Connect with us

Livros

Bienal Rio: Ilana Casoy e Raphal Montes são Andrea Killmore

Autores comentam sobre a revelação e sobre a convivência enquanto escreviam “Bom dia, Verônica”.

Rodrigo Roddick

Published

on

A misteriosa escritora Andrea Killmore que vinha intrigando os fãs na internet teve sua verdadeira identidade revelada na manhã deste sábado (31), no encontro entre Raphael Montes e C. J. Tudor. Você os conhece como Illana Casoy e Raphael Montes.

Para explicar como tudo isso aconteceu, os dois autores conversaram no estande da Submarino à noite do mesmo dia com a mediação de Belle Hendges. Bom dia, Verônica nasceu em parte da genialidade de um com a maestria do outro, um perfeito casamento de duas almas que entendem do assunto. E como todo casamento, há conflitos.

“Acho que foi por isso que demos certo. Porque brigávamos, mas brigávamos o suficiente” explicou Ilana Casoy.

A autora revelou que tinha dias em que o “Bom dia” era ríspido, mas logo depois vinham as ideias para reatar o relacionamento. Isso acontecia porque Raphael chegou a ficar hospedado na casa de Ilana para estimular o processo criativo. Eles acordavam já discutindo as ideias que tinham e o foco da conversa perpassava diversos temas.

O pseudônimo foi proposto por Raphael Montes, mas o primeiro nome “Andrea” foi sugerido pela Ilana, pois é um nome que serve tanto para homem quanto para mulher (pois Andrea é um nome comum dado a homens na Itália) e assim refletiria os traços de seus criadores.

“Nós discordávamos pouco porque tínhamos uma terceira pessoa. Isso ajudou muito” acrescentou a autora.

O título do livro surgiu através de uma conversa entre eles em que Raphael percebeu que o “Bom dia, Verônica” interpretado por Ilana poderia encabeçar o romance da enigmática Andrea Killmore que assinou a obra por 4 anos, tempo que os nomes Raphael Montes e Ilana Casoy foram mantidos em segredo.

“Bom dia, Verônica foi lançando na mesma época que Jantar Secreto. De um, eu podia falar tudo. De outro, não podia falar nada” revelou Raphael.

Bom dia, Verônica conta a história de uma secretária de polícia que, ao receber uma ligação de uma mulher rogando pela sua vida e também após presenciar um suicídio, decide explorar suas especialidades investigativas ao encarar sozinha os dois casos, que a introduz no lado mais sombrio da mente humana.

O livro com o nome dos dois autores foi lançando pela Darkside Books exclusivamente na Bienal do Livro. No site da editora, ele ainda se encontra em pré-venda com data oficial para o dia 12/09.

A parceria entre eles não terminou. Ilana e Raphael estão escrevendo Boa tarde, Verônica, segundo livro do que deve vir a ser uma trilogia.

Comments

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido