Connect with us

e-Sports

Overwatch – Blizzard confirma que o soldado 76 é o novo personagem LGBT+ do game

Com essa revelação a Blizzard já conta com dois personagens declaradamente LGBTQ+

Avatar

Published

on

Hoje(07) a Blizzard decidiu contar um pouco mais sobre a história da personagem Ana, do game Overwatch. Na nova historia descobrimos que o Soldado 76 tinha um namorado nos tempos de gloria da Overwatch. Segundo a história Jack Morrison teve um relacionamento com Vicent, seu ex parceiro de operações na Overwatch.

Com essa revelação a Blizzard já conta com dois personagens declaradamente LGBTQ+. Sendo a Tracer a queridinha dos fãs e da empresa a primeira personagem assumidamente Lésbica do jogo.

Futuro analista de sistemas, viciado em café e séries e membro da Liga da Justiça nas horas vagas.

Continue Reading
Comments

e-Sports

4LaN – Site publica supostos assédios cometidos pelo Pro player

Também varios prints de comentários feitos pelo jogador no Twitter com ataques a mulheres, LGBTs e negros que aparecem no site.

Edi

Published

on

By

O grupo auto-intitulado Sheon666 publicou em um site vários relatos de supostos assédios cometidos pelo Pro Player 4LaN. Os relatos anônimos estão com diversas acusações contra o jogador.

Também varios prints de comentários feitos pelo jogador no Twitter, com ataques a mulheres, LGBTs e negros que aparecem no site.

Alguns relatos do site:

“Foi em uma party of legends (provavelmente no ano passado, faz bastante tempo) na época o 4lan tinha acabado de “assumir” o namoro dele. Eu estava dançando na pista com as minhas amigas (que poderiam confirmar a história) e ele chegou por trás e começou a dançar MUITO colado com a gente, até que eu senti ele atrás de mim. Eu saí da rodinha porque me senti extremamente incomodada, e ele continuou por lá assediando as minas que estavam no meio e eu não vi mais nada“.

“O respeito falta até mesmo quando dirigido a mulheres que não o interessam sexualmente, como foi o caso com a namorada de outro integrante do mesmo time. A mulher em questão era negra e sofria frequentemente racismo e bullying, sendo chamada de adjetivos racistas como “feijão” entre outros

Também o site colocou tweets da namorada do 4LaN, YaYah, em que ela supostamente teria dado a entender que vive em um relacionamento abusivo:

Em entrevista a SporTV o Pro player negou todas as acusações sobre o caso e alega inocência. Dizendo que não abusou de bebidas e nem de drogas durante a festa.

O site Sheon666 pode ser acessado clicando aqui.

Continue Reading

e-Sports

Goku, jogador do Flamengo se envolve em grave acidente de carro

O pai do jogador não resistiu e morreu no local.

Alexia Menezes

Published

on

O jogador Bruno “Goku” Myaguchi se envolveu ontem (17) por volta das 23h30 em um grave acidente de carro em município de Mato Grosso do Sul, no quilômetro 132.9 da BR-262, 198 km de Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, o acidente aconteceu depois da tentativa de ultrapassagem de dois caminhões tritem de eucalipto em uma faixa contínua, onde a ultrapassagem é proibida, forçando Goku a realizar uma manobra de emergência que o fez perder o controle do carro e colidiu na lateral direita do caminhão.

Com o impacto, Nelson Eiti Chidi de 49 anos, pai do jogador do Flamengo, não aguentou e morreu no local. Já Goku teve ferimentos leves e foi levado a uma unidade de saúde.

O Flamengo registrou suas condolências pelo twitter, além de vários jogadores do time e do cenário.

De todos nós da Equipe do Cabana do Leitor, nossas sinceros sentimentos. Muita força e luz para você e sua família.

Continue Reading

Colunistas

4LaN – Nem todos os homens são lixo, mas alguns se esforçam pra ser

Precisamos falar sobre o assédio e abuso moral que toda mulher já sofreu algum dia.

Alexia Menezes

Published

on

Artigos na área de colunistas são unicamente de responsabilidade de seus autores, porém este artigo nos serve como editorial, ou seja, o veiculo endossa da opinião da autora.

Nos últimos dias, tivemos acontecimentos que infelizmente não são nada decorrentes. Denuncias de assédio e abuso, onde as vítimas em sua grande maioria mulheres, são constantemente deslegitimadas.

O último caso e o que está ganhando as mídias sociais, do ex jogador da Team oNe, é a prova viva disso.

Alanderson “4Lan” Meirelles não é acusado de assédio pela primeira vez, a streamer Gabruxona já havia denunciado o ex jogador por ofender e “partir pra cima” da streamer em um show de trap.

No caso da Gabruxona, ela saiu como a mentirosa. Ameaçaram, ofenderam e hoje ela lida com a pressão psicológica que passou desde o dia que resolveu expor o que aconteceu com ela.

Lendo os comentários desse tweet vemos que o problema não é apenas o suposto assediador, mas como ele faz com que sua vítima seja totalmente invalidada.

Na noite de ontem (17), a vítima que até então tinha se mantido em sigilo para obviamente não passar pelo mesmo processo de ser ofendida e ameaçada, foi a público e contou tudo que aconteceu, chorando.

Eu fui a vítima do assédio. Não é justo eu ficar quieta e uma pessoa fazer isso com o meu próprio corpo sem o meu consentimento. A gente estava na casa do brTT e da Caju, era uma festa depois da BGS. Eu estava com uma amiga, a gente estava entre a piscina e a sala, em um semi corredor. Estávamos olhando um pessoal jogar cartas sentados no chão. Estávamos nos divertindo, dando risada e assistindo ao jogo. Do nada, sinto alguém pegar na minha bunda e apertar. No mesmo momento, olhei para a minha amiga que estava do meu lado, e ela estava com a mesma cara de assustada que eu. Viramos para o lado e vimos quem foi, a pessoa estava olhando pra gente.

Eu estava com medo de me expôr, mas agora não tem mais jeito. Está sobrando para quem não tem nada a ver com a história. Eu queria, de coração, que vocês entendessem que não é culpa de nenhuma das vítimas. Não é justo alguém colocar a mão no seu corpo sem que você permita. Fizemos o boletim de ocorrência e vamos até o fim. Mais uma vez, não é justo alguém chegar do seu lado, colocar a mão no seu corpo e sair impune

Caju, mulher do jogador brTT ainda disse em seu twitter que sua amiga Gi passou 40 minutos no banho, se sentindo suja, como se a culpa fosse dela.

https://twitter.com/caju_sz/status/1184634690000605186?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1184634690000605186&ref_url=https%3A%2F%2Fsportv.globo.com%2Fsite%2Fe-sportv%2Flol%2Fnoticia%2Fmulher-que-acusa-4lan-de-assedio-divulga-video-sobre-o-caso-e-diz-vamos-ate-o-fim.ghtml

E bom, ela não precisava ir a público e passar pela humilhação de contar e ainda sim chamarem ela de mentirosa. Antes de registrar o BO na delegacia, o jogador disse que não haviam provas contra ele ou que ninguém tinha feito nada em relação a isso. Depois de registrar, ela tem que ouvir que ela quis, que ela pediu ou que ela nem tem certeza se foi assedio mesmo.

No Brasil, a cada quatro minutos uma mulher é agredida por ao menos um homem, segundo o Ministério da Saúde. O medo de denunciar e sofrer represália em casos de agressão, assédio e abuso é o mesmo.

Participei de algumas threads no twitter com algumas tags para as meninas contarem casos que aconteceram com elas e a quantidade de replys é assustadora.

É extremamente triste ler os comentários, as histórias e ver como mulher é objetificada todos os dias.

A comunidade é tóxica e sua grande parcela prefere acreditar no assediador apenas por ele ser famoso ou torcer pro time que ele joga.

Termino esse texto triste, por saber que isso não vai mudar até todos perceberem que a palavra de uma mulher tem tanto peso e veracidade quanto a de um homem. Triste por saber que talvez, nada mais aconteça com o jogador acusado de assédio não por uma mulher, mas por cinco.

Triste por saber que não é a última vez. Se você conhece alguma mulher que está passando por isso, seja agressão doméstica ou assédio moral, denuncie.

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido