Connect with us
LOJA DC 4

O Hobbit foi lindo, mas as perspectivas não são boas. Se você tem teve um leve interesse em O Hobbit e O Senhor dos Anéis, já deve ter ouvido falar de um misterioso livro chamado The Silmarillion. Na maior parte, estas conversas giram em torno da possibilidade de uma adaptação para o cinema do livro. Infelizmente, isso parece que não vai  ocorrer.

O Silmarillion foi publicado em 1977, após a morte de J.R.R. Tolkien. O filho de Tolkien, Christopher (tomar nota – vamos voltar a ele), compilou, editou, e em alguns casos preencheu as lacunas deixadas por seu pai, a fim de publicar a obra postumamente.

Ao contrário de O Hobbit e O Senhor dos Anéis, O Silmarillion não segue uma estrutura narrativa linear. Em vez disso, o livro forma uma espécie de histórias para aficionados de Tolkien. Através de cinco seções separadas compostas de muitas histórias menores, o livro dá aos leitores interessados no mundo de Tolkien, antes do O Hobbit ter início.  Como tal, o Silmarillion não oferece uma única narrativa e não é um candidato de fácil adaptação cinematográfica.

Mas isso não significa que o homem que construiu uma carreira em adaptações de Terra Média não está interessado. Numa conferência de imprensa, no início deste mês, o diretor Peter Jackson respondeu sobre a questão.

 “Eu nunca vou dizer que é o fim de nada”.

o filme silmarillion

Mas por que os Tolkien simplesmente não vendem os direitos de filmagem de O Silmarillion, especialmente considerando o enorme sucesso financeiro de O Senhor dos Anéis e O Hobbit?

Para responder a isso, voltamos á Christopher Tolkien. Lembre-se: ele foi o único que editou e publicou The Silmarillion após a morte de seu pai? Tolkien Jr. é uma das coisas que são fundamentais neste debate: ele é o único executor literário do Tolkien Estate (o que significa que é a sua decisão de vender os direitos do filme para as obras do Tolkien), e ele é possivelmente o maior adversário do mundo para Peter.

Em 2013, Tolkien disse: “Eles viciaram os livros, tornando um filme de ação para jovens de 15 a 25 anos, e parece que O Hobbit será o mesmo tipo de filme.” Quanto ao seu método de lidar com essa decepção? Só há uma solução para mim: virar a cabeça para longe da tela.” Esta não foi a primeira vez que o Tolkien e Jackson haviam entrado em conflito. Em 2008 (de volta quando Guillermo del Toro ainda estava cotado para dirigir), Tokkien bloqueou a produção de O Hobbit, processando a New Line Cinema por supostos US $ 220 milhões, alegando que a empresa havia deixado de pagar os royalties devidos em O Senhor dos Anéis. Só depois de um acordo que a produção pode seguir em frente.

fantasy art silmarillion jrr tolkien sea ulmo_wallpaperswa.com_94

Eles voltaram a um novo round e Tolkien processou a Warner Bros. e New Line novamente, alegando que o estúdio cometeu uma violação de seu acordo de merchandising com a criação de um jogo de casino online.

Em 2012, Peter Jackson disse sobre O Senhor dos Anéis: “Eu não acho que o Tolkien gosta desses filmes”

Ele está bem ciente das opiniões de Christopher Tolkien, sem dúvida porque o estúdio deve ter abordado o Estate para solicitar os direitos.

Dada opiniões fortes de Christopher Tolkien sobre o tratamento dos livros de seu pai, é improvável que ele iria deixar Jackson tentar alguma coisa em O Silmarillion – especialmente tendo em conta o seu próprio envolvimento para publicá-lo.

o movimento silmarillion

Este impasse irá decepcionar muitos fãs de Tolkien, especialmente aqueles que (compreensivelmente) entendem que The Silmarillion foi o melhor livro de Tolkien. A Warner Bros. deve estar ansiosa para colocar as mãos sobre os direitos, pois devido à estrutura original do livro, eles certamente podem fazer mais do que um filme sobre a obra.

Por agora, O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos parece que vai ser o último filme da Terra Média por um longo tempo – ou, pelo menos, de Peter Jackson. Christopher Tolkien parece ter ficado especialmente triste com o tratamento que Jackson deu ao material de origem, então quem sabe – talvez se o estúdio oferecer uma direção diferente, ele pode considerar a adaptação. Enquanto ele continua a ser o único executor, não há nada que Peter Jackson ou que a Warner Bros. podem fazer.

Comments