Connect with us

cinema

Missão: Impossível – Efeito Fallout “Eleva a franquia ao seu auge”

Tassiana Chagas

Published

on

LOJA DC 4

Missão Impossível” é uma das franquias de ação de maior sucesso no cinema. Muito desse êxito se deve a estrela de Tom Cruise que conseguiu, como ator protagonista e produtor, levar a adaptação da série televisiva dos anos 60 e 70 para os cinemas na década de 90.

Seis filmes depois e passando pelas mãos de Brian de Palma (Missão: Impossível 1), John Woo (Missão: Impossível 2), J.J. Abrams (Missão: Impossível 3), Brad Bird (Missão: Impossível – Protocolo Fantasma) e agora com Christopher McQuarrie (Missão: Impossível – Nação Secreta) – o primeiro a dirigir dois filmes da franquia – a franquia eleva-se ao seu auge.

No sexto episódio da franquia de espionagem, após uma missão fracassada em Berlim, o agente secreto Ethan Hunt e sua equipe, uma subdivisão da CIA denominada IMF (Impossíble Mission Force), correm contra o tempo para recuperar três artefatos nucleares antes que caiam nas mãos de uma perigosa organização terrorista, “Os Apóstolos”, chefiada por Solomon Kane (Sean Harris).

Supervisionado pela chefe da CIA, Erica Sloane (Angela Basset), Hunt é obrigado a trabalhar com um agente indesejado, August Walker (Henry Cavill). Em meio a isso, atormentado com conflitos internos mal resolvidos, deixando-o exposto e vulnerável em terreno inimigo.

O elenco coadjuvante é formado por Simon Pegg (Benji), Rebecca Ferguson (Ilsa Faust), Ving Rhames (Luther), Sean Harris (Solomon Kane), Angela Bassett (Erica Sloane), Vanessa Kirby (Viúva Branca), Michelle Monaghan (Julia Meade) e Alec Baldwin (Alan Hunley). O entrosamento entre os atores funciona na tela e a afinidade com o público se mantém.

No elenco, destaca-se a personagem Ilsa Faust, interpretada por Rebecca Ferguson. Agente britânica do MI6, Ilsa atua como um contraponto feminino de Ethan Hunt. Altiva e misteriosa, sua presença é marcante em cena.

Christopher McQuarrie, além de dirigir, produz e também assina o roteiro. Como uma trama inteligente e produção impecável, entrega como produto final o filme mais sombrio e também o mais ambicioso da franquia. Sem sinal de desgaste, “Fallout” é um deleite para os fãs da saga e entregam sequências de ação de tirar o fôlego, tiros, pancadaria, belos carros e motos e muitas reviravoltas. As cenas de ação são eletrizantes e sobra pouco tempo para respirar. Destacam-se as cenas de luta no banheiro e a de perseguição de moto na capital parisiense.

henry-cavill-mi6-fight-main

Tom Cruise contou que fez questão de gravar todas as cenas do filme, dispensando o uso de dublês. As intensas cenas de ação fez com que o ator fraturasse o tornozelo após saltar de um prédio para o outro, forçando a interrupção das gravações por sete semanas. No sexto episódio, o ator mostra uma grande entrega, estando no auge do personagem e do espírito de Missão Impossível.

Com duas horas e meia de duração, as reviravoltas marcam presença e são bem orquestradas, sem subestimar o público e sem deixá-lo confuso demais. Intrigante, tenso e empolgante, “Missão: Impossível – Efeito Fallout” não é apenas o melhor filme de ação do ano, é o melhor filme de toda a franquia.

Missão: Impossível – Efeito Fallout esta em exibição nos cinemas.

Tassiana Chagas on FacebookTassiana Chagas on InstagramTassiana Chagas on Twitter
Tassiana Chagas
Estudante de Jornalismo. Foi na infância que se apaixonou por filmes. Acredito mais do que a sétima arte, o cinema foi feito para sonhar.
Continue Reading
Comments