Connect with us

cinema

Obama promete resposta a altura a Coreia do Norte

Avatar

Published

on

O presidente americano, Barack Obama, prometeu uma “resposta à altura” após o ataque promovido por hackers à empresa americana Sony Pictures.

Falando a repórteres nesta sexta-feira em Washington, Obama disse que a Sony, que tinha desistido de lançar o filme A Entrevista – uma sátira coma trama ligada a uma tentativa de assassinato do presidente sul-coreano Kim Jong-un, “cometeu um erro”.

Poucas horas antes, o FBI, principal agência de inteligência interna dos Estados Unidos, disse ter “informação suficiente” para concluir que o governo da Coreia do Norte estava por trás do ataque cibernético.

“Nós iremos responder”, disse Obama, sem dar mais detalhes. “Iremos responder à altura, e no lugar, momento e maneira que escolhermos.”

“Não podemos viver em uma sociedade em que um ditador qualquer em algum lugar pode começar a impor censura aos Estados Unidos”.

Segundo o comunicado divulgado antes pelo FBI, o malware que invadiu a rede da Sony para roubar informações está vinculado a outro que já se sabia ter sido originado na Coreia do Norte.

Contra e em defesa da Sony

Diversos setores da indústria cinematográfica criticaram a decisão de Sony de optar por adiar a estreia do filme.

O ator George Clooney, entretanto, disse que Hollywood não deveria se deixar abalar por ameaças da Coreia do Norte, mas criticou a falta de respaldo que a Sony recebeu, especialmente de Hollywood.

Em entrevista ao site Deadline, Clooney disse ainda ter elaborado um documento para levar a figuras de destaque da indústria cinematográfica americana na intenção de demonstrar apoio à Sony, mas ninguém quis assiná-lo.

Clooney criticou a mídia por ter se concentrado mais nas revelações feitas pelos arquivos hackeados da empresa do que em investigar quem estava por trás do ataque cibernético.

“As pessoas do FBI dizem que isso pode ter acontecido com o nosso governo. Isso diz muito sobre o quão bom são esses caras (hackers). É um momento grave que deve ser encarada com seriedade, não levianamente. Essa é a coisa mais importante aqui” .

Para o ator, o filme deveria ser lançado na internet.

Advertisement
Comments

cinema

Shazam! fica em primeiro lugar nas bilheterias do Brasil

O filme da DC que arrecadou uma grana satisfatória para a Warner no ano passado parece não ter perdido a majestade no Brasil.

Avatar

Published

on

By

O filme da DC que arrecadou uma grana satisfatória para a Warner no ano passado parece não ter perdido a majestade no Brasil.

Com o isolamento social e a quarentena milhares de pessoas tem ido ao cinema Drive- In e também com a abertura de algumas redes de cinema em algumas regiões do pais. O filme da DC Comics sucesso no ano passado Shazam!, arrecadou no meio disso tudo 18 mil reais no último final de semana (contando com a quinta-feira), a informação é do site Omelete.

Angry Birds: O Filme, lançamento de 2016 ficou um pouco atrás com R$ 15 mil . Em terceiro temos Yesterday, um dos filmes mais relevantes do ano passado, da Universal, arrecadando 14 mil.

Em Shazam! Billy Batson tem apenas 14 anos de idade, mas recebeu de um antigo mago o dom de se transformar em um super-herói adulto chamado Shazam. Ao gritar a palavra SHAZAM!, o adolescente se transforma nessa sua poderosa versão adulta para se divertir e testar suas habilidades. Contudo, ele precisa aprender a controlar seus poderes para enfrentar o malvado Dr. Thaddeus Sivana.

Shazam! esta disponível na plataforma HBO GO.

Continue Reading

cinema

Constantine 2 | Warner estaria planejando continuação com Keanu Reeves

Insiders dizem que isso pode ser parte de um plano para trazer ao cinema a Liga da Justiça Sombria.

Avatar

Published

on

By

Warner estaria planejando uma segunda parte para o seu filme Constantine, que teve seu original estrelado por Keanu Reeves, que pode voltar ao papel.

O site ComicBook diz que isso pode ser um plano da Warner para trazer a equipe Liga da Justiça Sombria chegar ao cinema, isso porque o filme da Zatanna também estaria no radar do estúdio.

Ainda não há confirmação firme se este novo Constantine seria uma visão totalmente nova do personagem ou uma continuação / reinicialização suave da série de filmes estrelada por Keanu Reeves – embora haja relatos de que um retorno de Reeves pode ser o objetivo do estúdio.

“Ouvi alguns sussurros sobre isso. Se Keanu Reeves voltar, isso dará a ele outro personagem icônico para ampliar sua popularidade. A cada década, esse cara lança outro título obscuro para reacender o amor do público. Que estrela de cinema”

O filme de 2005 com Reeves (e dirigido por Francis Lawrence , dos Jogos Vorazes ) continuou a construir um culto duradouro por ser um dos pioneiros no blockbuster de super-heróis que flerta com o terror – com muitos pedidos de uma sequência estrelada por Reeves. Constantine foi mantido vivo na tela pequena graças ao ator Matt Ryan, que deu vida à série Constantine, e era tão popular que os fãs exigiram seu retorno no universo da DC Arrowverse TV e na DC Animated.

Manteremos você atualizado sobre o status de Constantine na HBO Max .

Continue Reading

cinema

Kevin Smith apoia Ray Fisher e diz que Joss Whedon descartou versão de Snyder

Segundo Kevin Smith Joss Whedon estava determinado a mudar toda a versão de Snyder.

Avatar

Published

on

By

Kevin Smith, um dos diretores mais influentes da DC Comics, acaba de dizer que apoia Ray Fisher sobre as alegações de abuso que atores e a equipe criativa sofreram do diretor Joss Whedon durante as gravações da Liga da Justiça.

No episódio mais recente do podcast Fatman Beyond, de Kevin Smith, ele confirma os comentários Fisher falando de conversas que teve com membros da equipe de The Rise of Skywalker, que também trabalhou nas duas versões da Liga da Justiça.

Kevin Smith e o escritor Marc Bernardin estavam discutindo a situação quando Smith abriu uma conversa que ele teve com uma equipe de efeitos especiais da Liga da Justiça , que lhe disse que Joss Whedon estava totalmente contra a versão de Zack Snyder para o filme, negando até mesmo informações anteriores de que Zack Snyder teria escolhido Whedon para a cadeira de diretor e também que ele iria apenas finalizar algumas coisas para o filme. O diretor ressalta que ele não ficou sabendo de tudo antes, mas definitivamente o que ele sabe se alinha às recentes acusações de Ray Fisher.

“Reduziu, descartou e foi negativo sobre a versão de Zack que ele viu que toda a equipe de efeitos especiais [essas pessoas] fizeram juntos”.

 Um rumor antigo dava conta que a diretora de Mulher-Maravilha, Patty Jenkins, não queria mais que Gal Gadot trabalhasse com a personagem nos filmes que o diretor poderia se envolver no futuro da DC, Joss Whedon também foi muito criticado quando o seu roteiro de Mulher-Maravilha vazou, ao qual foi classificado como e machista.

Afastado do filme por conta do suicídio da sua filha, Zack e sua esposa Deborah Snyder – que também produziu o longa – não chegaram a finalizar totalmente o projeto.  Joss Wheldon, diretor de Vingadores e Vingadores: Era de Ultron, foi chamado pela Warner para refilmar boa parte da produção, mudando assim acontecimentos previstos no roteiro original do filme, assim como refazer cenas importantes da trama. Snyder revelou recentemente que jamais viu a versão que saiu para o cinema, sempre dando a entender que gostaria de exibir ao público a sua visão dos heróis.

Liga da Justiça recebeu críticas mistas da mídia especializada na época de seu lançamento, com destaque positivo às atuações de Gadot (Mulher-Maravilha) e Ezra Miller (Flash), as sequências de ação e os efeitos visuais, enquanto que o enredo, a narrativa, o ritmo, o vilão e o excessivo uso de efeitos especiais foram recebidos de forma negativa. 

Arrecadando mais de US$ 657 milhões mundialmente, sendo assim o décimo quarto longa-metragem de maior bilheteria daquele ano, ficou abaixo das expectativas do estúdio (com perdas estimadas entre US$ 50 e US$ 100 milhões) e é o título de menor receita do então universo estendido da DC Comics no cinema.

Liga da Justiça: Snyder Cut estreia em 2021 na HBO Max.

Continue Reading

Parceiros Editorias