Connect with us

cinema

O diálogo entre Harry, Rony e Hermione que está dividindo os fãs sobre Snape

Caju Sampaio

Published

on

LOJA DC 4

Que Snape é um dos melhores personagens do universo Harry Potter, ninguém discorda, mas o porque diverge muito entre os fãs. Há quem acredite que seja pelo seu amor incondicional por Lily, há quem acredite que seja pela sua inteira indecifrabilidade, já outros que prefiram acreditar que seja pela sua astúcia. Pois bem, há algumas semanas, surgiu na internet um diálogo fictício entre o trio de Hogwarts, onde discutiam sobre Snape. O diálogo está em inglês, mas traduziremos abaixo.Diálogo Harry

“Eu tentando imaginar como Harry explicou para Hermione e Rony que perdoou Snape:
Harry: Então… Snape na verdade é legal…
Hermione: …
Rony: ..
Hermione: Harry, ele te prejudicou por 7 anos!
Rony: Sem mencionar aquele incidente no quadribol….
Harry: Antes de morrer, ele disse que eu tinha os olhos da minha mãe!
Hermione: Todo mundo diz isso, Harry.
Harry: Sim, mas ele era apaixonado pela minha mãe e ela não correspondeu.
Rony: Então…?
Harry: Eu vou dar seu nome ao meu filho!!
Hermione: Harry, não!
Harry: Snape 4ever!”

Snape - Cabana do Leitor

Claro, o intuito do diálogo foi imaginar uma cena hilária que nunca aconteceu. Mas a repercussão que esse diálogo criou entre os fãs de Harry Potter, foi tão extensa e diversificada, que vale a pena olharmos de perto para entendermos o que de melhor tem a literatura: a interpretação pessoal de quem lê.

Eu, pessoalmente, quando vi esse diálogo, não consegui entender; já que pra mim, era muito claro o que Snape fez durante todos os anos de Harry em Hogwarts; foi então que comecei à ler outras opiniões sobre Snape, também de fãs da saga. O leque é imenso, desde “Snape usava a desculpa de amar Lily para fazer qualquer coisa, seja ela boa ou má; no fim, a desculpa sempre ‘tirava o peso’ das suas costas” à “Snape sentiu muita culpa pela morte de Lilian, e fez o que fez só para aliviar essa culpa”.

Mas vamos lá! Lendo o diálogo, fica claro pra mim, que cada personagem interpreta um certo tipo de opinião dos fãs, assim:
Hermione, é dos fãs que entenderam que os fins não justificam os meios; e que mesmo talvez Snape tendo algumas boas intenções, ele não deixou de maltratar e humilhar Harry durante 7 anos.
Rony, é daqueles que mesmo entendendo o ponto de vista de Harry, acha que isso não seja motivo para que ele dê ao filho, o nome de uma pessoa que ele odiou por longo anos.
Harry, entendeu que o professor, teve de ter coragem e destreza todo o tempo desde que em que a profecia sobre um garoto que traria fim para o Lorde das Trevas, nasceria.

harry-potter--severus-snape-wallpaper

Mesmo sendo potterhead assídua, nunca tive essa compaixão imensurável que muitos fãs tem por Snape, mas exatamente depois de ler esse diálogo, ver diversas opiniões, acabei me impondo à formar uma também. A conclusão que cheguei é simples, ou não muito… Mas acredito que a maioria vá se identificar, ou pelo menos compreender meu ponto de vista.

Snape, um garoto solitário, acostumado com a vida bruxa, conhece Lilian, uma garota vinda de uma família trouxa, onde é desprezada pela irmã por não ter os mesmos poderes, e que acabou de conhecer a realidade mágica e fica deslumbrada com toda a novidade desse mundo. Não seria novidade se uma atração nascesse desse encontro, já que opostos se atraem, e quando se trata de um personagem tão retraído como Snape, fica fácil de entender como ele nutriu esse amor por Lilian, que era constantemente lembrada por sua amabilidade. E aí, surge um outro ponto de vista de alguns fãs, de que Snape fora abusivo com Lily, talvez até perseguidor. Eu, em minha leitura, não me lembro de ter visto nenhuma informação quanto à Snape ser tão obcecado por Lily que extrapolava limites, me corrijam se estiver errada, mas não há nada nos livros que indique tal situação! Até porque, Lily sempre fora muito sábia e forte com magia, e com certeza, saberia se defender de tais abusos, fosse o caso. Talvez o que leve alguns leitores à entenderem dessa forma, seja o fato de que, aparentemente, Snape foi para o lado negro da força após ser rejeitado por Lily, mas acredito que não tenha acontecido exatamente assim. Logo na primeira história, quando todos os novos alunos da turma de Harry, chegam à Hogwarts para fazer a seleção das casas, com o Chapéu Seletor, Draco Malfoy é um dos primeiros à passar pela seleção, e depois do veredicto de “Sonserina” para ele, Rony comenta com Harry que “Não há bruxo mau na história que não tenha sido da Sonserina“; isso deixa claro pra mim, que uma boa parte de Sonserinos, acabam tendo pré disposição à fugir do que é considerado correto. Nos filmes, por exemplo, a produção quis deixar bem clara a personificação de Snape: um menino sempre de preto, sempre deslocado, sempre incompreendido. Talvez não tenha sido a ideia original de J.K., mas acredito que talento para “maldade”, o pequeno Snape sempre teve. Não posso negar também, que a situação com Lily talvez tenha certa influência sobre o destino de Snape, mas dessa forma, penso que o que tenha pesado sobre Snape, não foi somente a rejeição da amada, mas sim, anos de bullying, anos de tortura (sim, tortura!) praticados contra ele, e então, justamente um dos seus maiores rivais, fica com sua amada. Talvez a raiva tenha sido tão grande, que tenha sido não a causa, mas sim, o estopim para a decisão de Snape de se tornar um Comensal da Morte. De qualquer forma, vejo que depois de terminar os estudos em Hogwarts, Snape se isolou de tudo que o ligasse à Lily, contendo seus sentimentos somente para ele. Até surgir a profecia que poderia condenar sua amada e família. Em seu desespero, Snape recorreu à Dumbledore para que os protegesse, o que não aconteceu, e depois de saber da morte de Lily e James, teve uma decisão dificílima à ser tomada: engolir o orgulho e proteger o filho da sua amada ou abrir mão por ele também ser filho do seu maior rival? À partir desse momento, Snape teve uma tarefa até o fim da sua vida, que na minha percepção, foi torturante. Um agente duplo, Comensal da Morte e pessoa de confiança de Dumbledore. Teria de manter a faxada de Comensal por saber que Voldemort voltaria e que esse era o único jeito de estar perto de Harry para protegê-lo; mas, em contra partida, precisaria estar cara à cara, com um garoto que te lembrava anos e mais anos de sofrimento na escola. Qual seria sua reação? Qual era postura que ele deveria tomar? Talvez suas torturas sofridas tenham sido tão graves, que prejudicaram a forma como Snape lidava com a raiva até mesmo depois de adulto. Não que justifique todas as maldades feitas por ele contra um menino indefeso, mas vejo que isso era resultado de uma mistura entre faxada de Comensal que ele precisava manter para pessoas como Lúcio Malfoy (pelos olhos e ouvidos do filho), e o conflito interno entre aversão e compaixão pelo menino. Com o passar do tempo também fica claro que Snape acabou se apegando mais à Harry, mesmo não transparecendo muito, e entendemos isso pela fala de Dumbledore em uma das lembranças dele “Quer dizer que após esse tempo todo você se afeiçoou pelo menino?”, o que nos mostra que o que talvez tenha começado como uma certa ‘obrigação’ de Snape para aliviar sua culpa pela morte de Lily, tenha se tornado uma afeição real. Ao meu ver, o professor passou seus útlimos anos de vida, aos trancos e barrancos, errando e acertando, oscilando entre compaixão e repúdio à mesma pessoa. Mas nada muda o fato de que ele morreu em sua causa, morreu e matou para manter seu personagem de Comensal, que ele poderia facilmente ter virado às costas à causa desde que Lily morreu ou fugido quando descobriu que sua vida corria risco, mas decidiu ficar, decidiu acatar ao pedido de Dumbledore e do seu próprio amor contido por anos.

Se tem algo que possa resumir minha visão sobre Snape, é esse twitte de Rowling:

Snape Rowling

Snape é todo cinza. Você não pode fazer dele um santo: Ele foi vingativo e praticava bullying. Você não fazer dele um demônio : Ele morreu pra salvar o mundo bruxo.

E você? O que acha de Snape? Acredita que ele fez tudo por vingança ou por amor? Conte pra gente nos comentários!

Comments