Connect with us

Livros

Resenha: Fortuna a saga da riqueza

Avatar

Published

on

fortunaTítulo: Fortuna A Saga da Riqueza (2ª edição)
Autor: Cassia Cassitas
Páginas: 262

No livro “Fortuna: a saga da riqueza”, conhecemos a história de Ricardo, Carolina e Ana – personagens centrais da história. Ricardo e Carolina são casados, e ela está grávida.

O livro se passa no ano de 2008, alternando-se com o passado (as datas não são precisas, mas são no século XX), contando sobre a vida do casal – em 2008 – , e a vida de Ana, no século XX. Os três têm ligação direta, e descobrimos isso ao longo do livro.

Ricardo é economista e nos é apresentado no meio de uma crise econômica; ele tenta, a todo custo, mudar a visão de mundo que seus chefes e colegas de empresa tem em relação ao mercado econômico. Por tentar mudar a forma como eles pensam, Ricardo acaba ficando alucinado e cria problemas pessoais, afetando sua vida social e sua saúde, tanto física quanto mental.

“Em determinadas ocasiões, Ricardo tinha a nítida impressão de que em suas mentes todo o resto se dissipava, como se não existissem pessoas, relacionamentos, muitas ate mesmo sucesso. O importante era o poder.” (pág 85).

Dentro dessa trama conhecemos a história de Ana, uma mulher batalhadora que nos é apresentada com apenas 12 anos. Ela veio de uma família humilde, que vivia na Itália e foi para o Brasil na década de 1890, para trabalhar nas lavouras de café de São Paulo. Todavia, sempre fomentou o desejo de se tornar uma pessoa rica, por isso tentou vários “métodos” quando era jovem e foi passando para suas gerações.

O livro nos apresenta dois contextos divergentes: o mundo em 2008 e o mundo do século XX, apresentando personagens com princípios e ideais controversos, porém com certa ligação. Há Joaquim, marido de Ana, que sempre viu o mundo de maneira diferente da dela, suscitando a ideia de que as necessidades primárias deveriam ser saciadas para que a vida pudesse continuar, sobrevivendo do “conceito ancestral de que a vida consistia na busca da subsistência” (pág 74), bastando apenas trabalhar para suprir suas necessidades fundamentais. E Ricardo, que em determinada parte do livro começa a acreditar que é disso que precisa: viver somente com o necessário, não necessitando de coisas supérfluas.

Com uma narrativa de linguagem simples, Cassia Cassitas abordou temas diversos, tais como: consumismo, crise econômica, globalização, tecnologia, capitalismo, poder, pobreza, ética, respeito, questões de cidadania.

Afinal, a fortuna consegue desestabilizar o homem? O desespero do personagem central, Ricardo, fica nítido no livro: ele percebe que o mundo, de fato, gira em torno do dinheiro, do poder, do capitalismo. É um ciclo vicioso que nem sempre fora dessa maneira, mas que, dia após dia, têm um aumento significativo.

Uma aula de sociologia e de cidadania escrita em 261 páginas. A fonte e a diagramação são ótimas. A capa nos mostra dois “lados”, o mundo atual e o mundo do passado. Ótimo livro!

17 anos, catarinense. Apaixonada por palavras, cachorros, música. Deus e minha família são a base de tudo. Adoro livros, flores e tenho obsessão pela cor azul. Adquiri manias estranhas durante a vida, dentre elas a mais deliciosa: cheirar livros.

Advertisement
Comments

Livros

Feira Internacional do Livro de Sharjah tem edição híbrida em 2020

O evento terá sua programação cultural de forma digital e sua exposição de livro física.

Paulo H. S. Pirasol

Published

on

capa feira do livro Sharjah

Entre os dias 4 e 14 de novembro, a terceira maior feira do livro do mundo, situada dentro dos Emirados Árabes Unidos, abre suas portas com temática O mundo lê a partir de Sharjah.

O evento acontecerá de forma totalmente digital, enquanto as editoras terão uma exposição física no Expo Center Sharjah, segundo os organizadores — para que os leitores possam continuar a desfrutar da experiência pessoal de vasculhar e comprar livros e explorar a leitura. A feira aderirá a todos os protocolos globais de saúde e segurança.

“Acreditamos que as atividades culturais não devem parar mesmo em circunstâncias desafiadoras, e enriquecer a vida das pessoas por meio da leitura, alfabetização e conhecimento é um fator chave para o desenvolvimento social e prosperidade”.

Presidente da sharjah book authority, ahmed bin rakkad al ameri

O tema deste ano se compromete a seguir o legado cultural proposto pelo Sheik de Sharjah, Dr. Sultan bin Muhammad Al Qaisimi, que seria “construir um presente brilhante e um futuro promissor para as novas gerações, promovendo conhecimento e ampliando horizontes por meio da leitura”.

Os detalhes da programação ainda não foram atualizados pelo site oficial.

Continue Reading

Livros

Editora Aleph convida leitores a fazerem doações em prol do Pantanal

Em troca doadores ganharão wallpaper + e-book de “Os despossuídos”.

Mylla Martins de Lima

Published

on

No dia 9 de Outubro (sexta), a editora Aleph, conhecida por seus livros com foco em clássicos da ficção científica, divulgou em uma de suas redes sociais a campanha para combater as queimadas no Pantanal.

Por meio do seu perfil no Instagram (@editoraaleph), a editora lançou uma nota incentivando seus leitores a colaborarem com algumas instituições, citando como exemplo a Comitiva Esperança, ICAS Instituto de Conservação de Animais Silvestres e a WWF Brasil. Apesar dos nomes mencionados, outras entidades que atuam na região também são válidas.

Como forma de agradecimento, os colaboradores podem enviar o comprovante da ajuda e receber gratuitamente o e-book de Os despossuídos ,além de um wallpaper com a ilustração de Marcela Cantuária, artista plástica responsável por produzir as capas dos livros de Ursula K. Le Guin. Basta enviar a foto do comprovante para o e-mail [email protected] .

Mais que receber algo em troca, que tal ajudar o planeta?

Continue Reading

HQs

Resenha | Nimona

O verdadeiro significado do ditado: “As aparências enganam”.

Mylla Martins de Lima

Published

on

A HQ Nimona foi lançada em 2016 pela editora Intrínseca e tem como autora Noelle Stevenson, uma ilustradora e quadrinista incrível!

Nimona é uma menina, as vezes raposa, tubarão, gato e até dragão em alguma parte do seu tempo. Na verdade Nimona é uma metamorfa muito enérgica, que consegue o tão sonhado cargo de comparsa do pior vilão que já existiu no mundo, o Ballister Coração-Negro.

O inesperado começa quando a garota, em sua primeira missão, descobre que seu chefe e ídolo não é tão malvado assim. Enquanto ela sugere acabar com o arqui-inimigo e ex-amigo do vilão, Sir Ambrosius Ouropelvis, matando ele e a quem estiver tentando protegê-lo, Ballister prefere a tradicional luta de espadas, sem sangue e sem morte.

A história começa quando a dupla descobre que a Instituição de Heroísmo & Manutenção da Ordem, empresa que em tese serviria para controlar o caos, planeja prejudicar a população e incriminá-los. Como será a reação do povo quando Coração-Negro levar essa informação à mídia?

Trata-se de uma publicação divertidíssima, ambientada na idade média mas utilizando de elementos futurísticos, mais presente na tecnologia. Os personagens carregam muitas histórias passadas e são muito bem trabalhados, do visual à personalidade. Várias páginas arrancam sorrisos e até mesmo gargalhadas, principalmente quando os quadros pertencem à menina e Ballister.

A trama é cheia de dramas também, e que não passam despercebidos nem com as cenas de humor ácido da personagem principal. O ritmo da narrativa é bem rápido, mas muito fluido e, mesmo com suas 275 páginas, Nimona é uma leitura simples, fácil e que pode ser lida em um único dia. E é impossível não ler!

Noelle sabe prender o seu leitor e isso não é nenhuma surpresa. Esta HQ lhe rendeu o Eisner Awards e a levou para a final do National Book Award. Além disso, a quadrinista garantiu o Slate Cartoonist Studio Prize de Melhor Web Comic e foi indicada ao Harvey Award. Que currículo!

Nimona é uma ótima leitura pós ressaca literária, é a melhor opção para quem ama fantasia e quer fugir dos clicês de heróis. É um misto de fofura, ação, risadas e lágrimas.

A história de uma menina, um vilão que não é vilão e um herói que não é herói.

Continue Reading

Parceiros Editorias