Connect with us
mank mank

Cinema

Mank | O que sabemos sobre o novo filme de David Fincher

Por mais que não pareça, já faz seis anos que David Fincher não lança um novo filme

Publicado

em

Por mais que não pareça, já faz seis anos que David Fincher não lança um novo filme. Garota Exemplar chegou ao cinema em 2014 e desde então o diretor andou explorando algumas outras mídias. Agora, depois de tanto tempo, os fãs aguardam ansiosamente por Mank, nova obra de dele pela Netflix.

Para amenizar a expectativa vamos dar uma olhada no que já sabemos sobre o longa.

Mank é sobre os bastidores de Cidadão Kane

É difícil pensar em Orson Welles sem pensar em Cidadão Kane. Na contramão, o novo filme de David Fincher será sobre Herman J. Mankiewicz e os seus perrengues como roteirista do clássico. Inclusive, o único Oscar que o filme levou para casa foi justamente o de melhor roteiro, então a história é, no mínimo, interessante.

Gary Oldman irá interpretar Mank e o elenco ainda conta com nomes como Tom Burke como Orson Welles, Amanda Seyfried como Marion Davies, Lily Collins como Rita Alexander, Arliss Howard como Louis B. Mayer e Charles Dance como William Randolph Hearst (homem que serviu de inspiração para Cidadão Kane).

O pai de David Fincher escreveu o roteiro nos anos 90

Mank já está sendo pensado a alguns bons anos e o roteiro foi escrito por nada mais nada menos que Howard Jack Fincher, pai de David Fincher, ainda na década de 90. Possivelmente isso está diretamente ligado com a paixão que o diretor criou pelo projeto mesmo antes da morte de Howard em 2003. De qualquer forma, o filme nunca tinha passado da pré-produção até ser reacendido em 2019.

As gravações terminaram em fevereiro de 2020.

Depois de mais de 20 anos de um vai e vem, em novembro de 2019 as gravações finalmente deslancharam e foram finalizadas  em fevereiro deste ano, pouco antes da pandemia começar a frear produções. Amanda Seyfried disse que ficou realmente surpresa com o fato deles conseguirem terminar tudo em tão pouco tempo, especialmente pela quantidade de imagens que o diretor insistiu em captar.

“Eu era parte das cenas com milhares de pessoas e nós ficávamos a semana inteira para gravá-las. Não dá para dizer com exatidão a quantidade de takes mas eu chutaria algo perto de 200. Eu posso estar subestimando já que eu não tinha uma fala em algumas dessas cenas, mas não dá para relaxar, sempre tem pelo menos 9 ou 10 ângulos de câmera comigo em algum momento.”

A atriz ainda disse que foi o seu projeto mais desafiador e que amou fazer parte.

Mank foi filmado completamente em preto e branco

Algum tempo atrás as primeiras fotos que saíram para divulgação mostravam cenas completamente em preto e branco. De certo, o filme todo será dessa maneira e esse foi um dos motivos da demora. O próprio Fincher falous disso em uma conversa a respeito em 2009:

“A gente até tentou, mas era tudo muito caro. Se você vai fazer um filme autoreferenciando Hollywood você precisa que isso seja barato. Tivemos a chance de fazer por U$ 13 milhões em 1998 mas não pareceu certo. Eu queria que fosse em preto e branco, mas isso acabaria com o filme quando saísse para DVD ou para a TV à cabo.”

No entanto, muitos filmes em preto e branco tiveram sucesso ultimamente. Roma e Guerra Fria são só dois dos exemplos que podem ter ajudado a abrir caminho para Mank. Por parte do diretor, a sua única experiência notável com essa linguagem foi no videoclipe de 1990 da Madonna, Vogue

O filme é o motivo pelo qual a terceira temporada de Mindhunter atrasou

Como é de se esperar, Fincher colocou foco total no lançamento de Mank, o que resultou em um atraso na terceira temporada de Mindhunter, sua série pela Netflix. Ainda em 2019 os planos para o futuro da série foram colocados um pouco de lado em detrimento do filme. Não há nenhuma previsão de quando o diretor voltará sua atenção para a história da Unidade de Ciência Comportamental do FBI, mas com um intervalo de dois anos entre a primeira e a segunda temporada, a terceira ainda pode esperar mais um pouco.

A estreia é esperada para algum momento do final de 2020

Com um elenco astronômico, o envolvimento de Fincher e a história que envolve um dos filmes mais icônicos de todos os tempos, certamente a Netflix fará uma campanha para a temporada de premiações

Mesmo com a plataforma fazendo jogo duro para revelar uma data específica, o produtor Eric Roth disse em um podcast que o filme estava agendado para Outubro. Isso dificilmente se concretizará, pois bem pouco foi dito a respeito desde então. É mais seguro assumir que em algum momento do fim do ano o filme já estará entre nós.

Bom, o redator não mede elogios para o trabalho de David Fincher. Ele é um dos melhores diretores hollywodianos e, na minha opinião, nunca entregou um filme que não fosse pelo menos muito bom. Nesse caso, é especialmente difícil segurar a expectativa!

Esse é um dos lançamentos mais aguardados do ano e, mesmo sem uma data de estreia, promete muito para os fãs de cinema.

Estudante de rádio, tv e internet completamente apaixonado por cinema, literatura e qualquer outra forma de arte. Gosta de contar histórias e tem sérias dificuldades de falar sobre si mesmo em terceira pessoa.

Comments