Connect with us

HQs

Capa variante de X-Men #1 tem todas as versões de Jean Grey

Avatar

Published

on

O artista Russell Dauterman revelou sua versão de capa variante de X-Men #1 do escritor Jonathan Hickman e do artista Leinil Francis Yu.

Na arte que o Dauterman postou em seu Twitter, vemos Jean Grey ao longo dos seus 56 anos de existência.

Na frente e no centro, temos a Jean vestida de amarelo e azul, traje que usava nos anos 90. Há dois trajes verdes, um de Marvel Girl e outro de Fênix. Também vemos outros designs clássicos como Novos X-Men, Era do Apocalipse, traje vermelho da Fênix e seu uniforme original de 1963.

Essa nova série dos X-Men se passará após a conclusão dos enredos de House of X e Powers of X.

X-Men #1 tem data de lançamento marcada para o dia 16 de Outubro nos Estados Unidos. Até a realização dessa matéria, não há data para uma versão em português.

Advertisement
Comments

HQs

Marvel Comics | Revelado a prévia de Empyre: X-Men #3

Preparem-se para uma grande luta nessa nova edição!

Jacqueline Cristina

Published

on

Há de se pensar que os acontecimentos de Empyre, não chegariam à nação mutante Krakoa, contudo, na ultima edição dos quadrinhos, o que o leitor presenciou foi uma séries de “grandes problemas” para os mutantes enfrentarem, começando pela Feiticeira Escarlate.

Quem se lembra dos inconvenientes causados pela heroína em Dinastia M? Pois bem, se o arrependimento matasse, creio que ela não teria feito o que fez atualmente, visto que como forma de redenção, a Feiticeira tentou ressuscitar os mutantes mortos na “fatalidade”, entretanto, acidentalmente, todos em Genosha foram transformados em zumbis.

Como uma ameaça é pouca, os mutantes precisam enfrentar também, os Cotati, raça alienígena que está invadindo a Terra, conforme os eventos de Empyre, chegando assim em Genosha.

Apesar da ameaça, Black Tom Casssidy, ex-vilão dos X-Men, que possui a capacidade de controlar plantas, gerou golens a partir da vegetação de Krakoa para proteger o país, entretanto, a nação mutante se alimenta de energia psíquica dos habitantes, além de que os golens estavam consumindo muito da ilha.

Logo, a general e mutante Magia, convocou todos os cidadãos de poderes psíquicos disponíveis para irem até o portal de Krakoa em Genosha para assim alimentar a ilha, o qual surpreendentemente surgem Quentin Quire, Lady Mental, Mestre Mental, as Cuckoos, Exodus, Sr. Sinistro, Selene e até o Rei das Sombras, para ajudar a salvar o dia.

Muitas surpresas ainda por vir no decorrer da saga Empyre, principalmente para os mutantes, que tiveram a prévia da sua próxima edição divulgada pela Marvel Comics. Confira as imagens de Empyre: X-Men #3:

Empyre: X-Men #3 chega esta quarta-feira nas lojas físicas e digitais dos EUA.

Continue Reading

HQs

Resenha | Amazônidas – Guardiões das Florestas

O quadrinho, baseado na mitologia indígena brasileira, é uma boa pedida de leitura atual.

Avatar

Published

on

A mitologia indígena é rica e vasta em histórias e deuses que poucos brasileiros conhecem. Inspirados nisso, a editora 137 Studio resolveu desenvolver um quadrinho para mostrar que nossos heróis são tão bons quanto qualquer um outro (ou até melhor).

O Cabana do Leitor decidiu dar uma provinha desse mundo para vocês em uma resenha sem spoilers. Estão preparados para os deuses Tupi?

O enredo conta a história da criação do mundo, como Tupã criou a Terra, os animais e os homens. Porém, o homem, por não conseguir encontrar a felicidade por si só criou a guerra. Enfurecido, Tupã levou a terra seus dois filhos (Jurupari e Yahu), para que pudessem ajudar a guiar as tribos.

Mesmo com o semblante de liderança, os irmãos eram muito diferentes um do outro, o que fez com que ressentimentos e angústias fossem sendo alimentados ao passar dos anos, até o dia enfático que Yahu se apaixonou e casou com uma mortal, e isso, no pensamento de Jurupari, seria “sujar” a linhagem dos deuses, tornando os irmãos agora rivais.

A história muda de protagonista assim que o filho de Yawira (a mortal) e Yahi nasce, o chamado Anhangá. Diferente de todos da aldeia, Anhangá nasceu com a pele tão branca que beirava ao azulado, e todos assumiram que a criança tinha nascido amaldiçoada, então o menino nasceu sofrendo represálias e sem amigos.

Anhangá acaba sendo expulso da tribo e se torna um grande guerreiro, além de ter um vasto conhecimento sobre os segredos e mistérios da floresta e seus animais. Porém, algo maligno se aproxima quando os espíritos do mal, buscando por vingança, aparecem na Terra. Será que Anhangá defenderá aqueles que o maltrataram? Será que o preconceito pelo diferente prevalecerá? Isso você descobrirá lendo a obra.

A equipe criativa conta com roteiro de Ademar Vieira/Yonami, ilustração do Thiago Vale, cores do Marcos Martins e Fábio Bandres, arte final do Emanuel Braga e letras de Yonami. O excelente trabalho do grupo torna a experiência bem imersiva. A riqueza de detalhes tanto nas cores, quanto no enredo do folclore amazônico deixam o gostinho de quero mais pairando sob o leitor.

Amazônida é uma boa pedida para amantes de quadrinhos e deuses mitológicos. A riqueza da mitologia indígena e a excelente condução da história fazem com que esta HQ seja indispensável na lista de leitura. Quadrinhos como este abrem um leque de representatividade para enredos que o próprio povo brasileiro já possui, tornando histórias corriqueiras de quadrinhos americanos um mais do mesmo.

Para conferir mais obras da editora é só clicar aqui que será encaminhado para o instagram oficial.

Continue Reading

HQs

Batman: Reis do Medo está disponível pela Panini

Editora Panini lança Batman: Reis do Medo no Brasil.

Avatar

Published

on

A Editora Panini lança a obra Batman: Reis do Medo. A publicação dá continuidade à saga do herói contra um dos grandes vilões de Gotham City, o Espantalho.

A equipe criativa é composta pelo roteirista Scott Peterson (Batman) e desenhista Kelley Jones (Batman, Monstro do Pântano). A estrutura do quadrinho será de mais de 150 páginas com papel LWC e capa cartão, pelo valor de R$ 59,90.

Confira a capa abaixo:

Sinopse

Após o Cavaleiro das Trevas vencer, mais uma vez, o Coringa e levá-lo preso, ele se depara com uma rebelião no Asilo Arkham, durante a qual o Espantalho consegue fugir e leva consigo um funcionário como refém. Diante disso, o Homem-Morcego necessita encontrar o melhor plano para resgatar a vítima que está em poder do vilão.

Mas nem tudo sai como o planejado e Batman inala o gás do medo que o faz relembrar diversas situações perigosas que outros grandes vilões já causaram em Gotham City e, pior, o faz sentir-se culpado por cada uma delas. Como se já não bastasse a confusão mental do herói, o Espantalho também faz com que o Batman consiga ver um pouco mais sobre os criminosos cotra os quais já lutou e ter uma visão de como poderia ser a vida de cada um deles, se não existisse o Cavaleiro das Trevas.

Batman: Reis do Medo já está disponível na loja oficial da Panini e nas bancas. Para obter a sua edição é só clicar aqui.

Continue Reading

Parceiros Editorias