Connect with us
Tamy Simões

Published

on

A Legião de Super-Heróis é composta por algumas das figuras mais fortes do Universo DC, e trabalham para preservar todo o universo futuro. Um dos membros mais poderosos tem grande interesse em manter um segredo de seu mais novo companheiro de equipe, Superboy, e isso é revelado em  Legion of Super-Heroes # 8 de Brian Michael Bendis(Scarlet), Duncan Rouleau (Ben 10), Jordie Bellaire (Buffy –  A caça vampiros) e Dave Sharpe (Bruce Wayne: De volta ao lar).

Atenção, a partir desse ponto a matéria contém Spoilers

A encarnação atual de Mon-El, foi reformulada para que agora ele seja um descendente direto de Jon Kent. Isso significa que ele é oficialmente parte da linhagem do Superman .

Na verdade, existem várias encarnações de Mon-El ao longo dos anos, com alguns estabelecidos como seus próprios heróis, enquanto outros foram conectados a figuras mais estabelecidas, como Superman.

Apresentado como Halk Kar, o alienígena chega na versão do Universo DC Pré-Crise da Terra-2 com amnésia. Superman supõe que ele é um companheiro sobrevivente de Krypton e pode até ser parente dele – levando assim ao nome Mon-El. Assim, os dois lutam contra o crime juntos brevemente antes de Mon-El descobrir suas verdadeiras origens do mundo vizinho de Krypton.

Legion of Super Heroes - The Complete Series , Finale Pt 1 HD Clip - YouTube

No Pós-Crisis DC Universe, várias versões de Mon-El aparecem, incluindo um que da mesma forma chega à Terra e não sabe se ele é realmente um Kryptoniano ou não. Nessa continuidade, um Mon-El agonizante é colocado em animação suspensa devido a uma quantidade letal de exposição ao chumbo – uma substância mortal para Daxamitas como ele. Isso o mantém vivo até o século 30, quando os membros da Legião de Super-Heróis podem restaurá-lo e começar a contá-lo entre eles. Os poderes Daxamita de Mon-El o tornam um substituto sólido para a Legião sempre que ela não tem acesso a Superboy ou a Supergirl .

Agora, a versão moderna do personagem está sendo definida de uma nova maneira. Mon-El tem sido surpreendentemente cauteloso na versão atual da Legião dos Super-Heróis, especialmente em relação ao Superboy. Jon Kent tem sido muito legal com todos os membros da Legião que ele conheceu até agora, mas há algo errado entre os dois.

Depois de confrontar o pai de Jo-Nah quando ele ataca a Legião, Jon voa ao lado de Mon-El e pergunta sobre ele. Relutantemente, Mon-El revela que ele é na verdade um descendente de Superboy, sugerindo que ao invés de ser apenas um Daxamita na continuidade atual, ele pode realmente ter DNA de Krypton em seu sistema.

Esta é uma mudança interessante para o personagem, especialmente se ele retém seus genes da Daxamita também. Combinados, o DNA de Krypton e Daxamite em seu sistema o torna especialmente capaz de absorver energia do sol e usá-la para alimentar um corpo que de outra forma seria impossível. Também dá ao personagem uma conexão mais genuína com o Homem de Aço e seu legado. Antes da chegada de Jon Kent, Mon-El poderia ser visto como a continuação perfeita do legado do Superman, uma linhagem heróica que a Legião está tentando recriar especificamente em sua era nativa de um futuro distante.

De repente, também faz sentido por que a chegada de Jon Kent pode atrapalhar Mon-El tanto quanto faz. No atual Universo DC, Jon Kent é considerado uma das figuras mais importantes da história. Ele é responsável por ajudar a formar a Legião e eventualmente assume o manto de Superman de seu pai – aparentemente até mesmo realizando feitos ainda mais impressionantes do que o Superman original já fez.

A Legião já é enorme e é provável que a ancestralidade de Mon-El desempenhe um papel em sua inclusão na equipe. Ter que lutar ao lado de Superboy irá potencialmente ofuscar suas próprias realizações, o que cria uma tensão óbvia.

Vamos acompanhar o resultado desse novo arco que surge criando novas possibilidades ao personagem. Acompanhe tudo aqui no Cabana do Leitor.

Advertisement
Comments

HQs

Novo Ranger verde aparece na prévia de Mighty Morphin #1

Os Power Rangers estão de volta!

Avatar

Published

on

BOOM! Studios estará lançando duas novas séries de quadrinhos do Power Rangers em novembro, com a equipe e seu confronto contínuo com o Lord Zedd. Junto ao anúncio, a editora revelou a prévia do quadrinho Mighty Morphin #1.

A equipe criativa da HQ conta com o escritor Ryan Parrott, o ilustrador Marco Renna e o colorista Walter Baiamonte, com assistência da Katia Ranalli e letras do Ed Dukeshire. Já a prévia, que mostra a equipe Rally junto ao novo Ranger verde, tem sua capa principal ilustrada por InHyuk Lee e variantes desenhadas por Dan Mora, Eleonora Carlini e Jung-Geun Yoon.

Confira a prévia abaixo:

Capa principal de InHyuk Lee.
Capa variante de Dan Mora.
Capa variante de Eleonora Carlini.
Capa variante de Jung-Geun Yoon.

Mighty Morphin está previsto para lançar no dia 11 de novembro.

Continue Reading

HQs

Editora Skript lança Lovecraft para Colorir

O quadrinho já está disponível para pré-venda pela Amazon.

Avatar

Published

on

A Editora Skript lançou um quadrinho para colorir inspirado nas ilustrações do H. P. Lovecraft.

A obra apresenta quatro níveis de dificuldade: O inicial (“tô de boas”), intermediário (“dá para encarar), avançado (“preciso me concentrar”) e expert (“hoje eu só faço isso”).

Além das ilustrações, o quadrinho contará com uma história para colorir, sem diálogos, com narrativa “muda”, escrita por Eric Peleias e desenhada por Daniel Sousa. O conto de 7 páginas altera nos quatro níveis de pintura.

O quadrinho tem 40 páginas no tamanho europeu (20x28cm), com capa cartão e miolo em offset, todos de alta gramatura. Lombada quadrada e colada.

Confira as imagens liberadas abaixo:

Capa

Lovecraft para Colorir já está disponível para pré-venda pelo site da Amazon.

Continue Reading

HQs

Resenha | Nimona

O verdadeiro significado do ditado: “As aparências enganam”.

Mylla Martins de Lima

Published

on

A HQ Nimona foi lançada em 2016 pela editora Intrínseca e tem como autora Noelle Stevenson, uma ilustradora e quadrinista incrível!

Nimona é uma menina, as vezes raposa, tubarão, gato e até dragão em alguma parte do seu tempo. Na verdade Nimona é uma metamorfa muito enérgica, que consegue o tão sonhado cargo de comparsa do pior vilão que já existiu no mundo, o Ballister Coração-Negro.

O inesperado começa quando a garota, em sua primeira missão, descobre que seu chefe e ídolo não é tão malvado assim. Enquanto ela sugere acabar com o arqui-inimigo e ex-amigo do vilão, Sir Ambrosius Ouropelvis, matando ele e a quem estiver tentando protegê-lo, Ballister prefere a tradicional luta de espadas, sem sangue e sem morte.

A história começa quando a dupla descobre que a Instituição de Heroísmo & Manutenção da Ordem, empresa que em tese serviria para controlar o caos, planeja prejudicar a população e incriminá-los. Como será a reação do povo quando Coração-Negro levar essa informação à mídia?

Trata-se de uma publicação divertidíssima, ambientada na idade média mas utilizando de elementos futurísticos, mais presente na tecnologia. Os personagens carregam muitas histórias passadas e são muito bem trabalhados, do visual à personalidade. Várias páginas arrancam sorrisos e até mesmo gargalhadas, principalmente quando os quadros pertencem à menina e Ballister.

A trama é cheia de dramas também, e que não passam despercebidos nem com as cenas de humor ácido da personagem principal. O ritmo da narrativa é bem rápido, mas muito fluido e, mesmo com suas 275 páginas, Nimona é uma leitura simples, fácil e que pode ser lida em um único dia. E é impossível não ler!

Noelle sabe prender o seu leitor e isso não é nenhuma surpresa. Esta HQ lhe rendeu o Eisner Awards e a levou para a final do National Book Award. Além disso, a quadrinista garantiu o Slate Cartoonist Studio Prize de Melhor Web Comic e foi indicada ao Harvey Award. Que currículo!

Nimona é uma ótima leitura pós ressaca literária, é a melhor opção para quem ama fantasia e quer fugir dos clicês de heróis. É um misto de fofura, ação, risadas e lágrimas.

A história de uma menina, um vilão que não é vilão e um herói que não é herói.

Continue Reading

Parceiros Editorias