Connect with us

e-Sports

Jogadora de Overwatch é vítima de machismo e acaba sendo investigada por ser acusada de usar Hacks

Ana Paula Schuch Dias

Published

on

LOJA DC 4

Com apenas 17 anos, Gegury, coreana e com habilidades impressionantes, foi vítima de preconceito por jogar bem e derrotar grandes nomes do competitivo de Overwatch, o novo jogo da Blizzard. A adolescente foi acusada de usar hacks (trapacear) durante a sua atuação no campeonato.

Gegury foi questionada de suas habilidades após vencer jogos contra pessoas extremamente importantes no cenário do jogo. Isso ocorreu durantes a qualificação da Nexus Cup. No final, eles denunciaram a jogadora para a empresa criadora do jogo, a Blizzard, que procurou provas para punir a menina. Não há dúvidas que isto também foi um caso de machismo, por conta da jogadora ser mulher e ter habilidades melhores que de seus adversários homens.

13517978_10209993147288932_1855080988_o
A empresa foi obrigada a investigar a fundo e foi descoberto que a jogadora era completamente inocente. Sem provas concretas, os jogadores dos times ETLA e Strobe pararam de jogar para sempre, porque quando eles denunciaram a Gegury, eles prometeram que iriam para de jogar profissionalmente se ela fosse inocente. Foi extremamente polêmico e a jogadora por fim, teve muito apoio nas redes sociais e no mundo inteiro.

Overwatch foi lançado recentemente e já obteve muito sucesso, inclusive ameaçando tomar o posto de League of Legends, principalmente na Coréia e no Brasil. De acordo com a GameMetrics, a porcentagem de pessoas que jogam League of Legends é de 29,08%, e no Overwatch são 28,36%. E cada vez mais pessoas se interessam mais sobre o game.

Revisado por: Bruna Vieira.

Comments