Connect with us
Avatar

Published

on

O Eisner Awards é comumente conhecido como o Oscar do mundo dos quadrinhos e nessa sexta-feira (24) ocorreu a premiação durante o evento San Diego Comic Con 2020.

Confira a lista dos vencedores:

Melhor História Curta

  • Hot Comb” de Ebony Flowers
  • “How to Draw a Horse” da Emma Hunsinger
  • “The Menopause” da Mira Jacob
  • “Who Gets Called an ‘Unfit’ Mother?” da Miriam Libicki
  • “You’re Not Going to Believe What I’m About to Tell You” do Matthew Inman.

Melhor Edição Única/One-shot

  • “Coin-Op No. 8: Infatuation” do Peter e da Maria Hoey
  • “The Freak” do Matt Lesniewski
  • “Minotäar” da Lissa Treiman
  • Our Favorite Thing Is My Favorite Thing Is Monsters” de Emil Ferris
  • “Sobek” do James Stokoe

Melhor Antologia

  • “ABC of Typography” editado por David Rault
  • “Baltic Comics Anthology! #34-37” editado por David Schilter e outros
  • Drawing Power: Women’s Stories of Sexual Violence, Harassment, and Survival” editado por Diane Noomin
  • “Kramer’s Ergot #10” editado por Sammy Harkham
  • “The Nib #2–4” editado por Matt Bors

Melhor Edição Estadunidense de Material Internacional

  • “Diabolical Summer” DE Thierry Smolderen e Alexandre Clerisse
  • “Gramercy Park” de Timothée de Fombelle e Christian Cailleaux
  • The House” de Paco Roca
  • “Maggy Garrisson” de Lewis Trondheim e Stéphane Oiry
  • “Stay” de Lewis Trondheim e Hubert Chevillard
  • “Wrath of Fantômas” de Olivier Bocquet e Julie Rocheleau

Melhor Edição Estadunidense de Material da Ásia

  • “BEASTARS” de Paru Itagaki
  • Cats of the Louvre” de Taiyo Matsumoto
  • Grass” de Keum Suk Gendry-Kim
  • Magic Knight Rayearth 25th Anniversary Edition” de CLAMP
  • The Poe Clan” de Moto Hagio
  • Witch Hat Atelier” de Kamome Shirahama

Melhor Roteirista (que não desenham sua própria história)

  • Bobby Curnow – Ghost Tree
  • MK Reed and Greg Means – Penny Nichols
  • Mariko Tamaki – Harley Quinn: Breaking Glass
  • Lewis Trondheim – Stay
  • G. Willow Wilson – Invisible Kingdom
  • Chip Zdarsky – White Trees

Melhor Roteirista e Artista

  • Nina Bunjevac, Bezimena
  • Mira Jacob – Good Talk
  • Keum Suk Gendry – Grass
  • James Stokoe – Sobek
  • Raina Telgemeier – Guts
  • Tillie Walden – Are You Listening?

Melhor Desenhista ou Equipe de Desenhistas

  • Ian Bertram – Little Bird
  • Colleen Doran – Snow, Glass, Apples
  • Bilquis Evely – The Dreaming
  • Simon Gane – Ghost Tree
  • Steve Pugh – Harley Quinn: Breaking Glass
  • Rosemary Valero-O’Connell – Laura Dean Keeps Breaking Up with Me

Melhor Colorista/Artista Digital

  • Didier Cassegrain – Black Water Lilies
  • Alexandre Clarisse – Diabolical Summer
  • David Mack – Cover
  • Léa Mazé – Elma, A Bear’s Life, vol. 1: The Great Journey
  • Julie Rocheleau – Wrath of Fantômas
  • Christian Ward – Invisible Kingdom

Melhor Artista de Capa

  • Jen Bartel – Blackbird
  • Francesco Francavilla – Archie, Archie 1955, Archie Vs. Predator II, Cosmo
  • David Mack – American Gods, Fight Club 3, Cover
  • Emma Rios – Pretty Deadly
  • Julian Totino Tedesco – Daredevil
  • Christian Ward – Machine Gun Wizards, Invisible Kingdom

Melhor Colorista

  • Lorena Alvarez – Hicotea
  • Jean-Francois Beaulieu – Middlewest, Outpost Zero
  • Matt Hollingsworth – Batman: Curse of the White Knight, Batman White Knight Presents Von Freeze; Little Bird, November
  • Molly Mendoza – Skip
  • Dave Stewart – Black Hammer, B.P.R.D.: The Devil You Know, Hellboy and the BPRD; Gideon Falls; Silver Surfer Black, Spider-Man

Melhor Letrista

  • Deron Bennett – Batgirl, Green Arrow, Justice League, Martian Manhunter; Canto; Assassin Nation, Excellence; To Drink and To Eat, vol. 1; Resonant
  • Jim Campbell – Black Badge, Coda; Giant Days, Lumberjanes: The Shape of Friendship; Rocko’s Modern Afterlife ; At the End of Your Tether; Blade Runner 2019; Mall, The Plot, Wasted Space
  • Clayton Cowles – Aquaman, Batman, Batman and the Outsiders, Heroes in Crisis, Superman: Up in the Sky, Superman’s Pal Jimmy Olsen; Bitter Root, Pretty Deadly, Moonstruck, Redlands, The Wicked + The Divine; Reaver; Daredevil, Ghost-Spider, Silver Surfer Black, Superior Spider-Man, Venom
  • Emilie Plateau – Colored: The Unsung Life of Claudette Colvin
  • Stan Sakai – Usagi Yojimbo
  • Tillie Walden – Are You Listening?

Melhor Design de Publicação

  • “Grunt: The Art and Unpublished Comics of James Stokoe”  com design de Ethan Kimberling
  • “Krazy Kat: The Complete Color Sundays” com design de Anna-Tina Kessler
  • “Logo a Gogo” Rian Hughes
  • “Madness in Crowds: The Teeming Mind of Harrison Cady”  com design de Paul Kopple and Alex Bruce
  • “Making Comics” com design de Lynda Barry
  • “Rusty Brown”  com design de Chris Ware

Melhor Quadrinho Digital

  • Afterlift” de Chip Zdarsky and Jason Loo
  • “Black Water Lilies” de Michel Bussi, adaptado por Frédéric Duval e Didier Cassegrain
  • “Colored: The Unsung Life of Claudette Colvin” de Tania de Montaigne, adaptado por Emilie Plateau
  • “Elma, A Bear’s Life, vol. 1: The Great Journey” de Ingrid Chabbert e Léa Mazé
  • “Mare Internum” de Der-shing Helmer
  • “Tales from Behind the Window” de Edanur Kuntman

Melhor Webcomic

  • “Cabramatta” de Matt Huynh
  • “Chuckwagon at the End of the World” de Erik Lundy
  • “The Eyes” de Javi de Castro
  • “Fried Rice Comic” de Erica Eng
  • “reMIND” de Jason Brubaker
  • “Third Shift Society” de Meredith Moriarty

Melhor Publicação para Jovens Leitores

  • “Comics: Easy as ABC” de Ivan Brunetti
  • “Kitten Construction Company: A Bridge Too Fur” de John Patrick Green
  • “The Pigeon HAS to Go to School!” de Mo Willems
  • “A Trip to the Top of the Volcano with Mouse” de Frank Viva
  • “¡Vamos! Let’s Go to the Market” de Raúl the Third
  • “Who Wet My Pants?” de Bob Shea and Zachariah Ohora

Melhor Publicação para Crianças

  • “Akissi: More Tales of Mischief” de Marguerite Abouet e Mathieu Sapin
  • “Dog Man: For Whom the Ball Rolls” de Dav Pilkey
  • “Guts” de Raina Telgemeier
  • “New Kid” de Jerry Craft
  • “This Was Our Pact” de Ryan Andrews
  • “The Wolf in Underpants” de Wilfrid Lupano, Mayana Itoïz, e Paul Cauuet

Melhor Publicação para Adolescentes

  • “Harley Quinn: Breaking Glass” de Mariko Tamaki e Steve Pugh
  • “Hot Comb” de Ebony Flowers
  • “Kiss Number 8” de Colleen AF Venable e Ellen T. Crenshaw
  • “Laura Dean Keeps Breaking Up with Me” de Mariko Tamaki e Rosemary Valero-O’Connell
  • “Penny Nichols” de MK Reed, Greg Means e Matt Wiegle

Melhor Publicação de Comédia

  • “Anatomy of Authors” de Dave Kellett
  • “Death Wins a Goldfish” de Brian Rea
  • “Minotäar” de Lissa Treiman
  • “Sobek” de James Stokoe
  • “The Way of the Househusband, vol. 1” de Kousuke Oono, Drzka
  • “Wondermark: Friends You Can Ride On” de David Malki

Melhor Adaptação de Outra Mídia

  • “Giraffes on Horseback Salad: Salvador Dali, the Marx Brothers, and the Strangest Movie Never Made” de Josh Frank, Tim Hedecker, e Manuela Pertega
  • “The Giver” by Lois Lowry and P. Craig Russell
  • “The Handmaid’s Tale: The Graphic Novel” de Margaret Atwood
  • “HP Lovecraft’s At the Mountains of Madness, vols. 1–2” adaptado por Gou Tanabe
  • “The Seventh Voyage, de Stanislaw Lem” adapteado por Jon Muth
  • “Snow, Glass, Apples” de Neil Gaiman e Colleen Doran 

Melhor Coleção de Arquivos/Tirinhas

  • “Cham: The Best Comic Strips and Graphic Novelettes, 1839–1862” de David Kunzle
  • “Ed Leffingwell’s Little Joe” de Harold Gray
  • “The George Herriman Library: Krazy & Ignatz 1916–1918” de R.J. Casey
  • “Krazy Kat: The Complete Color Sundays” de George Herriman
  • “Madness in Crowds: The Teeming Mind of Harrison Cady” de Violet e Denis Kitchen
  • “Pogo, Vol. 6: Clean as a Weasel” de Walt Kelly

Melhor Coleção de Arquivos/Quadrinhos

  • “Alay-Oop” de William Gropper
  • “The Complete Crepax, vol. 5: American Stories” editado por Kristy Valenti
  • “Jack Kirby’s Dingbat Love” edited by John Morrow
  • “Moonshadow: The Definitive Edition” de J. M. DeMatteis, Jon J Muth, George Pratt, Kent Williams, e outros
  • “Stan Sakai’s Usagi Yojimbo: The Complete Grasscutter Artist Select” de Stan Sakai, editado por Scott Dunbier
  • “That Miyoko Asagaya Feeling” de Shinichi Abe

Melhor Quadrinho Jornalistico

  • “Comic Riffs blog” de Michael Cavna e David Betancourt
  • “The Comics Journal” editado por Gary Groth, RJ Casey, e Kristy Valenti
  • “Hogan’s Alley” editado por Tom Heintjes
  • “Inks: The Journal of the Comics Studies Society” editado por Qiana Whitted
  • “LAAB Magazine, vol. 4: This Was Your Life” editado por Ronald Wimberly and Josh O’Neill
  • “Women Write About Comics” editado por Nola Pfau e Wendy Browne

Melhor Livro Relacionado a Quadrinhos

  • “The Art of Nothing: 25 Years of Mutts and the Art of Patrick McDonnell”
  • “The Book of Weirdo” de Jon B. Cooke
  • “Grunt: The Art and Unpublished Comics of James Stokoe”
  • “Logo a Gogo: Branding Pop Culture” de Rian Hughes
  • “Making Comics” de Lynda Barry
  • “Screwball! The Cartoonists Who Made the Funnies Funny” de Paul Tumey

Melhor Trabalho Acadêmico

  • “The Art of Pere Joan: Space, Landscape, and Comics Form” de Benjamin Fraser
  • “The Comics of Rutu Modan: War, Love, and Secrets” de Kevin Haworth
  • “EC Comics: Race, Shock, and Social Protest” de Qiana Whitted
  • “The Peanuts Papers: Writers and Cartoonists on Charlie Brown Snoopy & the Gang, and the Meaning of Life” editado por Andrew Blauner
  • “Producing Mass Entertainment: The Serial Life of the Yellow Kid” de Christina Meyer
  • “Women’s Manga in Asia and Beyond: Uniting Different Cultures and Identities” editado por Fusami Ogi et al.

Melhor Série Nova

  • “Doctor Doom” de Christopher Cantwell e Salvador Larocca
  • “Invisible Kingdom” de G. Willow Wilson e Christian Ward
  • “Once & Future” de Kieron Gillen e Dan Mora
  • “Something Is Killing the Children” de James Tynion IV e Werther Dell’Edera
  • “Undiscovered Country” de Scott Snyder, Charles Soule, Giuseppe Camuncoli, e Daniele Orlandini

Melhor Minissérie

  • “Ascender” de Jeff Lemire e Dustin Nguyen
  • “Ghost Tree” de Bobby Curnow e Simon Gane
  • “Little Bird” de Darcy Van Poelgeest e Ian Bertram
  • “Naomi” de Brian Michael Bendis, David Walker, e Jamal Campbell
  • “Sentient” de Jeff Lemire e Gabriel Walta

Melhor Série Contínua

  • “Bitter Root” por David Walker, Chuck Brown, e Sanford Greene
  • “Criminal” por Ed Brubaker e Sean Phillips
  • “Crowded” por Christopher Sebela, Ro Stein, e Ted Brandt
  • “Daredevil” por Chip Zdarsky e Marco Checchetto
  • “The Dreaming” por Simon Spurrier, Bilquis Evely
  • “Immortal Hulk” por Al Ewing, Joe Bennett, e Ruy José

Melhor Quadrinho Baseado em Fatos

  • “Good Talk: A Memoir in Conversations” de Mira Jacob
  • “Grass” de Keum Suk Gendry-Kim
  • “Kid Gloves: Nine Months of Careful Chaos” de Lucy Knisley
  • “Moonbound: Apollo 11 and the Dream of Spaceflight” de Jonathan Fetter-Vorm
  • “My Solo Exchange Diary, vol. 2” de Nagata Kabi (Seven Seas)
  • “They Called Us Enemy” de George Takei, Justin Eisinger, Steven Scott, e Harmony Becker

Melhor Reimpressão de Álbum Gráfico

  • “Bad Weekend” de Ed Brubaker e Sean Phillips
  • “Clyde Fans” de Seth
  • “Cover, vol. 1” de Brian Michael Bendis e David Mack
  • “Glenn Ganges: The River at Night” de Kevin Huizenga
  • “LaGuardia” de Nnedi Okorafor e Tana Ford
  • “Rusty Brown” de Chris Ware

Melhor Novo Álbum Gráfico

  • “Are You Listening?” de Tillie Walden
  • “Bezimena” de Nina Bunjevac
  • “BTTM FDRS” de Ezra Claytan Daniels e Ben Passmore
  • “Life on the Moon” de Robert Grossman
  • “New World” de David Jesus Vignolli
  • “Reincarnation Stories” de Kim Deitch

O que você achou dos ganhadores? Tem alguma história que você queria que tivesse ganhado? Comenta com a gente!

Advertisement
Comments

HQs

Lançados quadrinhos comemorativos dos 60 anos do Cebolinha

Hora de comemorar! Um dos mais amados personagens da Turma da Mônica está fazendo aniversário!

Avatar

Published

on

Um dos amados integrantes da Turma da Mônica está fazendo aniversário neste mês. Isso mesmo, outubro é o mês da comemoração dos 60 anos do Cebolinha!

Para que a data seja comemorada em grande estilo, a Editora Panini e a Mauricio de Sousa Produções trazem uma edição especial, que já está disponível em todos os pontos de venda do Brasil.

Pode-se dizer que, mesmo antes de atingir seu maior objetivo que é se tornar o Dono da Rua, ou melhor, Dono da “Lua”, Cebolinha conquistou o mundo, então nada mais justo do que uma edição especial para celebrar a incrível trajetória do personagem.

O quadrinho terá a estrutura de 164 páginas em papel offset 90g, com lombada quadrada e capa dura. O valor será de 49,90 reais.

A Panini também traz mais uma novidade neste mês, aproveitando o Halloween: Cebolinha – Dia das Bruxas.

No enredo, Cebolinha descobre que pode ser um vampiro e assume sua faceta mais sombria, causando inúmeras confusões. Após o desaparecimento de um elemento importante dessa saga, a turminha se mobiliza para desvendar esse mistério, que renderá muitas aventuras e suspense em situações inusitadas com fantasmas, bruxas, zumbis e muito mais.

Este quadrinho contará com 324 páginas em papel couché brilho 90g, com lombada quadrada e capa dura. O valor será de 59,90 reais.

O gibi mensal do Cebolinha também é comemorativo aos 60 anos e o Almanaque Temático traz todos os aniversários do personagem.

Para adquirir os títulos, basta acessar o site oficial da Panini clicando aqui.

Continue Reading

HQs

Resenha | O Corvo

O trabalho soa como uma parceria de Leander Moura com o eterno Edgar Allan Poe.

Paulo H. S. Pirasol

Published

on

capa da resenha o corvo

Edgar Allan Poe, nascido em Boston em 1809, tornou-se um dos maiores nomes da literatura gótica. Seu poema O corvo foi publicado pela primeira vez em 1845, no New York Evening Mirror. O poema ganhou traduções de grandes nomes da literatura, como Baudelaire, Fernando Pessoa e Machado de Assis. A versão de Leander Moura, antes publicada de forma independente, ganha força com sua segunda versão em 2019, deluxe, pela Diário Macabro.

O Corvo capa

Leander Moura é quadrinista, ilustrador e licenciado em artes visuais pela UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), já pintou a capa do livro O Rei de Amarelo de Robert. W. Chambers, illustrou o livro O Mundo Sombrio – histórias do mito de Cthulhu por Robert E. Howard, entre outros. A edição de O Corvo conta com uma série de ilustrações de outros poemas e contos do autor.

A preocupação do artista está em estetizar o horror que o poema causa ao leitor com sua história. O corvo conta sobre um homem perturbado com a visita do bicho no meio da noite, cuja ação é se comunicar com ele, afligindo-o psicologicamente a respeito de um trauma relacionado à morte de uma mulher, Lenore.

O homem vive em um local onde a morte é a primeira referência, ainda assim ele tem dificuldades para lembrar da tragédia que ocorrera à Lenore, um sentimento que fora ofuscado devido a um grau de afetividade com a personagem falecida. A chegada do Corvo assusta tanto o homem quanto seus fantasmas, lhe fazendo lembrar da atual dor de sua alma.

o corvo outra página

A arte da HQ consegue fazer jus à delicadeza do terror psicológico criando uma estética orquestral da obra. Sendo honesta em todos os detalhes visuais, não trazendo nada que não tenha significado, tudo é tão competente quanto a composição do tema. O preto e branco deu um polimento para medir o obscuro em contraste do destaque detalhado de expressões características dos movimentos e intenções dos personagem. O trabalho soa como uma parceria de Leander Moura com o eterno Edgar Allan Poe, em que o autor do poema transmite em suas palavras um conto que recebe ainda mais sentido com o ritmo de tempo estabelecido pelos quadros de Leander Moura.

o corvo página

“E o corvo aí fica; ei-lo trepado no branco mármore lavrado da antiga palas; ei-lo imutável, ferrenho.”

Após um fim reflexivo da obra, há um extra mostrando o processo criativo da primeira versão, que havia sido publicada de forma independente no início de 2019, além das artes dos demais trabalhos.

É uma expressão visualmente belíssima da clássica perturbação de O Corvo.

Continue Reading

HQs

Resenha | East of West: A Batalha do Apocalipse volume 2

O segundo volume de East of West é o grande lançamento do mês da Devir.

Avatar

Published

on

O grande lançamento deste mês da editora Devir, East of West volume 2, dará continuidade a história dos quatro Cavaleiros do Apocalipse, do escritor Jonathan Hickman e do artista Nick Dragotta.

Esta matéria contém spoilers.

Já no início do enredo, o guardião Ezra convoca uma reunião com os Escolhidos para revelar que o mesmo decifrou A Mensagem enviada pela irmã da Xiaolian, Hu, e nela é dito que há um traidor entre eles.

“A mão sangrada direita empunhará a espada e a sangrada esquerda, a flor. Do hospedeiro escolhido, a perfídia se seguirá à queda do dragão.”

As mesas mudam rapidamente quando um dos Escolhidos decide espontaneamente revelar quem é o traidor e uma iminente chacina se inicia. Ezra, ao tentar capturar o traiçoeiro, libera a Fera, entretanto, ela acaba se mesclando ao corpo do guardião, fazendo com que a presa fuja. Em apuros, os Escolhidos convocam os três Cavaleiros do Apocalipse: A GuerraFome Conquista.

Em outro núcleo, a Morte, acompanhado dos seus servos Lobo e Corva, vão atrás de informações que os ajudem a descobrir o paradeiro de seu filho. Sua obsessão o leva até aos confins dos mares e o faz jurar por qualquer coisa. Mesmo que essa abrangência seja muito arriscada.

Neste volume podemos ter uma noção do outro lado da moeda. Aqui não vemos apenas as mãos dos Escolhidos tramando algo ou os Cavaleiros matando quem estiver na frente, e sim o descontentamento da população liderada por um dos Escolhidos. A fome, a raiva e a injustiça levaram o povo a se rebelar contra todas as figuras de poder, e o lema “pratiques a justiça, ames a piedade” que os corruptos juízes pregavam criou os indesejáveis justiceiros da sociedade. Esse núcleo criou mais uma camada ao mundo que o Hickman tinha introduzido no primeiro volume.

East of West volume 2 traz alianças, política e muito sangue para a tal Batalha do Apocalipse, conseguindo ter seu peso próprio na história. Pelo caminhar dos dois volumes, esta história promete surpreender ainda mais, já que novos temas são abordados a cada volume e camadas mais densas são apresentadas ao leitor.

Se interessou pela obra? Para conseguir este volume, basta clicar aqui.

Continue Reading

Parceiros Editorias