Connect with us

séries

Scoobynatural – É o melhor crossover que vi na vida

Fabio Palamedi

Published

on

LOJA DC 4

Fomos assistir o crossover de Supernatural e Scooby-Doo. A primeira vista, a aproximação dos temas, é muito próxima, mas Scooby-Doo de forma nua, tem nada do lado sombrio de Supernatural. Como poderia dar certo?

Foi assim que eu entrei no Kinoplex do Shopping Vila Olímpia, em uma exibição exclusiva da Warner. Não foi difícil imaginar como Sam e Dean poderiam ir parar no desenho do Scooby, porque isso é feito ao longo de todas as temporadas de forma magistral, como no famoso episódio 05, da quarta temporada, Filme de Monstro, onde todo episódio é em preto e branco, focando na narrativa de filmes de terror da época como Drácula ou mesmo o episódio 8 da quinta temporada (um dos mais engraçados na minha opinião), onde Dean e Sam ficam presos em seriados de televisão e bancam Grey’s Anatomy.

A versatilidade da narrativa de Supernatural permite muita coisa, mas a dúvida ainda pairava. Scooby-Doo, trabalha exatamente no oposto da sensações da realidade percebida pelos personagens: fantasmas não existem, tudo está limitado a truques para facilitar a realização de empreendimentos imobiliários sem escrúpulos. Enquanto Supernatural, mostra que existe um véu, muito tênue entre aquilo que acreditamos ser real onde monstros são contos para impressionar as pessoas, e a estrada solitária de quem conhece a verdade por trás desse véu.

Mas logo na primeira cena, a dúvida foi embora. O crossover, sem dúvida nenhuma surpreende do momento em que as turmas se juntam, até o final. E mais, o que tornou o episódio perfeito, foi o mashup perfeito entre a verdade que Dean e Sam sabiam, e o que a turma do Scooby acreditava. Ao longo da história, isso se preserva, adicionando todo o humor de Scooby no universo de Supernatural.

Se você é fã de Supernatural, e já assistiu episódios de Scooby-Doo, faça um favor a você mesmo. Assista esse episódio, que vai ao ar dia 10 de abril, no Warner Channel.

Fabio Palamedi
Nerd oldschool, mago nos RPG, rusher maluco nos FSP, consumidor descontrolado de cultura inteligente e filosófica (nerdices). É professor por diversão e trabalha com tecnologias e experiência de usuário, não necessariamente nessa ordem.
Comments