Connect with us

cinema

Ícones da cultura popular: Jurassic Park vs Jurassic World

Avatar

Published

on

Jurassic Park tornou-se um ícone da cultura popular ao despertar a imaginação de milhões de pessoas há 25 anos e, atualmente, Jurassic World procura alcançar esta série de sucesso.

1404271609_ae6c970893_o

Foto: Flickr

Jurassic Park como um ícone da cultura popular

O filme é conhecido por seus incríveis efeitos especiais e dinossauros animatrônicos. Trazer essas criaturas extintas à vida trouxe de volta o nosso fascínio por elas. As continuações da primeira trilogia: O Mundo Perdido: Jurassic Park (1997) e Jurassic Park III (2001), continuaram a atrair a atenção de milhões de pessoas e também deram lugar ao desenvolvimento de produtos de merchandising para o público adulto que cresceu assistindo esta saga, incluindo as múltiplas modificações disponíveis para o Jeep Wrangler Sahara, que se tornou um ícone da série, tendo uma relação direta com a ação dos filmes e sendo o principal carro encontrado dentro do parque.

Outro exemplo é o slot online da Betway que usa imagens icônicas da série, como o logo do parque com o esqueleto do T-Rex e os personagens principais, para transportar os jogadores para a Ilha Nublar. Além do mais, existem as figuras de ação dos primeiros filmes, que se tornaram itens colecionáveis de alto valor e são oferecidos para venda ao maior lance em plataformas como o Mercado Livre, para satisfazer os fãs mais nostálgicos.

A primeira série de Jurassic Park despertou a imaginação e fascínio pelos dinossauros em milhões de pessoas em todo o mundo. Jurassic Park é um dos filmes de ficção científica mais famosos do cinema e da cultura pop. Baseado no best-seller de Michael Crichton, Jurassic Park mostrou o que acontece quando o ser humano se intromete na criação. O blockbuster abriu o precedente para os filmes de dinossauros e, apesar de seus efeitos especiais agora estarem datados, eles ainda são bastante impressionantes.

11133815_446691465505655_3425615056108154052_n

Jurassic World Brasil via Facebook

Jurassic World: A saga que procura definir sua própria era

O filme Jurassic World foi lançado em 2015, dirigido por Steven Spielberg mais de duas décadas após o original e foi o quarto filme da série Jurassic. O novo mundo jurássico está localizado na ilha original, no local do parque original, e depois de vinte e dois anos está finalmente pronto para todo mundo ver. Mas desta vez com algo maior e com mais dentes para oferecer aos visitantes: assim foi criado o Indominus Rex, um híbrido altamente inteligente e agressivo, que escapa e instala caos e perigo na nova aventura do filme.

Jurassic World causou sensação durante a sua estreia e teve a quarta maior bilheteria da história, arrecadando mais de US$1.5 bilhões até que Os Vingadores: Guerra Infinita tomou sua posição se tornando um dos filmes favoritos de 2015. A segunda entrega desta nova série acaba de aparecer nos cinemas e somente em seu primeiro fim de semana Jurassic World: Reino Ameaçado já faturou mais de US$711 milhões em todo o mundo, tornando-se o terceiro filme de maior bilheteria de 2018, segundo a Globo. Para manter o público adulto entretido no mundo de Jurassic World Steven Spielberg está de volta como produtor executivo, além do retorno de Jeff Goldblum ao seu papel como Dr. Ian Malcolm, onze anos depois de sua última aparição em O Reino Perdido: Jurassic Park.

Esta nova trilogia também procura criar ícones fáceis de relacionar com a saga e, desta vez, a Mercedes-Benz ocupa o lugar dos carros utilizados dentro do parque, além de ter um logo diferente do que a primeira franquia e novos produtos de merchandising, como o recente lançamento do videogame Jurassic World Evolution para Steam, PS4 e Xbox One, que permite aos jogadores criar suas próprias combinações genéticas para abrir caminho a novos tipos de dinossauros num parque de diversões baseado na nova série. Jurassic World 3 está programado para estrear em 11 de junho de 2021, continuando com a mesma equipe que participa da nova franquia.

jurassic-park-708420_960_720

Foto: Pixabay

Os dinossauros são uma fonte de fascínio para milhões de adultos que cresceram com a Jurassic Park, e os filmes de Jurassic World estão na batalha para alcançar o mesmo nível das primeiras partes e se tornarem ícones da cultura popular.

Advertisement
Comments

cinema

Warner, Marvel, Globo e outras empresas se posicionam contra o racismo

Gigantes do entretenimento deixaram suas mensagens de apoio ao movimento #VidasNegrasImportam

Avatar

Published

on

By

Os Estados Unidos (e algumas partes do mundo) estão enfrentando a maior crise da sua história, tudo porque de uma vez a economia, a saúde e a parte social estão literalmente entrando em colapso.

A parte econômica e de saúde se deve por conta da pandemia instaurada pelo coronavirus e seus efeitos nestes dois setores, somando-se à parte social que já andava fragilizada, agora ganha contornos raciais após a divulgação de um vídeo na última segunda-feira (25) que mostra um homem negro, o  ex-segurança George Floyd, sendo imobilizado por um policial branco com os joelhos em seu pescoço.

Tendo em vista este cenário, varias empresas e instituições estão se posicionando contra o racismo, entre elas gigantes do entretenimento como a Netflix, Marvel, Amazon Prime, Warner, Globoplay e outras. Confira: 

“Nós nos posicionamos contra o racismo. Nós nos posicionamos à favor da inclusão. Nós nos posicionamos ao lado de nossos funcionários, contadores de histórias, criadores negros e à comunidade negra como um todo. Nós precisamos nos unir e nos pronunciar”

https://www.instagram.com/p/CA3iFJMDBxX/?igshid=15zq3x6byw6nm https://twitter.com/globoplay/status/1267200741430738950?s=21 https://www.instagram.com/p/CA3cdpBgCoi/?igshid=1nuiufv671b1w

“‘Alguém tem que se levantar quando os outros estão sentados. Alguém tem que falar quando os outros estão quietos.’ – Bryan Stevenson.
Estamos ao lado dos nossos colegas, talentos, contadores de histórias e fãs negros – todos afetados pela violência sem sentido. A voz de vocês  importa, a sua mensagem importa. Vidas negras importam.”

View this post on Instagram

#BlackLivesMatter

A post shared by HBO (@hbo) on

“‘Nem o amor, nem o terror cegam: a indiferença é o que cega.’ – James Baldwin.
Nós estamos com os nossos colegas, funcionários, fãs, atores e contadores de histórias negros – e todos afetados por essa violência sem sentido. Vidas negras importam.”

“Estamos com nossos funcionários, colegas, parceiros e criadores negros, indignados com os atos de racismo. Vidas negras importam.”

“Vidas negras importam. Cultura negra importa. Comunidades negras importam. Nós nos posicionamos em solidariedade a nossos colegas, criadores, parceiros e públicos negros e condenamos atos de racismo, discriminação e atos de violência sem sentido”

Os protestos contra o racismo nos Estados Unidos continuaram com manifestantes no último domingo (31) tentando invadir a Casa Branca, sede do governo americano. 

Continue Reading

cinema

Retorno de Henry Cavill como Superman é somente rumor

Apesar do interesse do estúdio no ator, não há negociações no momento.

Avatar

Published

on

A notícia que estava sendo celebrado pelos fãs durante a semana pode ter sido um mero “rumor”: de acordo com informações apuradas pelo The Hollywood Reporter, não há no momento nenhuma negociação entre Warner e Henry Cavill para que o ator reprise o papel de Superman nos cinemas.

Entretanto, o site informa de que os executivos do estúdios tem sim um interesse pelo retorno de Cavill, apesar de sua situação ser, nas palavras da publicação, “complicada”. Independentemente de que o rumor apontava que o novo acordo poderia fazer com que o personagem aparecesse em algum outro filme – como nas sequências de Shazam!, Aquaman ou Esquadrão Suicida, por exemplo – nenhum destes roteiros conta com o kryptoniano atualmente.

A situação é similar ao que ocorreu no ano passado, quando Cavill estava concretamente em negociações para fazer uma participação especial em Shazam!, o que acabou não ocorrendo graças à complicações nos ajustes do acordo. Assim, a cena em questão foi filmada apenas com o torso do Homem de Aço.

De qualquer maneira, vale ressaltar que o ator revelou o desejo de encerrar a trilogia iniciada com Batman vs Superman, inclusive expressando isso durante a live em que Zack Snyder anunciou seu corte de Liga da Justiça. Então aguardemos novas informações sobre o assunto em breve.

Liga da Justiça: Snyder Cut estreia em 2021 na HBO Max.

Continue Reading

cinema

Live-action de Borderlands terá Cate Blanchett como Lilith

Atriz de Thor Ragnarok se une com diretor de O Mistério do Relógio na Parede.

Avatar

Published

on

Agora é oficial: Cate Blanchett, de Thor Ragnarok, foi confirmada como a siren Lilith na adaptação cinematográfica do game Borderlands. A produção irá reunir mais uma a atriz com o diretor Eli Roth, que trabalharam juntos em O Mistério do Relógio na Parede.

Empolgado, Roth falou com o site Variety sobre a adição de Blanchett à produção:

“Acredito que não há nada que ela não possa fazer: do drama à comédia e agora ação, Cate faz cada cena cantar. Trabalhar com ela é um sonho de diretor virando realidade. Sei que, juntos, vamos criar outra personagem icônica para a carreira bem-sucedida dela.”

Na história, a personagem Lilith é uma das poucas mulheres da galáxia pertencentes a uma classe de “sereias” com poderes especiais, como a manipulação do tempo-espaço. No primeiro jogo, lançado em 2009, ela era uma das quatro personagens jogáveis. Entretanto, nos outros títulos da saga, a personagem voltou a aparecer, mas como não-jogável.

Com direção de Roth, a adaptação contará com roteiro de Craig Mazin, criador da minissérie Chernobyl e com produção de Avi Arad, responsável pelos primeiros filmes do Homem-Aranha.

Borderlands não tem data de lançamento previsto.

Continue Reading

Parceiros Editorias