Connect with us

séries

Future Man | Crítica – primeira temporada (sem spoilers)

Ivy Mendonça

Published

on

Future Man é uma produção de Ariel Shaffir e Kyle Hunter, para ao canal Hulu e estreou em novembro de 2017. Estrelada por Josh Hutcherson, muito conhecido por seu trabalho como Peeta em Jogos Vorazes, aqui ele assume muito bem o papel do protagonista fracassado e nerd Josh Futterman.

Josh se vê em uma situação inusitada ao descobrir que seu jogo favorito – e que até então não tinha sido zerado por ninguém NO MUNDO – nada mais é do que um simulador de treinamento enviado do futuro com o intuito de encontrar o homem treinado para salvar o mundo. O episódio piloto exerce muito bem o seu papel de nos apresentar como a trama será conduzida, a linguagem usada, seu universo e seus personagens principais.

Future Man têm um humor ácido, piadas pesadas e referências à cultura pop, sem deixar de lado profundidade e crescimento de seus personagens, claro que nem todo ganham um desenvolvimento tão bom, ou são interessantes o suficiente para você torcer por eles. Mas pra uma série que consegue fazer uma I.A falante ter sentimentos e ganhar nossa simpatia, acho que está de bom tamanho.

A trama principal é muito divertida, acompanhar o Josh tendo que controlar seus dois companheiros que vieram de um futuro distópico e agora estão vivendo em 2017 rende cenas hilárias e situações constrangedoras dignas do que a série se propõe a ser. Os pais de Josh ignoram completamente essas situações absurdas, fazendo muito bem o papel de pais protetores e amorosos que não enxergam nada de ruim no mundo, chega a dar pena do que acontece com eles no último episódio.

A estética da série não é extravagante quando trata do futuro, e quando mostra o passado acerta da mesma forma, assim como nos figurinos e na fotografia.

As viagens no tempo e suas consequências são muito bem conduzidas e mostram que qualquer alteração feita no passado pode mudar muito o futuro, mas que quando um evento grande têm que acontecer, essas mudanças não conseguem interferir nele de forma expressiva, livrando a série de ter que lidar com paradoxos muito complexos, mas ainda sim tratando a viagem do tempo como algo sério, porém de forma mais leve.

O vilão aqui nunca é mostrado como o verdadeiro cara mau, porque apenas o vemos antes dos eventos que levam aos Biotics tentarem destruir a Resistência. E além disso, somos também apresentados ao lado dele e dos Biotics na história, fazendo então com que possamos colocar as convicções de Tiger e Wolf na balança, eles realmente são os mocinhos?

Future Man está disponível na plataforma de streaming Hulu, a série foi renovada para a segunda temporada que ainda está sem previsão de estreia.