Connect with us

HQs

Resenha | Daytripper

Se morremos a cada dia, quando teremos tempo para viver?

Rodrigo Roddick

Published

on

O que você faria se não precisasse fazer o que está fazendo agora? Agora. Uma palavrinha pequena que muitos valorizam, mas poucos entendem seu valor ou sequer exercem-no. Daytripper vem contar como a “nossa vida inteira” é feita de vidas e mortes, de como cada momento vivido pode ser o último.

Dos premiados irmãos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá – que ficou mais evidente agora devido à série The Umbrella AcademyDaytripper foi publicada pela primeira vez em 2010 pela DC Comics através do selo Vertigo. Aqui no Brasil, a Panini é a responsável por imprimir as edições da DC. Logo no ano seguinte, a obra levou três importantes prêmios: o Eisner, na categoria Melhor série limitada; Harvey, em Melhor edição única; Eagle, em Novo comicbook favorito.

Daytripper percorre a vida Brás de Oliva Domingos, um escritor de obituários que sonhava em escrever um romance de sucesso. Todo o enredo tem como palco nosso maravilhoso país. O livro é separado em nove capítulos que recorta momentos distintos da vida de Brás intercalados fora de ordem cronológica e revelando suas diferentes idades. Ao final de cada capítulo, Brás morre de maneira diferente, e como nos desenhos animados, a história continua como se ele não tivesse morrido. 

Esta é a primeira coisa que chama atenção do leitor porque revela o tema da história. O dia a dia que nos mata. A discussão que a HQ propõe é fazer o leitor levar sua atenção ao que lhe faz viver de verdade. A vida não é esta rotina urbana que os adultos sustentam com afinco, a vida é muito mais e muito menos que isso. A vida é viver. Mas, dentre os milhares de significados que podemos dar à vida, viver é fazer aquilo que amamos. E quanto tempo perdemos para fazer o que a gente quer? Quanto tempo levamos para apenas descobrir o que a gente ama?

Viver o momento não é apenas uma questão de estar presente em um lugar. Isso você pode conseguir indo em um hospital. A diferença no viver está no optar por estar ali e querer gastar seu tempo naquele momento. E o mais interessante é que sequer damos importância para a palavra tempo quando estamos realmente vivendo. Porque viver é infinito em cada momento.

Além de relembrar com bastante propriedade aquilo que falta para preencher nosso vazio (viver?), Daytripper propõe uma maneira da pessoa estar no constante movimento da vida: sonhar. Não se engane. Mesmo analisando planilhas no décimo andar de uma torre empresarial ou deitado em uma rede ao sol brilhante de uma ilha, todos nós temos sonhos. Todos nós queremos realizar esses sonhos. Os sonhos são a nossa vida. São eles que realizamos (ou deveríamos) a cada batida do coração.

Impossível não construir um paralelo dessa dialética com Sandman, que trata das várias manifestações do sonho. Ambas as obras ressaltam que tentar realizar os sonhos, correr atrás deles e realizá-los é o que significa viver para seres como nós, que possui a capacidade de raciocinar.

O trabalho gráfico e as cores acompanham a linha de pensamento da história, pois os recortes de quadro a quadro focalizam expressões necessárias para apoiar o tema. O tom meio “desbotado” das cores faz o leitor perceber em quais momentos a vida de Brás era sem graça e em quais ela foi colorida

Os gêmeos souberam trabalhar em equipe, pois o desenho de Bá dava às palavras de Moon a densidade que elas evocavam. Assim como há quadros em que o holofote está nas palavras, também há outros em que Bá continua a narrativa sem dizer uma palavra sequer, apenas com seus traços.

Sonhar é viver. Viver é agora. Não há nada para nós no futuro, exceto a morte certa.

HQs

Pokémon: Detetive Pikachu vira Graphic Novel

Avatar

Published

on

O filme “Pokémon: Detetive Pikachu” chega as plataformas digitais agora em forma de uma Graphic Novel, que será uma adaptação do filme, escrito por Brian Buccellato (Flash e Injustice) o qual trará uma nova camada para a história, tendo créditos a obra de Nelson Dániel que consegue capturar a energia do longa.

O vice-presidente sênior da Legendary Comics, Robert Napton disse: “A escrita de Brian e a arte de Nelson realmente capturam uma profundidade para o mundo em que o detetive Pikachu e seus companheiros vivem. Estamos animados em expandir essa história, bem como os personagens de Pokémon: Detetive Pikachu.”

Confira abaixo artes da Graphic Novel:

O longa-metragem lançado em 2019, contou com uma variedade de Pokémon da história de 24 anos da franquia, sem contar que foi o primeiro filme em live-action em que segue Tim Goodman de 21 anos, interpretado pelo ator Justice Smith. Quando seu pai desaparece, Tim vai em busca de encontrá-lo com o Pikachu dublado pelo ator Ryan Reynolds.

Pokémon Detective Pikachu”, de Brian Buccellato e Nelson Dániel, se encontra disponível online e em lojas de quadrinhos da Legendary Comics.

Continue Reading

HQs

DC Comics revela que Clark Kent não é o único Super-Homem

Avatar

Published

on

Essa matéria contém spoilers de Legion of Super-Heroes #5.

Em Legiões dos Super Heróis #5, a maior inteligência artificial revela ao grupo uma grande descoberta.

Graças ao Computo, Jon é capaz de testemunhar momentos em primeira mão. Um dos momentos mostra Cósmico, Satúrnia e Relâmpago recrutando Brainiac 5. Ao aceitar o convite, ele deduz algumas coisas sobre o futuro, revelando que Clark Kent não é o único Super-Homem verdadeiro.

Brainiac 5 explica a importância do passado, 1.000 anos atrás, e esse passado é o dia atual do Universo DC. Segundo ele, a destruição da Terra há 1.000 anos foi o resultado direto de uma crise que resultou na perda de grande parte da história do planeta.

Brainiac vê o potencial de algo acontecendo com a Legião no século 31 e para evitar isso, ele deduz que precisam do Jon Kent, revelando a verdadeira razão do porque a Legião recrutou o herói para o grupo.

“Precisamos que ele experimente esse futuro e tudo o que construímos. E precisamos prepará-lo para seu próximo papel como o verdadeiro Super-homem”, diz Brainiac.

A relevação de que o Jon Kent é o verdadeiro Super-Homem sugere que o Superboy acabará ganhando o mando do Superman e construirá um legado -talvez maior- que as do próprio Clark Kent.

Legiões dos Super Heróis #5 já está à venda nos Estados Unidos.

Continue Reading

HQs

Revelado novo capítulo de God of War pela Dark Horse

Avatar

Published

on

Revelado pela Dark Horse Comics, detalhes do novo capítulo da saga God of War, intitulado “Fallen God”.

Anunciado pela Dark Horse Comics, o próximo capítulo da saga God of War, intitulado “Fallen God”, que conta com roteiro de Chris Robertson e ilustrações de Tony Parker.

Vale lembrar que a história estará situada entre os eventos do jogo God of War III para Playstation 3 de 2010, e o God of War lançado em 2018 para Playstation 4, o qual mostrará Kratos tentando seguir com a sua vida após a batalha triunfante contra Zeus e Atena.

Confira abaixo a sinopse completa:

“Os eventos de Fallen God, seguirá Kratos depois de conquistar Zeus e frustrar Atena. Acreditando estar finalmente livre de sua escravidão, ele parte para o deserto na tentativa de se distanciar de sua casa e sua vergonha apenas para encontrar sua raiva e culpa, seguindo-o de perto. Kratos se enfurece contra o único inimigo que provou ser invencível – ele mesmo. Mas uma guerra contra si mesmo é impossível, e só o convida à loucura.”

Certamente o escritor Robertson e o artista Parker não são novatos nas histórias de God of War, uma vez que trabalharam anteriormente em uma história prelúdio direta para o jogo mencionado de 2018.

Escrito por Chris Robertson e ilustrado por Tony Parker com capa de Dave Rapoza, “God of War: Fallen God #1” será lançada em 24 de junho pela Dark Horse Comics.

Continue Reading

Parceiros Editorias