Connect with us

cinema

Sandman – A saída de Joseph Gordon-Levitt pode ter sido uma das piores coisas que aconteceu

Edi

Published

on

LOJA DC 4

A versão live-action da história de Neil Gaiman, Sandman, está tendo uma  estrada longa e rochosa, começando sua vida como série de TV, até o desenvolvimento ficar parado. Então quiseram transformar em um filme, com Joseph Gordon-Levitt anexado como diretor e  rumores apontam de estrelar-lo também.

O filme foi uma ponta de esperança, no entanto, Gordon-Levitt anunciou ontem que ele estava caindo fora do projeto, citando diferenças criativas com a New Line Studios, que assumiu o desenvolvimento de todas as franquias Vertigo Comics da Warner Bros. Ele elogiou o seu colegas de trabalho ao sair e Gaiman em particular “,

“Cuja generosa insights e magistral obra certamente me convenceu de que o Senhor dos Sonhos e o Príncipe das Histórias são um e o mesmo padrão do infinito.”  Agora Gaiman retornou o favor.

No Twitter, Gaiman ofereceu seu próprio louvor a Gordon-Levitt, o que parece indicar que os dois estão em bons termos com o outro, apesar da separação das formas neste projeto particular.

“Para o registro, o meu respeito por @hitRECordJoe, não diminuiu “, disse Gaiman. ” Conhecer ele foi o melhor da última rodada. Ele é especial . “

sandman-movie-gordon-levitt-script

Em resposta a um fã se eles esperavam que Gaiman e Gordon-Levitt iriam encontrar uma maneira de trabalhar juntos em outro projeto, Gaiman disse: “Espero bem assim. Eu adoraria trabalhar com @hitRECordJoe um pouco mais. Ele é inteligente, honesto e muito bom.”

A estreita relação de trabalho entre os dois era parte do que fazia os fãs esperançosos de que eles podem realmente tirar uma adaptação digna de seu material de origem. Infelizmente, o produto final é o das suas mãos, como é o estúdio que, em última análise, decide a direção do filme. Gaiman passou vários tweets explicando como os direitos sobre o personagem atrapalham uma relação saudável entre ele e o estúdio, e como esses direitos significa que ele não tem muito poder sobre escolhas importantes sobre o filme:

“Lembrete para os curiosos: Eu não possuo Sandman. A @DCComics que o tem. Eu não escolho quem escreve roteiros, o diretor, produtor ou elenco…. O negócio foi feito quando eu tinha 26 anos, há muito tempo, e achei que valia a pena. Para mim, o que é importante é as 2.500 páginas de Sandman, e não um filme que pode ou não acontecer.

JGL-talks-Sandman-adaptation-challenges

Gaiman não é totalmente desinteressado no futuro cinematográfico de Sandman. Porém quando perguntado se ele se preocupava com a “qualidade do filme” e a possibilidade de que ele pode danificar o personagem que ele criou, Gaiman citou um dos fracassos mais conhecidos da banda desenhada do Fandom:

“Se fosse ruim o suficiente, sim. Howard o pato era um quadrinho aclamado pela crítica, em seguida, tornou-se um filme ruim … “

Como sua criação é tratada uma vez que ele fica fora de suas mãos é, sem dúvida, um assunto delicado para qualquer um na indústria dos quadrinhos. O criador de Elektra Frank Miller declarou recentemente  que ele não estaria assistindo Demolidor, 

“Depois de já ter trabalhado em um personagem, é difícil ver qualquer outra forma em meu caminho.” 

Ainda há esperança de que a visão da New Line para The Sandman seja a melhor possível, mas com a saída de Gordon-Levitt isso é um pouco menos provável.

Revisado por: Bruna Vieira.

Edi on FacebookEdi on InstagramEdi on Twitter
Edi
Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.
Comments