Descender 1

Resenha| Descender vol.2

”Uma ópera espacial sobre família, amizade e intolerância.”

A segunda parte de Descender saiu recentemente pela editora Intrínseca. Umas das histórias mais famosas roteirizada por Jeff Lemire chega às livrarias do Brasil.

Descender Vol. 2 (English Edition) - eBooks em Inglês na Amazon.com.br

A última vez que Tim-21 viu sua família faz dez anos, quando sua mãe lhe deu um beijo de boa noite. A atual realidade é totalmente diferente de quando fora dormir. Todos sumiram e o menino-robô está sozinho em um planeta vazio e destruído.

O garoto foi, até então, o único sobrevivente ao extermínio das máquinas. Contudo, ele pode ser a chave para descobrir o que provocou todo aquele caos da chacina na década passada.

No primeiro volume, nos é apresentada a narrativa pelo olhar de Tim-21, o pequeno androide criado para ser acompanhante de humanos, afim de entreter e ajudá-los. Agora, Andy, o menino que Tim está a procura, descobre que seu irmão está vagando pelo espaço e correndo perigo. É aqui que sua busca pelo menino-robô tem início.

RRSciFiMonth: The Descender by Jeff Lemire and Dustin Nguyen | The  BiblioSanctum

É extremamente importante pontuar que o segundo capítulo da série não reduz a experiência do primeiro, pelo contrário, a história continua no mesmo ritmo, nos permitindo descobrir cada vez mais sobre esse universo gigante. A aquarela de Dustin Nguyen facilita demais a imersão nessa aventura cheia de novas raças, planetas e culturas diversificadas.

Descender é uma jornada além da ficção científica. É um quadrinho cheio de mensagens nas entrelinhas, abordando temas interessantes, como amizade, parceria, conversando sobre amor de família e até mesmo sobre intolerância.

Ler é Bom, Vai! Descender: Lua Mecânica, de Jeff Lemire

Como todos os trabalhos de Jeff Lemire, o drama é certeiro. Essa troca de foco entre os dois personagens principais, enfatizando a saudade que ambos sentem um pelo outro, cria um laço empático com o leitor, que torce para que aconteça esse reencontro o mais rápido possível. Andy carrega o importante papel de trazer memórias do lado B, que se encaixam com as de Tim no primeiro volume.

Descender é um trabalho incrível, da história à arte. Toda prateleira de fã de HQs merece uma obra de arte como tal, vale a pena ter a história em mãos.

O plot final é para aguçar a curiosidade e enlouquecer os leitores.

Total
1
Shares
Related Posts
Total
1
Share