Connect with us

Game Of Thrones

Feministas criticam aplicativo de “Game of Thrones”

Edi

Published

on

LOJA DC 4

Para a estreia de Game of thrones, no dia (12), a HBO Brasil e a HBO Latin America lançaram na internet o aplicativo Patrulha da Noite, inspirado na irmandade que é parte fundamental da série, tendo o papel de proteger as terras de Westeros contra os perigos que vem da “muralha”.

Nota: Nesta imagem abaixo, ela aparece somente se no aplicativo você declarar celibato, ou seja a mensagem apenas diz respeito ao fato de você seguir na Patrulha da Noite sem casar ou ter relações com alguém.

no_girls_share

Um fato que gerou polêmica, no entanto, foi a proibição da participação de mulheres no grupo.

Na série, os membros da Patrulha da Noite são, em sua maioria, ex-criminosos e pessoas rejeitadas pela sociedade. Possivelmente, os idealizadores do aplicativo puseram em mente usar os mesmos critérios de seleção para a Patrulha da série, ou seja, apenas homens são permitidos. A castidade, aliás, é uma das regras mais importantes do juramento.

A decisão, no entanto, gerou revolta. Quem tentasse entrar no aplicativo, mas tivesse a classificação de gênero “feminino” no Facebook, se deparava com a mensagem:

“Em nota de repúdio, o site de fãs Game of Thrones BR afirmou: “Não podemos aceitar que, sob o discurso da série ser medieval (o que não é exatamente correto, já que a história ocorre em um mundo fictício), a HBO Brasil ache que é correto lançar uma propaganda de cunho machista, sexista e que fere a igualdade de gêneros desta forma.” O aplicativo no entanto ainda pode ser acessado pela página HBO Brasil no Facebook e a HBO ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Fontes: Game of Thrones Brasil e DP

Comments