Connect with us

#OMG

Romeu + Julieta ao som de Marisa Monte

Tassiana Chagas

Published

on

LOJA DC 4

 

“Romeu & Julieta” ganha versão inédita no país em formato de musical, que estreiou em 9 de março, no Teatro Riachuelo Rio.

A história de amor mais famosa da literatura ganha uma adaptação inédita: O musical “Romeu & Julieta ao som de Marisa Monte” estreou ontem (09) no palco do Teatro Riachuelo, na Cinelândia, com direção de Guilherme Leme Garcia.

Romeu & Julieta é um tragédia escrita entre 1591 e 1595, nos primórdios da carreira literária de William Shakespeare, sobre dois adolescentes que se apaixonam perdidamente, mesmo pertencendo à famílias rivais. A morte dos jovens acaba unindo as famílias, outrora em pé de guerra. Hoje, o relacionamento dos dois jovens é considerado o arquétipo do amor juvenil.

Segundo o diretor teatral, Guilherme Leme Garcia, a concepção artística da peça é unir a popularidade do texto de William Shakespeare à linguagem musical contemporânea dos anos 2000 e a poética tribalista da cantora Marisa Monte.

Os responsáveis pela adaptação e roteiro musical, Gustavo Gasparini e Eduardo Rieche, declararam que o desafio na produção da peça foi equalizar as traduções anteriores da  obra do autor com as músicas escolhidas e torná-la o mais orgânico possível. Foi Gustavo que propôs o espetáculo fosse inteiro com músicas de Marisa Monte. A direção vocal mistura o lirismo do texto com o pop da música brasileira.

Concebido pelo estilista João Pimenta, o processo criativo de construção do figurino aconteceu no próprio teatro. Em seu primeiro trabalho no mundo teatral, o estilista quis criar peças customizadas que não fossem datadas. A possibilidade de executar suas ideias numa oficina de costura debaixo do palco o deixou encantado.

A seleção para “Romeu & Julieta ” atraiu mil candidatos. Cerca de quinhentos foram convocados para as audições até serem escolhidos os vinte e quatro atores que compõem o elenco principal. Foram quatro semanas de testes. “Temos a fina flor em termos de elenco”, gaba-se o diretor Guilherme Leme Garcia.

Dentre eles, os experientes atores Kacau Gomes (“Les Miserables”) e Marcelo Escorel (“A Grande Viagem do Doutor Tchecov”) como a Sra. e Sr.Capuleto, os pais de Julieta; Stella Maria Rodrigues (“Emilinha”) como a Ama e confidente de Julieta e Cláudio Galvan (“Garota de Ipanema – O Amor é Bossa”) como o Frei Lourenço que casa os apaixonados na esperança de que as famílias rivais se reconciliem.

No elenco juvenil, destacam-se os nomes de Ícaro Silva (“Simonal”) no papel de Mercuccio, Pedro Caetano (“Les Miserables”) como Teobaldo e Bruno Narchi (“Rock In Rio – O Musical”) como Benvoglio.

“O DNA do teatro brasileiro é o musical. O ator de teatro precisa ser muito atento um ao outro e ter uma preparação física muito forte”, salienta o ator Ícaro Silva. A preparação para a estreia da peça também foi intensa: Apenas dois meses, com ensaios seis dias por semana durante oito ou nove horas diárias.

Para interpretar o jovem casal protagonista, os eleitos foram os atores Thiago Machado (“Cantando na Chuva”) e Bárbara Sut (“Rio Mais Brasil – O Nosso Musical”).

Com dez anos de carreira, ator e cantor consagrado no teatro musical brasileiro, Thiago Machado está animado com o desafio de ser protagonista. “Romeu é um poeta. Um galanteador. Ao contrário de outros rapazes da época, ele é das palavras. O desafio no processo criativo foi fazer a ligação do clássico com o popular brasileiro e contar essa história de amor. O que quero deixar para o meu Romeu é o espírito travesso que carrego comigo”.

Aos vinte e um anos, Bárbara Sut encara com leveza a sua primeira grande protagonista. “Eu venho de um teatro de grupo. Quando subo no palco, dependo dos meus colegas e eles de mim. Todos juntos de mãos dadas com o propósito de buscar essa conexão com a plateia”, pondera.

Sobre o processo de audições e composição da personagem durante os ensaios, Bárbara fala: “A Julieta é uma personagem difícil porque ela tem essa doçura, a leveza e a juventude mas ao mesmo tempo também te pede que se vá além disso. Ela precisa ter a força para ir contra tudo aquilo, afinal, ela se mata por um amor. A coragem já estava presente nela desde o início”.

O amor de Julieta por Romeu faz com que a personagem enfrente os seus entes queridos. Bárbara analisa: “Julieta é diferente. Ela não é uma mulher do seu tempo. O que faz com que Romeu fique muito apaixonado. Julieta não deixa os pais decidirem por ela. Quer casar com o Romeu por amor, o que naquela época era revolucionário.”

O que ficará da Bárbara Sut para a sua versão da Julieta? “Eu quis entender quem a Julieta era e acessar a sua essência. A abertura para a vida, estar disposta a fazer as maiores loucuras por amor, para viver uma paixão ou um sonho. É isso que quero deixar da Bárbara para a Julieta.”

“Romeu & Julieta – O Musical” é uma ópera pop embalada por vinte e cinco canções do repertório romântico da cantora Marisa Monte. Na coletiva de imprensa de lançamento do espetáculo, na última terça feira (06), foram encenadas três cenas que deixaram a plateia com gostinho de quero mais.

Na equipe técnica há grande valorização de profissionais brasileiros, como a cenografia de Daniela Thomas, o visagismo de Fernando Torquato, a colaboração artística da atriz Vera Holtz, a luta de espadas é coreografada por Toni Rodrigues, o desenho de luz de Monique Gardenberg e Adriana Ortiz e a trilha sonora é embalada por uma orquestra ao vivo.

O amor impossível de Romeu e Julieta é o fruto da intolerância de suas famílias. Até onde precisamos chegar para manter uma rivalidade? Entre a tradição e a contemporaneidade, o texto de William Shakespeare continua atemporal.

Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO

Apresentado pelo Ministério da Cultura e Bradesco Seguros, o espetáculo é assinado pela Leme Produções Artísticas, em parceria com a Aventura Entretenimento e patrocínio da Riachuelo.

Romeu & Julieta ao som de Marisa Monte
Teatro Riachuelo
Endereço: Rua do Passeio n°38/40, Centro, Rio de Janeiro – RJ
Temporada: de 9 de março a 27 de maio.
Horários: Sextas (20h); Sábado (16:30h* e 20h); e domingos (18 h).
Duração: 2 horas
Capacidade do Teatro: 1000 lugares
Classificação Etária: Livre
Vendas: Bilheteria do Teatro Riachuelo ou www.ingressorapido.com.br
Obs (*): Sessões de 16:30h só a partir de 17 de março.

Preços (Valores de entrada inteira)
Sexta (20h) e Sábado (16:30 h)
Plateia VIP – R$140,00
Plateia – R$120,00
Balcão Nobre – R$100,00
Balcão – R$50,00
Sábado (20 h) e Domingo (18 h)
Plateia VIP – R$160,00
Plateia – R$140,00
Balcão Nobre – R$120,00
Balcão – R$50,00

LOJA DC 4
Comments