Connect with us

cinema

Ewan McGregor diz que só aceitou fazer Aves de Rapina por ser um filme ‘feminista’

O ator afirma que o novo filme da DC trará uma ‘verdadeira luz’ na misoginia.

Edi

Published

on

Com seu primeiro trailer recentemente divulgado, o longa Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa começa a ter atenção da mídia e novas informações sobre a produção começam a pipocar na web.

Em conversa ao site Premiere (via Heroic Hollywood), o ator Ewan McGregor, que dá vida ao vilão vilão Máscara Negra no filme, elogiou a abordagem feminista do filme, afirmando que a produção irá expor a misoginia de forma necessária:

“O que me chamou atenção em Aves de Rapina é que é um filme feminista. Está muito bem escrito, e é no roteiro uma verdadeira visão da misoginia. E acho que nós (os homens) precisamos disso, precisamos estar mais conscientes de como nos comportamos com o sexo oposto”, argumenta McGregor.

“Precisamos ser ensinados a mudar. Os misóginos nos filmes são muitas vezes extremos: estão estuprando, espancam mulheres…E é legítimo representar pessoas assim, porque elas existem e são obviamente as piores. Mas, nos diálogos de Aves de Rapina, sempre há uma alusão à misoginia cotidiana, às coisas que dizemos como homem que nem percebemos, às queixas de homens…Tudo isso está no roteiro de uma maneira muito sutil. Eu achei isso brilhante”, completou o ator.

Com roteiro assinado por Christina Hodson (Transformers 6) e direção de Cathy Yan (Dead Pigs), o longa tem no elenco Mary Elizabeth Winstead (Scott Pilgrim Contra o Mundo), Jurnee Smollett-Bell (Underground) e Rosie Perez (Rise), que viverão respectivamente as heroínas Caçadora, Canário Negro e Renee Montoya. Ella Jay Basco (Grey’s Anatomy) fará o papel de Cassandra Cain e Chris Messina, de Objetos Cortantes, irá interpretar o serial killer Victor Zsasz.

Aves de Rapina chega aos cinemas brasileiros em 6 de fevereiro.

Comments

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido