Connect with us

HQs

X-Men: Powers of X indica quanto tempo os mutantes estão na ativa

Nova saga pode introduzir o tempo real de existência dos heróis nas HQs.

Daiane de Mário

Published

on

A reinvenção de Jonathan Hickman da franquia X-Men continua com o lançamento de Powers of X #01, e se você esperava que a companheira de House of X #01 fosse um pouco mais leve que sua antecessora, você estava completamente errado. A edição (literalmente) aumenta o escopo da história de Hickman em graus exponenciais e, ao fazê-lo, confirma uma parte crucial da matemática em relação a quanto tempo a saga dos X-Men está sendo executada.

Esteja avisado: SPOILERS sobre Powers of X #01 a seguir!

O primeiro capítulo da saga estabelece quatro períodos de tempo separados que a história aparentemente cobrirá. A primeira é a época da juventude de Charles Xavier, quando ele tem a ideia de criar os X-Men. De lá, a trama salta por expoentes de dez anos, criando as três outras épocas que serão abordadas na HQ: os X-Men da atualidade; uma nova visão do futuro distópico visto em “Dias do Futuro Esquecido“; e uma nova era em um futuro ainda mais distante, onde um ser misterioso, denominado The Librarian, está tentando restaurar a população mutante dizimada por meio de uma consciência coletiva de mutantes criada por Nimrod.

Embora certamente haja muito a ser descompactado em cada um desses quatro períodos introduzidos, o destaque imediato é sem dúvida a chamada era , que é descrita como o ‘Ano 10’ dos X-Men.

Isso mostra que, na versão de Hickman da linha do tempo da equipe, todas as sagas dos mutantes até hoje contadas nos quadrinhos – que se estende de 1963 a 2019 – apenas equivale a dez anos de tempo que passaram no Universo Marvel.

Isso é tudo para dizer: ‘Ano 10’ pode não ser de fato o período de tempo em que os X-Men estão ativos, mas sim por quanto tempo os clones mutantes de Sinistro foram colocados no mundo. Mas até que essa reviravolta seja revelada em edições posteriores, precisamos considerar a matemática de Hickman como real.

Powers of X ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

professora de História, mãe em tempo integral e amante de tudo que envolve super heróis, desde chaveiros até filosofia! Fã incondicional da Mulher Maravilha e Sandman, mesmo sendo DcNauta criou um filho Marvete.

Advertisement
Comments

HQs

Tom King sugere que colaboradores ganhem título de criadores

Avatar

Published

on

Tom King, famoso escritor do Batman, publicou em seu Twitter dizendo acreditar que o título de criador deveria ir além de Bob Kane e Bill Finger e incluir os artistas que ajudaram a definir o personagem.

Nesta Bat-Semana, A TNT estava incentivando opinião controversas que o público tem sobre o Batman. Nesse meio tempo, o escritor nomeou Denny O’Neil, Neal Adams, Steve Englehart, Marshall Rogers e Frank Miller como os cinco artistas que ele acrescentaria aos criadores do Batman.

O’Neil/Adams, Englehart/Rogers e Frank Miller deveriam ser creditados como criadores do Batman. Neste momento, suas contribuições em quem é o Batman são igual ou até ultrapassam Kane/Finger.

No início dos anos 70, Denny O’Neil e Neal Adams trabalharam juntos em várias histórias do Batman. Foi durante esse período, que foi tomada a decisão de trazer uma abordagem mais sombria; o que estava faltando no personagem desde a série de TV Batman dos anos 1960.

A versão de Adams do traje, com a capa longa e as barbatanas em suas luvas, tornou-se o design definitivo de Batman pelas próximas décadas.

A participação de Steve Englehart e Marshall Rogers foi -até então- breve, mas o que era o adeus de Englehart aos quadrinhos, se tornou uma história que influenciou o filme do Batman de 1989 .

O Cavaleiro das Trevas Ressurge de Frank Miller foi um enorme sucesso em 1986 e se tornou uma influência sobre todas as histórias posteriores do Batman, incluindo na trilogia de Nolan.

Imagem relacionada

O Batman Ano Um , do Miller e do artista David Mazzuchelli, reiniciou o personagem pós-crise em Terras Infinitas.

Continue Reading

HQs

Prévia de Doomsday Clock #12 é revelada

Avatar

Published

on

DC Comics publicou tweets mostrando a prévia da última edição de Doomsday Clock, com arte de Gary Frank e Brad Anderson.

No primeiro tweet vemos a volta do Rorschach – presumivelmente Reggie Long, o segundo Rorschach – que foi visto na última edição escapando do Arkham Asylum.

No segundo mostra o Batman descendo dos céus com, parece ser, o Batplane.

E o terceiro tweet já temos o Superman e o Doutor Manhattan se encontrando.

Esperado confronto entre Superman e Dr. Manhattan
Capa da última edição

Doomsday Clock #12 estará à venda em 18 de dezembro nas lojas nos Estados Unidos. Até o momento desta matéria, não há datas para publicação no Brasil.


Continue Reading

HQs

JOKER: KILLER SMILE #2 de Jeff Lemire chega em dezembro

Pedro Augusto

Published

on

killing smile

O sorriso cheio de dentes do Coringa ganha o nome desta série neste primeiro olhar de Joker: Killer Smile # 2 de 18 de dezembro – junto com um olhar bônus na nova capa de Killer Smile # 3.

killing smile
killing smile
killing smile
killing smile
killing smile

.

JOKER: SORRISO DO ASSASSINO # 2
escrito por JEFF LEMIRE
arte e capa por ANDREA SORRENTINO
capa variante por JEFF LEMIRE
Ben Arnell prometeu uma coisa à esposa e ao filho: mesmo que ele gaste seus dias tentando chegar ao fundo da loucura do Coringa, ele nunca traria essa loucura para casa. Não importa a escuridão do trabalho, ele nunca permitiria que a loucura do Coringa destruísse sua família.
E nisso, ele falhou

A equipe criativa de Gideon Falls, vencedora de Eisner, lança em alta velocidade sua crônica crítica da influência destrutiva do Coringa, com uma questão que transforma toda a história em sua cabeça, com conseqüências desastrosas para o Dr. Arnell!

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido