Connect with us

séries

The Walking Dead – Lucille is coming

Luana Aguiar

Published

on

LOJA DC 4

É oficial: Lucille is coming, e The Walking Dead só retorna agora em 2016. Kirkman e seus diretores tomaram mesmo o gosto por deixar os fãs desesperados por respostas nessa primeira parte da sexta temporada, primeiro com Glenn, e hoje com o destino incerto de Alexandria e o grupo Sasha – Abraham – Daryl.

Se você perdeu a cena pós-créditos deixou de ser apresentado para um novo grupo: Os Salvadores. Houve surpresa ao vê-los já inseridos neste episódio, muito antes de sermos apresentados à Hilltop, ou à Jesus (já confirmado na série para esta temporada) alterando um pouco a cronologia da HQ.

Apesar de todos os fãs apostarem em uma mid-season mais intensa, fomos apresentados a um episódio (morno) de abertura talvez com muito mais drama do que ação, que prometem criar um enredo eletrizante para o retorno da série em 2016. Vamos a algumas considerações:

#1 – Deanna:

E não é que no final das contas estamos devendo uma para a ex-líder de Alexandria? Deanna nos garantiu uma morte honrosa se sacrificando por Rick e pelos Alexandrinos. Apesar de (quase nos matar de susto quando foi até o berço da Judith) não mostrar muitos momentos de lucidez desde a morte de Pete, ela teve seu ápice na série e no episódio em seus diálogos com Rick e Michonne.

#2 – Jessie:

Acho que é regra em The Walking Dead, se já passou por violência doméstica antes/durante apocalipse zumbi já vira badass (Carol que o diga). Jessie se mostrou disposta a encarar tudo para sobreviver seria uma pena para a personagem se ela se despedisse no retorno da temporada, mas muito interessante para o enredo de Rick, e em como ele lidaria com mais essa perda.

#3 – Sam e Ron:

Alguém por favor jogue estes dois pirralhos para os zumbis? Sim, seria o melhor. Ambos conseguiram piorar ainda mais a situação por onde passam desde quando fomos apresentados para eles. Sam visivelmente perturbado e imaturo não saberá lidar com seu medo podendo trazer mais problemas no momento da fuga em meio aos zumbis. E o que podemos falar de Ron? O mundo desabando e ele só querendo vingar seu (quase chifre) pai. Aposto que estes dois irmãos ainda irão ocasionar muitas baixas no grupo.

#4 – Carol e Morgan:

Carol mais uma vez mostrando que é capaz de tudo para sobreviver e para manter seu grupo vivo. O conflito de ideais entre Morgan e ela rederam um bom momento (para odiarmos as atitudes do Morgan mais ainda) no episódio. Gostaria de saber exatamente em que ponto Melissa McBridge e a produção da série resolveram desenvolve-la de tal maneira. Carol está pronta (sempre) para tudo, até para uma boa briga com o (bunda-mole) Morgan.

#5 – Maggie:

Mal vimos nossa mocinha neste episódio, mas de todos que estão presos na comunidade, com certeza ela é a que está em pior situação. Vê-la presa no alto dos muros de Alexandria, e cercada por zumbis lembra e muito uma cena com Andrea nas HQ durante a invasão. Andrea conseguiu sair com vida. Maggie terá a mesma sorte?

#6 – Negan:

12278630_790032314457794_8420805067703720952_n

Não, o Jeffrey não deu as caras neste episódio, porém Negan apareceu. Não fisicamente, não diretamente, mas Negan definitivamente fez sua aparição hoje. O encontro com os Salvadores nos garantiu a certeza (e euforia) de que veremos Lucille em ação ainda nesta temporada. E quem será o primeiro a cair nos braços dela? Glenn? Daryl? Façam suas apostas!

The Walking Dead retorna em Fevereiro de 2016 com mais 8 episódios.

Luana Aguiar
Passa boa parte de seu tempo caçando spoilers, e planejando rotas de fuga para o apocalipse zumbi. Músicas, séries, fotografia. Cursa Direito, e vive em Registro/SP.
Comments