Connect with us

séries

Stranger Things: criadores da série são acusados de plágio

Os criadores da série Stranger Things, uma das mais famosas da Netflix foram acusados de roubar a ideia de um colaborador.

Wendy Stefani

Published

on

“Stranger Things” tem sido uma das séries mais famosas da Netflix, além de apresentar um enredo muito bem elaborado, tendo sua terceira temporada prevista para julho. Entretanto, antes de que qualquer novo episódio seja lançado, os criadores Matt e Ross Duffer terão que provar no tribunal que não plagiaram a ideia de um ex-colaborador, Charlie Kessler.

Ano passado essas informações já estavam rodando o set de filmagem, quando os irmãos foram acusados de roubar a idéia do curta chamado “Montauk” lançado em 2011, usando este como base para a criação de sua série, ambos foram processados por Kessler.

Apesar do pedidos dos irmãos Duffers de um julgamento sumário a seu favor para encerrar o processo, recentemente uma nova decisão do Tribunal Superior de Los Angeles foi divulgada, enviando o processo para julgamento.

De acordo com Kessler, “The Montauk Project” se passa na cidade de Nova York, onde são apresentados “várias lendas urbanas e teorias paranormais e conspiratórias”, têm temas semelhantes como Stranger Things, envolvendo um fenômeno paranormal, um menino desaparecido e um monstro de outra dimensão. O tribunal está firme em sua decisão de avançar:

“A situação atual apresenta fatos muito diferentes daqueles detalhados em Enberg”, escreve o juiz em um curto espaço de tempo. “As circunstâncias sob as quais [Kessler] alega ter submetido suas ideias aos réus não são análogas. As expectativas alegadas pelo queixoso também diferem significativamente. Ele contemplou a exploração comercial e a lucratividade … Questões de fato triplas ainda precisam ser determinadas com relação ao que o autor disse , o que ele pretendia transmitir por meio de sua conversa e como os acusados ​​responderam antes que pudesse ser definitivamente concluído se um contrato implícito de fato foi ou não formado “.

O caso tem vários pontos intrigantes, como seu nome inicialmente concebido “Montauk” e na próxima semana as partes envolvidas estarão no tribunal para resoluções das provas para julgamento.

O julgamento está agendado para começar em 6 de maio, e se Kessler for bem-sucedido, ele poderá ter o direito não apenas o título de co-criador de Stranger Things, mas um terço do dinheiro recebido.


Comments