode observar isso nas sinalizações dos outros personagens. 

A beleza, o tempo inteiro, marca a preocupação da Rainha, pois como ela sustentava este título e como ela fora escolhida por sua beleza, devia ser ela então a mais bela do reino. Ninguém devia ser mais formosa que ela.

A Rainha não era Má, mas sim uma pessoa meiga. Ela amava Branca de Neve e a criava como se fosse sua filha, assim como adorava a companhia de Verona, a quem tinha como uma irmã. Mas a necessidade de ser a mais bela de todas começa a colocá-la contra sua família. Essa luta é simbolizada pelo espelho. O Rei deu de presente à esposa um relicário produzido pelo pai dela como presente de casamento, mas a Rainha não suportava ver o artefato tanto por ele lembrá-la o pai como pelo vulto que aparecia nele. O vulto é chamado de O Escravo da Rainha.

A chegada das três irmãs estranhas do Rei maximiza a preocupação da Rainha com a beleza. É por causa delas que a Rainha começa a se envolver com a magia e assim aprende o jeito certo de chamar o Escravo no espelho. Quando isso acontece, seu tormento toma forma, pois a Rainha ritualisticamente começa a consultá-lo para se autoafirmar a mais bela de todas.

“Diga-me, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu?”

A Rainha acreditava que o Escravo no espelho estava julgando sua aparência, mas na verdade a beleza que ele apontava era a de seu coração.

O conjunto de magia da Rainha envolvia um livro de feitiços. É interessante a sutil crítica que autora coloca. Naquela época as mulheres tinham apenas que ser belas, não cultas, por isso os livros eram considerados inimigos das mulheres de bem. O fato do livro de feitiços ser o catalizador do sofrimento da Rainha marca a mensagem machista de que quem precisa ter conhecimento é o homem. 

Até o momento o espelho respondia que a Rainha era a mais bela, entretanto quando ela começou a ser tomada pela inveja da beleza de Verona e da Branca de Neve, o espelho muda sua resposta. A Rainha chega a mandar Verona para fora do reino para não ser ameaçada por sua beleza. Nessa época, ela ainda sustentava um pouco de autocontrole, por isso preferiu esse método a matar a mulher que considerava irmã.

Mais tarde, seu coração vai ficando sombrio e ela sucumbe ao tormento de ser sempre a mais bela de todas. Com isso Branca de Neve vai crescendo e assume o título de mais bela, o que enfurece a Rainha a tal ponto, que ela exige ao Caçador a morte da filha.

Como já sabemos, o plano falha, então ela mesma se incumbe da tarefa. A Rainha se transforma em uma velha horrorosa e leva uma maçã envenenada para Branca de Neve, que a come e dorme para sempre. Quando a Rainha vê seu plano ser desfeito pelo beijo do Príncipe, ela foge dos anões e chega a uma encruzilhada. As três irmãs falam com ela que se ela voltar para floresta pode ser salva, pois elas têm como influenciar a natureza, mas se for pela colina, sua morte será certa. 

A Rainha escolhe ir para colina como punição pelos crimes que cometeu e porque está tão atormentada para ser sempre a mais bela de todas que não consegue mais ver alternativa para voltar a ser aquela meiga mulher de antes. 

Com toda a sensibilidade poética que um livro de contos de fadas precisa ter, Serena consegue tecer a história com palavras cuidadosamente escolhidas. A sensação de estar vivendo um conto de fadas é tão grande que parece que você nem está lendo. Esse é um ponto superpositivo do livro.

A capa com a metade do rosto belo da Rainha e a contracapa com a outra metade velha é a marca registrada da série escrita por Serena e envelopa bem esta história de um universo tão conhecido que é o mundo encantado Disney. Entretanto a diagramação podia ter sido melhor trabalhada. Estamos com um livro de conto de fadas em mãos, seria maravilhoso se ele tivesse aquela aparência como nos desenhos da Disney. No entanto, a diagramação não é algo que atrapalhe. Ela supre às necessidades de uma leitura confortável.

A Mais Bela de Todas é um livro que vem nos ensinar que beleza não é apenas aquilo que a gente vê, mas aquilo que a gente pratica.

Continue Reading

HQs

Resenha | Daytripper

Se morremos a cada dia, quando teremos tempo para viver?

Rodrigo Roddick

Published

on

O que você faria se não precisasse fazer o que está fazendo agora? Agora. Uma palavrinha pequena que muitos valorizam, mas poucos entendem seu valor ou sequer exercem-no. Daytripper vem contar como a “nossa vida inteira” é feita de vidas e mortes, de como cada momento vivido pode ser o último.

Dos premiados irmãos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá – que ficou mais evidente agora devido à série The Umbrella AcademyDaytripper foi publicada pela primeira vez em 2010 pela DC Comics através do selo Vertigo. Aqui no Brasil, a Panini é a responsável por imprimir as edições da DC. Logo no ano seguinte, a obra levou três importantes prêmios: o Eisner, na categoria Melhor série limitada; Harvey, em Melhor edição única; Eagle, em Novo comicbook favorito.

Daytripper percorre a vida Brás de Oliva Domingos, um escritor de obituários que sonhava em escrever um romance de sucesso. Todo o enredo tem como palco nosso maravilhoso país. O livro é separado em nove capítulos que recorta momentos distintos da vida de Brás intercalados fora de ordem cronológica e revelando suas diferentes idades. Ao final de cada capítulo, Brás morre de maneira diferente, e como nos desenhos animados, a história continua como se ele não tivesse morrido. 

Esta é a primeira coisa que chama atenção do leitor porque revela o tema da história. O dia a dia que nos mata. A discussão que a HQ propõe é fazer o leitor levar sua atenção ao que lhe faz viver de verdade. A vida não é esta rotina urbana que os adultos sustentam com afinco, a vida é muito mais e muito menos que isso. A vida é viver. Mas, dentre os milhares de significados que podemos dar à vida, viver é fazer aquilo que amamos. E quanto tempo perdemos para fazer o que a gente quer? Quanto tempo levamos para apenas descobrir o que a gente ama?

Viver o momento não é apenas uma questão de estar presente em um lugar. Isso você pode conseguir indo em um hospital. A diferença no viver está no optar por estar ali e querer gastar seu tempo naquele momento. E o mais interessante é que sequer damos importância para a palavra tempo quando estamos realmente vivendo. Porque viver é infinito em cada momento.

Além de relembrar com bastante propriedade aquilo que falta para preencher nosso vazio (viver?), Daytripper propõe uma maneira da pessoa estar no constante movimento da vida: sonhar. Não se engane. Mesmo analisando planilhas no décimo andar de uma torre empresarial ou deitado em uma rede ao sol brilhante de uma ilha, todos nós temos sonhos. Todos nós queremos realizar esses sonhos. Os sonhos são a nossa vida. São eles que realizamos (ou deveríamos) a cada batida do coração.

Impossível não construir um paralelo dessa dialética com Sandman, que trata das várias manifestações do sonho. Ambas as obras ressaltam que tentar realizar os sonhos, correr atrás deles e realizá-los é o que significa viver para seres como nós, que possui a capacidade de raciocinar.

O trabalho gráfico e as cores acompanham a linha de pensamento da história, pois os recortes de quadro a quadro focalizam expressões necessárias para apoiar o tema. O tom meio “desbotado” das cores faz o leitor perceber em quais momentos a vida de Brás era sem graça e em quais ela foi colorida

Os gêmeos souberam trabalhar em equipe, pois o desenho de Bá dava às palavras de Moon a densidade que elas evocavam. Assim como há quadros em que o holofote está nas palavras, também há outros em que Bá continua a narrativa sem dizer uma palavra sequer, apenas com seus traços.

Sonhar é viver. Viver é agora. Não há nada para nós no futuro, exceto a morte certa.

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido