Connect with us
LOJA DC 4

Após a Disney divulgar o novo trailer do filme “Star Wars: O Despertar da Força”,  nesta segunda-feira (19), muitas pessoas ficaram ainda mais empolgadas com o lançamento do novo capítulo da série. Entretanto, uma parcela dos espectadores chocou internautas ao propor um boicote ao filme, acusando-o de promover o genocídio de brancos.

No terceiro trailer do filme, que tem estreia prevista para o dia 17 de dezembro, a direção revela de que lado está o personagem Finn, interpretado pelo ator John Boyega. Diante da importância do papel, grupos racistas pedem o boicote do filme.

star-wars-stormtrooper-trailer-boyega

“Star Wars terá agora propaganda contra brancos”. “Cada vez mais ativismo anti-brancos nas telas do mundo”. “Se Star Wars não quer brancos nos seus filmes, não terá nosso dinheiro” , dizem alguns dos tweets criados com a hashtag #BoycottStarWarsVII.

Rapidamente internautas rebateram as mensagens com fatos que comprovam que a saga não possui características racistas. O maior argumento utilizado pelos fãs da saga é de que o criador da história, George Lucas, é casado com uma negra.

Além disso, personagens como Mace Windu, interpretado pelo ator Samuel L. Jackson, e Lando Calrissian, vivido por Billy Dee Williams, tiveram papeis de destaque nos filmes anteriores e não receberam críticas racistas.

A resposta do CDL fica por conta deste Twitte:

Fonte: Yahoo

Edi on FacebookEdi on InstagramEdi on Twitter
Edi
Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.
Comments