Connect with us

Resenha

Resenha do episódio 1×09 – Blood Bonds (Com Spoilers)

Mikael Gama

Published

on

LOJA DC 4

Enfim, o tão esperado momento de qualquer viciado em séries: o fim do hiato de fim de ano! E, nesta semana, tivemos o retorno de Supergirl com o episódio 1×09, “Blood Bonds”.

12511812_1009722622432328_175070033_n

 

Após 8 capítulos, a série e Melissa Benoist conseguiram garantir uma temporada completa com 20 episódios (apesar de ser 2 a menos que o número tradicional de episódios por temporada) e de forma merecida após o vazamento do episódio Piloto e o público ser meio crítico num tom negativo nas redes sociais. A série estreou oficialmente em 26/10 e mostrou a que veio, quebrando o recorde de audiência de uma série baseada em HQ’s.

Com o mesmo tom leve apresentado em todos os episódios, chegamos a um eletrizante Midseason Finale que, diga-se de passagem, foi o melhor episódio até o momento (principalmente com as ótimas referências que tiraram da cena da luta entre Zod e Superman em Man of Steel): após capturar a sua tia Astra num embate eletrizante, Cat Grant revela que sabe que Kara é a Supergirl e tem início o embate entre Kara e Non. Ficamos curiosos sobre como seria o retorno da série e como Kara lidaria com tudo o que está acontecendo ao seu redor.

Enfim, o episódio 1×09 veio para nos mostrar que a série só tem a crescer mais e que muita gente que a criticou antes está queimando a língua e os dedos agora.

Tivemos uma luta rápida entre Kara e Non que resultou no sequestro de Hank Henshaw e Maxwell Lord dificultando as coisas e mostrando que poderá ser realmente uma ameça futura.

Alex passa a comandar o DEO, onde tem que lidar com o acordo imposto por Non de trocar Astra por Henshaw ou eles o matarão, até o momento que o General Lane se intromete e passa a liderar a organização – de sua forma pouco ortodoxa – para obter informações do esconderijo de Astra e não aceitar o acordo imposto.

1

2

Já na CatCo, Cat Grant passa a infernizar a vida de Kara para obter a confirmação de que ela realmente é a Supergirl, proporcionando ótimas cenas juntas com um toque de humor na medida que a série sempre acertou. Mas as coisas não estão boas para Kara. Ela passa a ter novamente aquela confusão com os seus sentimentos apresentada no último episódio pois, além da preocupação em salvar Hank, Cat propõe que ela assuma que é a Supergirl ou terá de se demitir, sua tia Astra dificulta as coisas passando informações erradas que levam a equipe do DEO a uma armadilha e Maxwell Lord está sendo mais misterioso com o que ele está armando contra os kryptonianos/aliens em geral.

3

Para tentar aliviar o lado de Kara, Jimmy e Winn em segredo passam a investigar a ameaça de Maxwell, mas as coisas não fluem muito bem: Jimmy, que após os aviso de “fique longe da minha empresa” leva uma “surra”, agora confirmando que realmente será um problema nos episódios futuros.

4

Como previsto, Kara descobre e isso faz com ela que perca a cabeça e quase começa a agir de forma hostil, mas Jimmy e Winn conseguem fazer com que ela recupere o controle e não faça nada que não é de sua natureza e não desça ao nível dos vilões. Assim, ela dá mais uma chance de Astra finalmente dizer a verdade, e temos um flashback do julgamento dela em Krypton onde a irmã confessa saber sobre o que está acontecendo e diz que quer provar a todos da forma correta e não da forma errônea com mortes causados por Astra e Non, onde por fim a condena ao Fort Rozz. Após isso, Kara, cansada das ordens do General Lane que até o momento só dificultou as coisas, toma as rédeas da situação junto a Alex e aceitam fazer a troca. Mas durante a troca, Kara percebe que Non armou uma nova armadilha e diversos kryptonianos aparecem prontos para atacar o time. Mas Astra, com “compaixão” pela sobrinha, dá ordens para que não façam nada até o próximo encontro, continuando a deixar no ar quais são as suas reais intenções na trama.

5

Na volta ao DEO, com Hank retomando o comando, Kara cita que ouviu durante o cerco Alex falando a Hank que seria uma ótima hora para ele se transformar e ela obtém a revelação de que ele na verdade é J’onn J’onzz e que veio de Marte, resultando até em uma cena engraçada.

Mas o dia ainda não terminou para Kara; ela ainda tem de lidar com Cat. Supergirl, que na verdade é J’onzz transformado, aparece em seu escritório junto de Kara fazendo com que Cat fique boquiaberta e aceite que estava errada sobre as alegações feitas, por fim deixando Kara em paz e com o seu emprego.

6

7

Foi um bom episódio para retorno de hiato, com um roteiro bem desenvolvido para todos os personagens e melhoras significativas nos efeitos da série, tanto do visual de Krypton nos flashbacks e nas cenas de vôo. Agora nos resta aguardar para saber o que Astra e Non realmente querem, o que Maxwell Lord está escondendo e como J’onzz J’onzz será trabalhado na série.

 

 

 

 

 

Mikael Gama
Comments