Connect with us
LOJA DC 4

O velocista ao qual me refiro é na verdade a morte. Em outras palavras é ele o ceifador para os Flashes e Reversos.

O Flash Negro é apenas visto por heróis e vilões que são velocistas, então Batman, Superman, Mulher Maravilha, Coringa, Capitão Frio, entre outros, nunca terão a “sorte” de encarar a entidade.

Todas as vezes que um corredor o vê sabe que sua morte se aproxima e é praticamente impossível evitar que isso aconteça.

Em Flash – O Homem Mais Rápido Vivo, Bart Allen durante a luta com a Galeria de Vilões é surpreendido por ele, e imediatamente já sabe o que está por vir. Na verdade Allen já sabia que iria morrer pelas mãos da Galeria e Inérica, então não foi tanta surpresa assim para o Flash.

Na saga Flash – Renascimento vemos novamente o Flash Negro, no entanto Barry se torna o Velocista da Morte. Isso por conta de uma armadilha que Eobard Thawne preparou para o segundo Flash, onde manipulou a F.d.A tornando-a Negativa e ligou a de Barry, fazendo com que ele começasse a mudar inexplicavelmente.

Ocorre que com essa mudança de Barry para o Flash Negro qualquer velocista que ele tocasse iria morrer, inclusive ele acaba matando um outro inimigo, também corredor, apenas tocando nele. Vale lembrar que nesta saga como o próprio nome remete, Barry, acaba de “retornar dos mortos”.

Allen ainda correu da morte, segundo histórias da HQ após a crise. Por diversas vezes ele quase foi pego pelo Flash Negro, mas conseguiu escapar, detalhe que isto tudo aconteceu dentro  da F.d.A*.

É preciso tomar cuidado para não confundir o Flash Negro com o Profº Zoom quando a ele é dado o anel da Tropa dos Lanternas Negros, mas a diferença entre eles é gritante.

Recomendamos que leiam as HQs citadas na matéria para terem maior noção de quem é este Velocista da Morte, e porque também são uma das melhores sagas do Flash.

Artigo originalmente postado no site DC  Brasil Club

Edi on FacebookEdi on InstagramEdi on Twitter
Edi
Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.
Comments