Connect with us

cinema

Hotel Artemis “Um filme com boas ideias não terminadas”

Published

on

LOJA DC 4

O filme produzido e escrito por Drew Pearce (Homem de Ferro 3, Missão Impossível – Nação Secreta), Hotel Artemis se passa em um futuro não tão distante (2028) onde Los Angeles está passando por um momento de crise, a privatização da água.

Aparentando ser um hotel normal, o Artemis é uma fachada para algo muito maior, um hotel que funciona como proteção e hospital nas horas críticas para criminosos. Com já seus 22 anos no mercado, o hotel funciona com muitos regras, dentre elas: Só pode entrar membros que sejam associados, não é permitido a entrada de armas e, muito importante, não pode matar os membros dentro do hotel. Parece até um spin-off do hotel do John Wick com uma pitada do hotel do Altered Carbon (só que muito menos foda).

A história multinucleada começa com um assalto mal sucedido, levando Sherman (Sterling K. Brown) e seu irmão Lev (Brian Tyree Henry) a se hospedarem naquela noite. A irmandade dos dois personagens é bem genuína. Porém, esse arco (assim como todos os outros) apresenta problemas que não são resolvidos, muito menos terminados.

Não muito depois, são introduzidos outros dois personagens: Acapulco, um traficante de armas (Charlie Day), e Nice, uma assassina de elite e também, antiga conhecida de Sherman (Sofia Boutella). Não são personagens com camadas e nem com histórias surpreendentes, apenas um traficante típico e uma assassina sexy.

O primeiro ato do filme é dado por apresentações de, em tese, bons personagens e de uma pergunta no ar: Qual a história desse filme? E essa dúvida não vem só do filme e sim do trailer contendo cortes o suficiente para termos uma noção diferente de como vai ser o seu desenrolar. Não, o filme não é sobre um grupo invadindo o hotel para se vingar do roubo da tal caneta roubada. Na verdade, o dono de Los Angeles (Jeff Goldblum) não consegue nem saber que foi roubado. Não era ele o homem mais temido da área?

Não posso terminar esse texto sem citar a pessoa que opera o hotel, a enfermeira (Jodie Foster). Está para existir alguém que tenha andado mais nesse filme que ela. Literalmente, a maioria das cenas ela está andando. Dentre todos os personagens, ela é a única que tem uma história e motivação por todos os seus atos. Ressalva ao seu ajudante Everest (Dave Bautista) que é tipo o Drax de Os guardiões da Galáxia só que bem menos forçado.

Hotel Artemis é um filme com muitas boas ideias não terminadas, uma fotografia bem atraente e boas cenas de luta. Não é o pior filme que você vai ver na sua vida, nem o melhor.

Hotel Artemis estreia dia 30 de agostos nos cinemas.

 

Regina Vieira on Instagram
Regina Vieira
Biomédica que calhou de ser editora e redatora da área de HQs do CDL.
Continue Reading
Comments