Connect with us

HQs

Setembro Insano – As 10 (ou 11) HQ’s de introdução para o Coringa

Listamos aqui as melhores histórias do vilão que amamos odiar, pra você aproveitar ainda mais o filme que vem por ai

Graziele Nanni

Published

on

Dando continuidade á nossa sequência de matérias em comemoração á proximidade da estréia de Coringa, estamos aqui para listar as 10 HQ’s (e 1 menção honrosa) de introdução para o universo do palhaço mais querido de todos os tempos. Se você quer ficar afiado e não perder nenhuma referência do filme que chega em outubro, essa é a sua lista.

Eu, o Coringa

Créditos: Guia dos Quadrinhos

Pertencendo não á linha cronológica oficial da DC, mas sim sendo Elseworld, a história gira em torno de uma misteriosa religião baseada na figura do Batman. Um suposto descendente de Bruce Wayne acaba por fazer rituais em nome da figura do morcego, e anualmente, encena uma luta contra os principais vilões de Gotham. Entretanto, os ‘vilões’ são na verdade cidadãos alterados cirurgicamente para se parecerem com os maiores inimigos do Batman. No meio de tudo isso, o Coringa se vê tendo lapsos de consciência e resolve rebelar-se contra o sistema, de quebra ainda salvando sua amada que estava nas mãos do suposto cruzado encapuzado.

Batman: Amante e Loucos

Partindo da premissa de que se deve esquartejar uma ideia para realmente entendê-la, Amantes e Loucos nos leva em uma viagem ás origens do famoso palhaço do crime. Com um Batman no início da carreira, e uma Gotham ainda jovem em relações á vilões e heróis, o morcego aprende que não existem apenas pessoas monstruosas, e sim monstros. Michale Green, em seu roteiro de estreia nos quadrinhos, nos entrega um Coringa de meia idade que transita de homem psicopata para vilão psicopata.

Batman: O Homem que Ri

Créditos: Guia dos Quadrinhos

A história nos leva até um possível primeiro encontro (entre tantos outros) entre Batman e Coringa. Alguns cidadãos importante de Gotham apareceram mortos, e como única pista e ligação entre os assassinatos, apenas o sorriso sinistro em suas faces. Entre o caos instaurado na cidade e a realização de que estaria tão perto de cruzar a linha da justiça, o herói percebe que á partir daquele dia o crime que deverá combater jamais será o mesmo.

Batman: Terra de Ninguém

Créditos: DC Comics

Consolidando os acontecimentos anteriores dos arcos Terremoto e Caminhando Para a Terra de Ninguém, somos apresentados para uma Gotham que sofreu um terremoto de magnitude 7.6. O governo americano resolve isolar a área, deixando-a á par de seu território, e Batman tem nas mãos grande caos a ser controlado. O Comissário Gordon tenta manter a ordem por meio da força, Bárbara Gordon ainda tenta patrulhar com o que lhe resta de tecnologia. Adicione ainda Lex Luthor como um investidor interessado a revitalizar a cidade e o Coringa como candidato a prefeito. Ainda que sejam muitas coisas adicionadas á uma história só, o enredo tem um plot twist muito interessante no final.

Coringa por Brian Azzarello

Créditos: DC Comics

Também entrando no universo Elseworld, aqui vemos o Coringa saindo de uma estadia no Asilo Arkham após convencer os médicos de que não era louco. Voltando á ativa depois desse tempo, ele tenta tomar o controle do submundo de Gotham com a ajuda do Crocodilo, e caba confrontando o Pinguim e o Duas-Caras no processo. O enredo é contado sob duas perspectivas, a do vilão e do capanga Jonny Frost, que fica encarregado de buscar o patrão em sua saída do manicômio. A história nos mostra que existe muito mais por trás de um plano maluco e capangas apanhando.

Batman: A Morte da Família

Créditos: DC Comics

Em mais um embate épico entre Batman e Coringa, a trama aborda o retorno do palhaço após um ano desaparecido de Gotham. Com um plano de explodir cabeças, e ameaçando todos os membros da bat-família, o Coringa assusta quando aparece com o rosto recortado e pregado. Ficando cada vez mais decomposto conforme a história se desenrola, sua face horrenda toma conta de edifícios e noticiários da cidade. O desfecho na bat-caverna é de deixar qualquer um tenso.

Batman: Asilo Arkham

Créditos: DC Comics

Um conto de terror, onde Batman deve deter uma rebelião no Asilo Arkham. Liderados pelo Coringa, todos os internos do manicômio se rebelam e fazer os funcionários como reféns. Eles pretendem deixar os inocentes livres, com apenas uma condição: o morcego deve se entregar e se tornar um deles.

Batman: Morte em Família

Créditos: DC Comics

A icônica história em quadrinhos que os fãs da DC puderam decidir o destino de Robin: vivo ou morto? Com o resultado sendo a morte (para tristeza de alguns e felicidade de muitos), coube ao Coringa dar cabo ao jovem ajudante do Batman. Em uma cena épica, sendo conhecida por quase todos os leitores de quadrinhos atualmente, Jason Todd foi assassinado pelo palhaço enquanto procurava informações sobre sua mãe.

Batman: Cavaleiro das Trevas

Créditos: Guia dos Quadrinhos

Sendo considerada uma das pedra angulares dos quadrinhos modernos, Cavaleiro das Trevas mostra a importante do herói na vida do palhaço do crime. Bruce Wayne decide aposentar o manto de Batman, o Coringa entra em estado catatônico por não achar uma razão em viver sem que seja arqui-inimigo do vigilante de Gotham. Quando se faz necessário o retorno do Batman, o vilão vê novamente um motivo para retornar a causar o caos em toda a cidade.

Batman: A Piada Mortal

Créditos: DC Comics

Sendo a mais importante história em que o Coringa se encontra, A Piada Mortal é leitura obrigatória para qualquer fã da DC, do Batman ou de quadrinhos em geral. Com um enredo genial que enfatiza que apenas um dia normal pode reduzir um homem comum á total loucura, Alan Moore traduz com exatidão toda a insanidade presente no personagem e em sua relação depende com Batman.

Menção Honrosa: Flashpoint

Créditos: DC Comics

Não poderíamos deixa de fora uma das versões mais icônicas do Coringa que já apareceu nas histórias em quadrinhos. Contudo, mesmo que não seja a versão clássica do vilão, Flashpoint merece a leitura para a compreensão da versatilidade do personagem que vai de senhores de meia idade, homens expostos á fluídos químicos até uma versão feminina. E não qualquer versão feminina, mas Marta Wayne. Em um arco onde Barry Allen acorda em um mundo totalmente diferente, quem morre no beco do crime é Bruce Wayne. Sendo mudados drasticamente pelo ocorrido, Thomas acaba por se tornar o Batman e Marta, o Coringa.

Acharam que deixamos alguma história importante de fora? Deixa aqui nos comentários e vamos debater sobre as HQ’s mais importantes do maior vilão do Batman.

Gamer de final de semana e colecionadora de HQ's, boardgames e consoles. Como passatempo, gosta de ler Sthepen King para seus filhos felinos.

Comments