Connect with us

cinema

OSB faz homenagem a John Williams em concerto épico

Monique Levy

Published

on

Orquestra Sinfônica Brasileira homenageia o compositor John Williams em concerto especial pra fãs de cinema.

Na última terça-feira (11), o Theatro Municipal do Rio de Janeiro se assemelhava a uma sala de cinema. O motivo? John Williams, um dos maiores compositores de trilhas sonoras estava sendo homenageado e a cada melodia executada pela Orquestra Sinfônica Brasileira, o público que lotava o Theatro reconhecia carinhosamente os filmes aos quais elas pertenciam.

Esse mesmo público, composto de diferentes idades e que aplaudia fervorosamente ao final de cada trilha, só reforçava o quanto a música é uma das partes essenciais da identidade de um filme ou de um personagem – e da memória afetiva desse público. 

Ao ler o programa do concerto, é bem possível que uma ou mais melodias tenham surgido sem dificuldade na memória de alguns e consequentemente tenha sido associada à alguma cena ou ao personagem que a acompanha. Ou talvez, é bem possível também que alguns até tenham se surpreendido com alguma trilha do qual não fazia ideia de que John Williams tenha sido o compositor. Os temas de “Indiana Jones”, “Super Homem”, “Tubarão”, “E.T – O Extraterrestre” e “Star Wars” eram algumas das que foram regidas pelos maestros Lee Mills e Daniel Guedes nessa bela homenagem.

A grandiosidade de John Williams pode ser medida não só através de suas parcerias com os diretores Steven Spielberg e George Lucas, mas também através das indicações e a conquista de prêmios importantes pra indústria cinematográfica – somando 112 prêmios e 220 indicações. O compositor, por exemplo, é a segunda pessoa a mais ser indicada ao Oscar, perdendo apenas para Walt Disney. Sendo assim, é considerado um dos maiores compositores da história, não só pelo número de contribuições ou prêmios, mas principalmente por conta da popularidade e reconhecimento do público.

Exemplificando bem a relação afetiva que os fãs de cinema tem com as trilhas sonoras de John Williams, no último ato do show um cosplay de Darth Vader – um dos personagens mais famosos da saga “Star Wars”, talvez do cinema – e de dois soldados clones se juntam à execução da “Marcha Imperial”, tema do vilão. Se assistir a cena no filme, junto à música, já causa comoção e marca a presença do personagem, imagina assisti-la ao vivo?

O momento inusitado proporcionado no concerto foi uma emoção a mais pro público, que já estava completamente envolvido com as músicas.

E embora algumas trilhas tão famosas quanto não tenham feito parte do programa desse concerto, resta torcer pra que outros aconteçam e que não só o público possa vivenciar mais momentos memoráveis como os de terça-feira mas também continuar prestigiando a música clássica. 

Jornalista, carioca, libriana, nostálgica assumida. Curte cinema, música, livros, HQs, board games com café!

Comments

cinema

Kevin Feige responde aos comentários de Scorsese

E a polêmica continua.

Ígor Howtelaire

Published

on

Em uma entrevista para o podcast Awards Chatter, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, comentou sobre as críticas de Martin Scorsese, que dizia que os filmes da Marvel “não são cinema”.

Kevin Feige comentou o seguinte:

“Eu discordo, acho que foi uma declaração infeliz. Todos têm uma definição diferente para cinema. Algumas pessoas não acreditam que é cinema. Todos têm direito a ter suas próprias opiniões. Todos têm direito a repetir ou escrever sobre essas opiniões, e estou ansioso para ver o que vai acontecer em seguida. Mas, nesse meio tempo, vamos continuar produzindo filmes.”

Além de Martin Scorsese, o espanhol Pedro Almódovar também criticou os longas – sua reclamação era da falta de sexualidade nas obras, enquanto Francis Ford Coppola os chamou de “desprezíveis”. Porém os comentários de Scorsese se destacaram por terem sido os primeiros, e impulsionadores do que veio a seguir.

O cineasta, Martin Scorsese publicou no início de novembro um artigo pessoal no New York Times para esclarecer suas declarações sobre a Marvel.

“Muitos filmes de franquia são feitos por pessoas de talento e habilidade consideráveis. Você pode ver isso na tela. O fato de que os filmes em si não me interessam é uma questão de gosto pessoal e temperamento. Eu sei que se eu fosse mais jovem, se eu tivesse me tornado adulto mais tarde, eu poderia ficar empolgado por esses filmes e talvez até quisesse fazer um. Mas eu cresci e eu desenvolvi um gosto por filmes – do que eles eram e do que poderiam ser – que é tão longe do Universo da Marvel quanto nós na Terra estamos de Alpha Centauri.

Para mim, para os cineastas que eu aprendi a amar e respeitar, para meus amigos que começaram a fazer filmes mais ou menos na mesma época que eu comecei, cinema era sobre revelação – estética, emocional e espiritual. Era sobre os personagens – a complexidade das pessoas e suas contradições e às vezes a natureza paradoxal, a maneira que eles ferem uns aos outros, amam uns aos outros e de repente tem que encarar a si mesmos.”

Continue Reading

cinema

Ilha da Fantasia | Reboot de terror ganha seu primeiro trailer

A antiga série dos anos 80 vai virar filme.

Daiane de Mário

Published

on

A Blumhouse divulgou nessa segunda (11) o primeiro trailer oficial do reboot de ‘Ilha da Fantasia’. Confira:

Segundo a sinopse oficial:

“O enigmático Sr. Roarke (Michael Peña) faz os sonhos secretos dos seus convidados sortudos se tornarem realidades em seu luxuoso, porém remoto, resort tropical. Mas quando essas fantasias se transformam em pesadelos, os convidados precisarão solucionar o mistério da Ilha para escaparem vivos.”

O elenco conta com Lucy Hale (Verdade ou Desafio), Michael Rooker (Guardiões da Galáxia), Charlotte McKinneyParisa Fitz-Henley e Austin Stowell.

Ilha da Fantasia estreia de 14 de fevereiro de 2020.

Continue Reading

cinema

Scoob | Nova animação ganha seu primeiro trailer oficial

Longa irá mostrar primeiro encontro entre Salsicha e Scooby.

Daiane de Mário

Published

on

Nessa segunda (11) a Warner Bros. divulgou o primeiro trailer para a animação Scoob. Além de mostrar o primeiro encontro entre Salsicha e Scooby a trama também irá revelar que Scooby tem um destino maior e mais épico do que qualquer um poderia imaginar.

A animação tem a dublagem dos atores Zac Efron (Fred), Amanda Seyfried (Daphne), Gina Rodriguez (Velma), Will Forte (Salsicha), Tracy Morgan (Capitão Caverna) e Frank Welker (Scooby). A direção fica por conta de Tony Cervone (O Show dos Looney Tunes).

Scoob estreia dia 14 maio de 2020. 

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido