Connect with us
x-men x-men

HQs

X-Men – Novo culto adora mutantes como deuses

Pedro Augusto

Published

on

AVISO: O texto a seguir contém spoilers para Marauders # 3, de Gerry Duggan, Michele Bandini, Elisabetta D’Amico, Federico Blee, Cory Petit do VC e Tom Muller, à venda agora.

x-men

O Universo Marvel nunca se esquivou de ideias religiosas, especialmente no que se refere aos X-Men. Abertamente, mutantes explicitamente religiosos como Noturno e a mutante Dust trouxeram questões sobre religião, bem como histórias como Gods Love, Man Kills Force abordam outras ideias sobre esse conceito.

Mas agora, em Marauders #3(algo como os Marotos) revelaram que uma nova religião parece ter se formado em torno dos X-Men e dos outros mutantes de Krakoa, o que poderia causar alguns problemas sérios em um futuro não muito distante.

x-men

A história

Depois de chegar a Nova York para realizar negócios em nome da Hellfire Corporation, Sebastian e Shinobi Shaw seguem para o centro da cidade. Depois de serem recebidos por uma barreira militar que foi construída em torno do portal Krakoa Manhattan, os Shaws são seguidos por um misterioso grupo de pessoas. Eles não fazem nada, mas ficam no seu caminho. Também usam mantos X-Men pretos e amarelos, com os capuzes desenhados. Eles até parecem ter desenhado um grande X em seus rostos. Irritados com a recusa em mudar, os Shaw trabalham juntos e os explodem. Por trás de uma árvore, outra figura se revela – e elogia os Shaws, pois ele e seus amigos foram “vistos pelos deuses”

Como Shaw mais tarde explica a seu filho durante o jantar, os cultos se formaram em todo o mundo por causa das novas mudanças que aconteceram desde que Krakoa mudou dramaticamente os mutantes no mundo todo. Este não é um território novo para os X-Men, que há muito tempo lidavam com inimigos abertamente religiosos, como o Reverendo William Stryker e os Purificadores e humanos como os U-Men, que têm uma obsessão pela ideia de mutantes.

Novos deuses

No entanto, desta vez, esses cultos humanos são diferentes, porque eles não parecem odiar os mutantes. Ao contrário do clã Akkaba que se voltou contra o Apocalipse, esses cultos veem os mutantes como o próximo passo divino na evolução e começaram a tratar os X-Men como deuses. É sempre uma surpresa inesperada, mas agradável, quando seções da humanidade se mostram dispostas a trabalhar e conviver com mutantes, mas isso parece um animal completamente diferente.

x-men

Dado o quão geográfica e culturalmente Krakoa é isolado do resto do mundo, os mutantes já se sentem um pouco mais afastados da humanidade do que jamais estiveram antes. Com uma ilha paradisíaca distante e a capacidade de voltar da morte, além de seus poderes já impressionantes, muitas das coisas que fazem de Krakoa uma experiência mais positiva para os mutantes são provavelmente as mesmas razões pelas quais as pessoas os adoram. No entanto, essa adoração pode levar alguns dos mutantes da Marvel a uma direção mais sombria. Ex-vilões como Vulcan, Exodus e Sebastian Shaw não precisam do ego adicional de serem literalmente adorados indo à tona – muito menos que tipo de efeito isso poderia ter sobre os heróis.

Enquanto viver em um mundo onde eles são adorados por alguns, em vez de odiados e temidos por muitos, é uma atualização para os X-Men, as atitudes do culto a respeito da superioridade mutante são suspeitamente próximas das crenças similares de longa data de Magneto. Essas são águas perigosas para os mutantes pisarem, e cultos como esses podem representar um problema sério a ser explorado à medida que a nova era dos X-Men continua.

fonte: cbr

Fã de monstros gigantes a deuses antigos "That is not dead which can eternal lie, And with strange aeons even death may die."

Advertisement
Comments

HQs

Prévia da HQ do filho de Stephen King é revelada

Avatar

Published

on

DC Comics revelou a primeira prévia da próxima HQ de terror do selo Hill House Comics, o Plunge; com a equipe criativa composta por Joe Hill (filho do Stephen King), Stuart Immonen (Superman: Identidade Secreta), Dave Stewart e Deron Bennett.

O comunicado oficial segue abaixo:

“Após um tsunami devastador, um navio de exploração conhecido como Derleth começa a enviar um sinal de socorro automatizado de um atol remoto no Estreito de Bering. O único problema é que o Derleth está desaparecido há 40 anos.

O biólogo marinho Moriah Lamb se junta à equipe Carpenter Salvage para recuperar os mortos de Derleth… Apenas para descobrir que nesta parte remota do Círculo Polar Ártico os mortos têm muito a dizer aos vivos…

Começam aqui o mergulho de Joe Hill, Stuart Immonen, Dave Stewart e Deron Bennett, apresentando capas de Jeremy Wilson e capas variantes de Gary Frank!”

Capa de Jeremy Wilson.

Plunge #1 tem data de lançamento confirmada para o dia 19 de fevereiro.

Continue Reading

HQs

História do Doomsday Clock é reescrita em nova HQ da Mulher Maravilha

Avatar

Published

on

A matéria contém spoiler da HQ Mulher Maravilha #750

Como anunciado anteriormente, a Mulher Maravilha é agora o primeiro super-herói da primeira geração, na linha do tempo revisada do Universo DC.

Durante a Feira Mundial de 1939, em Nova York, a Mulher Maravilha salvou o presidente dos EUA, Franklin Delano Roosevelt, de um assassino. A estréia da heroína foi a inspiração que levou Alan Scott a usar seu anel para se tornar o primeiro Lanterna Verde e formar a Sociedade da Justiça. O problema é que essa versão dos eventos bate de frente com os acontecimentos em Doomsday Clock.

Primeiramente, em Doomsday Clock, o Superman é estabelecido como o primeiro super-herói em 1938. Porém, as inúmeras redefinições da linha do tempo fizeram com que a chegada do Superman à Terra fosse um pouco mais tarde.

Ainda assim, mesmo sem o Super-Homem, Alan Scott se tornou o Lanterna Verde em 1940 e formou a Sociedade da Justiça com outros heróis da primeira geração como Flash de Jay Garrick. Já em Doomsday Clock, o Doutor Manhattan impede Scott de encontrar seu Lanterna Verde, eliminando assim a primeira geração de heróis da DC, estabelecendo que o herói é uma figura crucial para unir o grupo.

Na décima edição do Doomsday Clock, a Sociedade da Justiça tira uma foto do grupo em sua primeira reunião em 1940, no qual Alan Scott afirma que todos os membros da equipe estão presentes, onde não está a Mulher Maravilha.

Com a redefinição de que a Mulher Maravilha estreia em 1939 (Mulher Maravilha #750), a heroína deveria estar na foto que foi tirada, já que ela, por ser a inspiração do Alan Scott e outros heróis, teria sido convidada a participar da equipe.

Espera-se que nas próximas edições seja esclarecido essa diferença de cronologia na linha do tempo.

Mulher Maravinha #751 tem data de lançamento marcada para o dia 12 de fevereiro.

Continue Reading

HQs

Perigoso mutante nível ômega se tornou rei (SPOILER)

Avatar

Published

on

A matéria contém spoilers da HQ Excalibur #6

O enredo de Excalibur se concentra no resgate do Brian Braddock (Capitão Britânia) das garras da bruxa Morgana La Fey no reino mágico do Outro Mundo. Betsy Braddock (Psylocke), a nova Capitã Britânia, e sua equipe de mutantes, incluindo Jubileu, Vampira, Gambit e Rictor, lutam contra as forças de Morgan, à medida que o plano do Apocalipse começa a se revelar.

Mesmo com tudo isso acontecendo, a edição número 6 surpreendeu não só os fãs como também o próprio Reino de Avalon, quando, o mutante nível ômega, Jamie Braddock é coroado o novo rei do Outro Mundo.

Para quem não sabe, Jamie Braddock é o irmão mais velho do Capitão Britânia e da Psylocke. Conhecido por sua grande instabilidade mental, Jamie tem como poder nível ômega a manipulação da realidade quântica, o que o torna perigoso, já que o mesmo acredita viver em um sonho.

Como se nada pudesse piorar, Jamie tem uma “parceria” com Apocalipse, o que com certeza terá consequências maciças.

O Outro Mundo é o reflexo mágico das Ilhas Britânicas. Um reino que existe em uma dimensão a parte do Universo Marvel principal, sendo o lar de toda a magia, sede do Corpo da Grã-Bretanha e do Reino de Avalon.

Excalibur #6, de Tini Howard e Marcus To, já está à venda nos Estados Unidos. Até o momento desta matéria, ainda não há previsão para a versão traduzida.

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido