Connect with us

cinema

Será mesmo que o Universo DC está atrasado nos cinemas?

Logo de início, eu poderia simplesmente dizer “sim” ao título e nem me dar ao trabalho de escrever esse texto, porque convenhamos, é um tanto óbvia essa questão, vocês não acham?  E foi justamente por parecer óbvia demais, que fez com que eu tivesse um olhar mais atento a ela.

LOJA DC 4

Essa história toda de “Universo de Quadrinhos” não é algo novo, ainda mais quando falamos do universo dos super-heróis. Pode-se dizer que desde a sua origem, tanto os heróis da DC quanto os da Marvel, transitam “de um universo para outro” e quando eu falo em universo aqui, seria no sentido de que existe um universo macro (onde todos os heróis de determinada editora coexistem) e um micro (que corresponde ao universo de cada herói). Por isso, se pensarmos nesse universo macro como algo compartilhado, devemos realmente admitir que seja algo novo no cinema e, devemos admitir também que a Marvel soube iniciar e está mantendo o sucesso de uma maneira bem decente.

get

Agora, a opinião de que “O universo da DC está atrasado.” ou “A Warner está vacilando e a Marvel está dando um banho na DC.” é uma visão extremamente frágil a um olhar mais atento.  Se considerarmos o fato de que a Marvel já tinha perdido os direitos de seus maiores personagens (Homem Aranha, X-men, Hulk, etc) por uma questão financeira e, com isso, teve a decisão lógica de apostar mais no coletivo do que no individual pelo fato dos seus outros heróis não serem tão populares, e talvez não se sustentarem, a longo prazo, em filmes solo. Assim, a Marvel deixa exposta uma decisão muito mais mercadológica do que “artística” como muitos devem pensar. Isso fica nítido quando notamos o aumento da bilheteria dos filmes solos dos heróis depois que eles são vistos todos juntos em um filme anterior (Thor 1 e Thor 2, por exemplo).

Deixo claro que não estou desmerecendo à empresa muito pelo contrário, porque mesmo com algumas ressalvas, está oferecendo entretenimento de qualidade aos fãs. Mas agora comparar essa aposta mercadológica com a DC, me parece algo simplista demais, até porque a editora nunca demonstrou interesse ou nunca teve essa ideia de “universo compartilhado” antes da Marvel coloca-la nas telonas. Por isso, o “atraso” dos filmes de um universo com relação ao outro é natural e até um tanto óbvio, levando em consideração que a DC só começou a investir na mesma ideia quanto a Marvel já estava com o sucesso sendo estabelecido no cinema.

Por causa disso, opiniões frágeis como essa que demonstrei me parecem mais servir para alimentar uma imaturidade do público que assiste aos canais que veiculam esse tipo de informação do que a de realmente coloca-los em discussão. E qual é a grande justificativa quando uma opinião dessas é contrariada? “Eu tenho direito de dar minha opinião, não sou obrigado a agradar ninguém e se você não gostou é só procurar outro canal, site, blog”.  Bem, não vou entrar no critério de “liberdade de expressão” até porque isso já foi bem debatido pela internet, o que vale aqui é certo egoísmo por parte de alguns veículos de informação da Cultura Pop, e quando eu falo “cultura pop” é porque isso que muitos chamam de “cultura nerd” eu não considero como tal, mas isso é um assunto para outro texto. Voltando na questão do egoísmo, eu digo isso porque simplesmente cuspir sua opinião, sem se preocupar em ofender alguém, só para levantar uma bandeira de “personalidade” me parece mais um exercício de infantilidade do que de jornalismo. Parece-me mais uma busca por “views” do que por qualidade.

Resumindo, tenho completa consciência de que, no final das contas, o mercado de quadrinhos não é algo muito além do que puro entretenimento, mas em vez de estrarmos em algum tipo de disputa como se houvesse algum prêmio no final, não aprendemos com as empresas que tanto nos divertem e começamos a compartilhar nosso conhecimento (universo) sobre quadrinhos com os outros?

Basta usar o cupom CDLLOJADCCOMICS