warner media efkoqew

Warner tentou impedir publicação de matéria do Hollywood Reporter sobre Ray Fisher

Jornalista alegou que Warner tentou impedir matéria que ela detalha racismo de executivos do estúdio além de entrevista do ator Ray Fisher.

Uma grande reportagem tem movimentado o meio nerd logo na manhã de hoje, se trata da entrevista e reportagem minuciosa do site The Hollywood Reporter que fez com o ator Ray Fisher.

A reportagem além de detalhar situações envolvendo o ator Ray Fisher, quase todo o elenco da Liga da Justiça, executivos da Warner Bros. e Joss Whedon, também teve seus entraves.

A jornalista encarregada por fazer a matéria, Kim Masters, disse no Twitter que a WarnerMedia tentou impedir a publicação da matéria. Inclusive ela elogia a sua editora Nekesa Mumbi (que é negra) por ajudá-la a postar o conteúdo.

“A Warner não queria que eu escrevesse essa história, para dizer o mínimo”

A reportagem do THR expõe o racismo de Geoff Johns, um dos grandes executivos da DC Comics neste momento, e a má vontade da Warner Bros. sobre o filme da Liga da Justiça, além dos problemas no set do filme.

Em Liga da Justiça de Zack Snyder, determinado a garantir que o sacrifício final do Superman (Henry Cavill) não fosse em vão, Bruce Wayne (Ben Affleck) alinha forças com Diana Prince (Gal Gadot) com planos de recrutar uma equipe de metahumanos para proteger o mundo de um ameaça de proporções catastróficas. A tarefa se mostra mais difícil do que Bruce imaginava, pois cada um dos recrutas deve enfrentar seus próprios demônios do passado antes que possam finalmente formar uma liga de heróis sem precedentes. Porém, pode ser tarde demais para Batman (Affleck), Mulher Maravilha (Gadot), Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) salvarem o planeta dos vilões Steppenwolf, DeSaad e Darkseid e seus planos malignos.

Durante o evento DC Fandone no ano passado, Zack falou mais sobre os detalhes do novo corte. Para ele, todos os heróis são solitários: Batman em sua caverna, Mulher Maravilha sem Steve, Flash em seu laboratório, Aquaman longe de casa e Ciborgue tentando se entender como meio humano e meio máquina. Segundo Snyder, lidar com todas essas personalidades diferentes foi importante para uma grande parte do filme, assim como ver todos juntos no final como uma família.

Neste novo corte, podemos esperar uma nova visão do Ciborgue e do Flash. Segundo o diretor, “Ciborgue está no coração do filme. Acredito que é ele quem mantém todos juntos no final”. Os fãs também poderão ver um lado diferente do Flash, mais emocional e intenso, além dos novos usos de seus poderes.

O filme está disponível para aluguel em plataformas digitais como Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr por três semanas, para ser assistido quando e onde você quiser.

Após 8 de abril, o título retornará ao catálogo da HBO Max, que será lançado em junho de 2021.

Total
1
Shares
Related Posts
Total
1
Share