Connect with us

cinema

Projeto Flórida é o paraíso a um passo de distância

Avatar

Published

on

A primeira coisa que eu queria ter feito ao sair da sessão de Projeto Flórida, novo filme de Sean Baker foi: Pessoal, corram para próxima sessão do filme, vocês não irão se arrepender.

O filme conta a história de algumas pessoas que vivem em um Motel barato, na beira de uma estrada em Orlando, Flórida, chamado Magic Castle e um segundo prédio chamado Future Land, os nomes dos prédios refletem a promessa do sonho e de possibilidades que existem quando se é vizinho da Terra encantada de Disneylândia, mas essas atrações são ignoradas, e se alguém que chega ali, normalmente é por engano.

Dessas pessoas a que mais se destaca é Moonee, uma garotinha de apenas seis anos, que vive com sua mãe Halley, em um dos quartos aparteados do Magic Castle.  Moonee e as outras crianças são aquelas típicas pestinhas que não tem limites, vivem apontando aos arredores. Moonee apronta, fala palavrões e não respeita os adultos. é uma criança inteligente e esperta que desde cedo já tem algumas artimanhas para conseguir o que quer, principalmente sorvetes. Enquanto sua jovem mãe tenta, da maneira que ela acredita ser a melhor, cuidar da filha.

Moonee conhece Jancey, que mora no prédio vizinho, o Future Land.  Logo se tornam amigas e Jancey entra para turma de bagunceiros. As três crianças que compõem o elenco principal são ótimas, e nos fazem rir com algumas de suas intervenções. O filme nos coloca no ponto de vista dessas crianças. Nos faz refletir sobre locais e pessoas que ignoramos, mas também nos faz resgatar, no fundo da memória, nossas próprias interversões infantis.

Essas crianças, muitas vezes, que passem dos limites, mas são crianças má educadas? podemos julgar? Quem disse que é fácil ser uma mãe jovem, que não tem maturidade suficiente para cuidar de si própria, que se esforça para que cuidar da filha sozinha. Uma mãe que não sabe como equilibrar o que a mente de uma criança está preparada parar absorver. Quais os limites que devemos impor para nossos filhos?  Ou devemos trata-las como adultas? Devemos ou não deixar as crianças com celulares e Tablets?   Com o passar o tempo fica cada vez mais difícil de se descobrir isso.

Enquanto as crianças aprontam, os adultos vão tentando sobreviverem da maneira que podem. Se as crianças ali raramente são penalizadas por seus atos, os adultos estão sempre em ponto de explodir. Seja na tensão do trabalho, ou pela falta dele, ou de como garantir o dinheiro do aluguel e comida. E ás vezes essas atitudes podem trazer consequências desagradáveis.

O Magic Castle é gerenciado por Bobby (interpretado por Willem Dafoe, que concorre ao Oscar de Melhor ator Coadjuvante) seu trabalho é manter a ordem no Motel. Ele limpa, pinta as paredes com cores mais atraentes, conserta equipamentos com defeito, faz promessas de consertar outras pendencias e sofre muita cobrança dos moradores. Além de lidar diariamente com os conflitos que ocorrem no Motel. Ele tenta, conversa e briga quando necessário, mas é uma boa pessoa que protege os moradores, e principalmente as crianças dos perigos que circulam o prédio. Dafoe está muito confortável neste personagem, temos empatia por ele.

As personagens femininas que moram no hotel, são todas mães solteiras ou avós cuidando das netas, e assim como Halley, se esforçam para sobreviverem mais um dia e depois mais um e outro. Fica difícil assim conseguir melhorar um pouco as condições.  Para os moradores desses prédios a Disneylândia, está logo ali no fim de uma estrada, mas para elas esse caminho pode ser muito mais longo e difícil de alcançar.  Mas, ás vezes, o único escape, pode ser um “castelo Mágico” apreciado do pinto de vista de uma criança.

Projeto Florida não teve muitos recursos para ser feito, mas o diretor e a produção conseguiram provar, mais uma vez, que não é preciso rios de dinheiro para se contar uma boa história. Basta uma equipe talentosa e dedicada e pronto, temos um grande filme.

O roteiro é simples, mas de uma originalidade incrível. Cada detalhe de uma ação leva a sua consequência, por mais sutil que seja. A fotografia é belíssima e o elenco é uma descoberta a parte. As crianças realmente estão convincentes em seus personagens, elas realmente nos fazem crer que viveram ali desde que nasceram. (Cadê a categoria de Melhor Atriz\ator mirim? Já está na hora de incluir ela na lista) Portanto, reservem já seu ingresso e assista essa obra prima, que já esta na minha lista de melhores filmes de 2018. Aproveitem e se preparam, elas irão fazer você rir e chorar.

https://www.youtube.com/watch?v=MnTm4w5ehlU

Projeto Flórida

8

Direção

8.0/10

Roteiro

9.0/10

Fotografia

7.0/10

Sou, por destino astrológico e não por escolha, capricorniano. Por destino geográfico sou paulista. Poeta, ator e sonhador são apenas complemento, não definições. Gosto do me ver como a folha em branco e pensar que sou eu o possuidor da caneta que escreve minha vida.

Advertisement
Comments

cinema

O Diabo de Cada Dia, longa com Tom Holland e Robert Pattinson, ganha trailer

Longa chega no início de setembro na Netflix.

Avatar

Published

on

Netflix liberou nesta quinta (13) o trailer de O Diabo de Cada Dia, filme escrito e dirigido por Antonio Campos e protagonizado por Tom Holland (Homem-Aranha: Longe de Casa) e Robert Pattinson (Tenet). Assista:

Produzido por Randall Poster, Riva Marker e Jake Gyllenhaal, a trama adapta para as telas a obra de Donald Ray Pollock e é ambientada em Knockemstiff, uma cidade rural localizada no Estado americano de Ohio, e acompanhará um grupo de sombrios e estranhos personagens ao longo de duas décadas, incluindo um casal de serial killers e um xerife corrupto.

Além da dupla protagonista, o filme conta com Sebastian Stan (Capitão América: Guerra Civil), Mia Wasikowska (Alice no País das Maravilhas), Bill Skarsgard (Castle Rock), Eliza Scalen (Objetos Cortantes), Mia Goth (Suspiria), Riley Keough (Mad Max: Estrada da Fúria), Jason Clarke (Planeta dos Macacos) e Tracy Letts (The Sinner) em seu elenco.

O Diabo de Cada Dia estreia na Netflix em 16 de setembro.

Projeto Flórida

8

Direção

8.0/10

Roteiro

9.0/10

Fotografia

7.0/10
Continue Reading

cinema

Ray Fisher acusa Geoff Johns de ameaçar destruir sua carreira

Liga da Justiça Snyder Cut vai estrear na HBO Max em 2021.

Avatar

Published

on

By

As situações da Liga da Justiça e seus bastidores não param de surgir, agora Ray Fisher acusa o produtor do filme e roteirista de quadrinhos da DC Comics, Geoff Jhons, ameaçar acabar com a sua carreira se denunciasse algo sobre Joss Whedon.

Fisher que interpretou o personagem Cyborg no filme foi o primeiro e até agora único grande personagem nestas denuncias que envolvem o diretor de Vingadores Joss Whedon e produtores do filme Liga da Justiça.

Agora o ator volta novamente a rede social do Twitter, relatando que Geoff Jhons, que também é roteirista de inúmeros quadrinhos da DC Comics como também da série Star Girl queria passar panos quentes nas atitudes do Whedon, como também ameaçou a sua carreira.

Durante as refilmagens para a Liga da Justiça, Geoff Johns me convocou ao seu escritório para menosprezar e admoestar minhas (e as de meu agente) tentativas de levar queixas até a cadeia de comando adequada. Ele então fez uma ameaça velada à minha carreira. Este comportamento não pode continuar.

Neste mesmo post, fãs ilustraram que o Whedon e Jhons cortaram praticamente todos os artores negros e de outras etnias para terem destaque no longa, assim foi como Cyborg e sua vida completamente tirada do filme, assim como a participação de um ator asiático e de pelo menos outros mais atores negros para incluir a participação de brancos.

O ator passou a denunciar o clima que acabou vivendo no set do filme depois que as pessoas passaram a voltar a sua atenção para a questão de vidas negras, por conta da morte de George Floyd, o que gerou protestos pelo mundo.

Liga da Justiça Snyder Cut vai estrear na HBO Max em 2021.

Projeto Flórida

8

Direção

8.0/10

Roteiro

9.0/10

Fotografia

7.0/10
Continue Reading

cinema

Filme de Martin Scorsese com DiCaprio e De Niro começa a rodar no próximo ano.

O novo drama policial foi adiado devido à pandemia.

Avatar

Published

on

O próximo filme de Martin Scorsese, Killers of the Flower Moon, era para ter começado a ser filmado em março, porém devido à pandemia do novo Coronavírus, o filme teve que rever novas datas e terá um atraso total de cerca de 11 meses.  Osage News relatou que o filme, que será filmado em Osage County, Oklahoma, está agora programado para começar a ser rodado em fevereiro de 2021.

De acordo com o chefe principal do Osage, Geoffrey Standing Bear, o filme será rodado em 16 semanas. Espera-se que o filme crie muito trabalho para os residentes locais. Chad Renfro e Addie Roanhorse estão servindo como embaixadores do Osage Nation para o filme, que é uma adaptação do livro de não-ficção de David Grann de mesmo nome.

A adaptação tem como ponto de partida os anos de 1920, quando a descoberta de petróleo nas suas terras fez com que as pessoas com maior riqueza per capita do mundo fossem membros da nação Osage, um povo indígena da zona entre os Rios Mississipi e Missouri. Os Osage andavam em automóveis com motorista, construíram mansões e enviaram os filhos para estudar na Europa. Então, um a um, começaram a ser mortos. Mais e mais Osage morriam em circunstâncias misteriosas e aqueles que ousavam investigar as mortes conheciam o mesmo destino.

Em comunicado, Chad Renfro diz que “Com a segurança para todos sendo a maior preocupação, uma vez que o protocolo da indústria tenha sido estabelecido e seja seguro embarcar neste importante projeto, eles entrarão em contato conosco”.

O filme é estrelado por Leonardo DiCaprio e Robert De Niro em papéis principais. DiCaprio já trabalhou com Scorsese em The Departed, Shutter Island e The Wolf of Wall Street, enquanto este será o décimo filme de De Niro e Scorsese juntos.

O filme ainda não teve a data de estréia divulgada.

Projeto Flórida

8

Direção

8.0/10

Roteiro

9.0/10

Fotografia

7.0/10
Continue Reading

Parceiros Editorias