Connect with us

#OMG

Oscar 2015 tem noite de Birdman e Iñárritu

Fernando Pereira

Published

on

LOJA DC 4

O Oscar 2015 foi apresentado pelo ator Neil Patrick Harris e ficará marcado por premiar por quatro vezes o filme
Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu.
O filme que estava concorrendo em nove categorias levou os prêmios mais importantes entre eles melhor filme, diretor, roteiro original e fotografia, porém os atores do filme não levaram nenhum prêmio.

A disputa entre Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e o filme “Boyhood: Da infância à juventude” que todos esperavam não aconteceu, o filme de Richard Linklater levou apenas o prêmio de atriz coadjuvante para Patricia Arquette, perdendo nas outras cinco indicações que o filme recebeu.

As surpresas positivas ficaram a cargo de O Grande Hotel Budapeste, do diretor Wes Anderson, que leva as estatuetas de melhor figurino, melhor cabelo e maquiagem, melhor design de produção e melhor trilha sonora, enquanto Whiplash – Em Busca da Perfeição, do diretor Damien Chazelle, ficou com os prêmios de melhor ator coadjuvante para J.K. Simmons,melhor mixagem de som e melhor montagem.

Os prêmios de melhor ator e atriz ficaram com o ator britânico Eddie Redmayne, que interpreta o físico Stephen Hawking no filme A Teoria de Tudo, e com Julianne Moore, pelo filme Para Sempre Alice, onde faz o papel de uma mulher que sofre de Alzheimer.

O Brasil foi representado pelo documentário O Sal da Terra, que tinha como tema o fotógrafo conhecido mundialmente Sebastião Salgado, porém o prêmio fica com o filme Citizenfour, que retrata o vazamento de segredos estadunidenses por Edward Snowden.

Além da consagração de diretores como Alejandro González Iñárritu e Wes Anderson, que atingem de vez o patamar de grandes diretores contemporâneos, outro ponto alto foram os discursos, reivindicando direitos, como direitos iguais para as mulheres,no discurso de Patricia Arquette, como os direitos pela igualdade social, destacado pelo autor da música Glory, John Legend, ganhadora do prêmio demelhor música pelo filme Selma – Uma Luta pela Igualdade.

O grande esquecido e injustiçado da noite é exatamente Selma – Uma Luta pela Igualdade, que deixou o sentimento a todos que deveria ter recebido mais indicações por ser um grande filme, porém é lembrado apenas nas categorias melhor música e melhor filme.

Que venha o Oscar 2016!!!

Comments