Connect with us

séries

Élite, Netflix | Review

Cecilia Mouta

Published

on

Élite é a nova série espanhola da Netflix, que tem no elenco várias rosto conhecidos do sucesso mundial La Casa de Papel. Nessa produção, a história se passa no colégio Élite, um colégio de pessoas muito ricas. Por causa de um acidente numa escola pública, três alunos ganharam bolsa para estudar no Élite e os conflitos já começam assim que eles chegam na escola.

Quem assistiu Gossip Girl já sabe, alguns ricos não gostam de “se misturar” com os pobres, alguns ricos se tornam amigos desses pobres e alguns pobres querem ser como os ricos. Porém, logo nos primeiros minutos do primeiro episódio, descobrimos que houve um assassinato na escola, apesar de não sabermos ainda quem morreu e a revelação de quem é o assassino só acontece no último episódio.

A estrutura dos episódios é entre passado e presente. Presente são os personagens na sala de depoimento da delegacia, meio Big Little Lies, explicando-se sobre algum ocorrido. O passado, a maior parte da trama, se passa no dia-a-dia do colégio e das vidas particulares dos alunos.

As apresentações dos personagens é bem delineada, ficando a cargo do primeiro episódio inteiro. Isso me desagradou um pouco, pois acaba que o primeiro episódio ficou sem muito conflito. E já no final deste descobrimos, pelo menos, quem é a vítima. No segundo episódio os conflitos entre os personagens começam a aparecer: as afinidades e as rivalidades, as paixões proibidas.

Ao longo de oito episódios, os conflitos vão se intensificando de forma harmoniosa até que culmina no assassinato. E aqui a série pecou um pouco, pra mim. Não achei legal a pessoa que escolherem para ser o (a) assassino (a). Não achei que essa pessoa tinha motivações o suficiente, não achei que aquele ato fazia parte da personalidade do (a) personagem. Pra mim, forçou um pouco a barra, porém, os ganchos deixados para a segunda temporada foram, sim, muito bons.

Eu estava com muita expectativa para a estreia e, no geral, eu gostei da série, mas esperava mais. Eu adorei a atuação da atriz Maria Pedraza na série La Casa de Papel, mas até mais ou menos o terceiro episódio eu achei ela completamente deslocada no papel. Porém, à medida que as tramas iam se intensificando, a atuação dela foi melhorando e, no final, achei uma boa interpretação. Eu tive muitas surpresas com a parte nova do elenco, Miguel Bernardeau (Guzmán) e Ester Expósito (Carla) me surpreenderam demais, fizeram atuações incríveis. Pra mim, as melhores atuações da série. Jaime Lorente (Nano), já conhecido por seu papel de Denver em La Casa de Papel, também mandou bem na atuação e eu fiquei um pouco decepcionada com Miguel Herrán (Christian), o Rio de La Casa de Papel, sua atuação não me convenceu.

Outra coisa que me incomodou muito na série, principalmente no primeiro episódio, onde aconteceu mais vezes, foi uma transição de “fade to black”. O “fade to black” é quando a tela vai ficando preta. A transição usada foi super lenta, eu achei que não tinha nada a ver com o ritmo da história, nem com o estilo. Completamente deslocado e me irritou bastante toda vez que acontecia. Outra coisa que me incomodou foi que muitas coisas aconteceram de forma muito conveniente na trama. Eram algumas festas, umas seguidas das outras, porque cada festa serviria para algum conflito. Sendo que tudo surgia do nada. Achei, em alguns momentos, o roteiro amador por isso. Mas esse tipo de coisa também só fez parte da primeira metade da série. Da segunda metade em diante, tudo ficou melhor e mais estruturado.

Élite é uma série super inclusiva, falando sobre pessoas soropositivas, homossexualidade, preconceito religioso, xenofobia e a diferença de classes. Apesar de esperar um ritmo mais alucinante nos episódio, Élite não deixa de nos entreter e de nos fisgar com suas tramas, personagens e suspense. Vale a pena assistir.

0.00
8.4

Roteiro

7.0/10

Fotografia

9.0/10

Direção

9.0/10

Atuação

8.5/10

Pros

  • Boas atuações
  • Boa trilha sonora

Cons

  • Roteiro amador em alguns conflitos
  • Efeitos de transição ruins na edição

Escritora (autora de dois livros: É Inverno e O Colecionador de Borboletas), estudante de cinema e musicista nas horas vagas. Viciada em livros, séries e filmes.

séries

Aquaman ganha série animada na HBO Max

Na turnê de imprensa da Television Critics Association de 2020 na quarta-feira, o novo serviço de streaming da WarnerMedia.

Edi

Published

on

By

Chegou a hora de voltar ao mundo do Aquaman .

Na turnê de imprensa da Television Critics Association de 2020 na quarta-feira, o novo serviço de streaming da WarnerMedia, HBO Max, anunciou que exibiu uma série animada intitulada Aquaman: King of Atlantis.

A minissérie de três partes será produzida por James Wan , o homem por trás do sucesso de 2018, através de sua empresa de produção Atomic Monster, e baseado no clássico personagem da DC Comics criado por Mort Weisinger e Paul Norris.

Cada um dos episódios independentes terá seu próprio enredo após as aventuras de Aquaman como protetor das profundezas. 

Começando com o primeiro dia de Aquaman no cargo de rei da Atlântida, “ele tem muito o que fazer. Felizmente, ele tem seus dois conselheiros reais para apoiá-lo – Vulko, o estudioso, e Mera, a princesa guerreira que controla a água. Entre lidar com moradores inescrupulosos da superfície, males mais antigos além do tempo e seu próprio meio-irmão que quer derrubá-lo, Aquaman terá que enfrentar o desafio e provar a seus súditos e a si mesmo que ele é o homem certo para o tridente!

Ainda não há informações sobre quem dublará o super-herói aquático titular interpretado por Jason Momoa no universo cinematográfico.

0.00
8.4

Roteiro

7.0/10

Fotografia

9.0/10

Direção

9.0/10

Atuação

8.5/10

Pros

  • Boas atuações
  • Boa trilha sonora

Cons

  • Roteiro amador em alguns conflitos
  • Efeitos de transição ruins na edição
Continue Reading

séries

Game of Thrones | Spinoff ‘House of the Dragon’ deve estrear em 2022

O aguardado spin-off de “Game of Thrones”, a série, “House of the Dragon” deve estrear em 2022, disse o chefe de programação da HBO.

Edi

Published

on

By

O aguardado spin-off de “Game of Thrones”, a série, “House of the Dragon” deve estrear em 2022, disse o chefe de programação da HBO Casey Bloys à Variety na Television Critics Assn.

Ele não foi capaz de restringir uma data de estreia mais precisa neste estágio de desenvolvimento. Nenhuma data de produção foi determinada ainda.

“Eles estão na sala, descobrindo a história agora”, disse Bloys. “Meu palpite é que vamos vê-lo no ar em 22”.

Quanto ao piloto sem título de ” Game of Thrones “, estrelado por Naomi Watts, que a HBO cancelou, a causa da morte foi caracterizada como nada singular.

“Pilotos – às vezes eles se reúnem, às vezes não”, disse Bloys. “E eu diria que esse foi o caso aqui. Não há nada que eu aponte e diga ‘Oh, esse foi o problema’. ”

Ele acrescentou que Jane Goldman, que co-criou o projeto com George RR Martin, assumiu o desafio de construir o mundo “lindamente”.

0.00
8.4

Roteiro

7.0/10

Fotografia

9.0/10

Direção

9.0/10

Atuação

8.5/10

Pros

  • Boas atuações
  • Boa trilha sonora

Cons

  • Roteiro amador em alguns conflitos
  • Efeitos de transição ruins na edição
Continue Reading

cinema

Monstro do Pântano e Shazam estreiam na HBO e HBO GO

Com estreia nos dias 17 e 18 de janeiro, respectivamente, títulos ampliam o catálogo do canal e oferecem o melhor do conteúdo DC para os assinantes

Edi

Published

on

By

A partir desta semana, o catálogo da HBO passa a contar com novos conteúdos exclusivos do universo DC. Estreia na sexta-feira, 17 de janeiro, às 22h a minissérie MONSTRO DO PÂNTANO e no sábado, 18 de janeiro, às 22h o sucesso dos cinemas SHAZAM! na HBO e na HBO GO. Completando a programação, os assinantes do canal também vão poder conferir uma maratona da série WATCHMEN na HBO SIGNATURE a partir das 11h30 de domingo (19). 

Baseada no personagem da DC criado por Len Wein, a minissérie MONSTRO DO PÂNTANO gira em torno da Dra. Abby Arcane e da sua investigação do que parece ser um vírus mortal encubado no pântano de um pequeno povoado da Louisiana. Mas logo fica claro que esse lugar guarda segredos ainda mais apavorantes. Quando uma criatura misteriosa – um monstro com força superior, capaz de controlar as plantas – emerge do pântano turvo, a Dra. Arcane fica diante dos pesadelos de um mundo em que todos correm perigo. 

Remetendo-se aos quadrinhos sem deixar de lado a essência que caracteriza o icônico e sombrio personagem, James Wan (‘Jogos Mortais’, ‘Invocação do Mal’ e ‘Aquaman’) foi o escolhido para adaptar MONSTRO DO PÂNTANO em uma história cheia de guinadas inesperadas, levada a um novo formato e narrada na atualidade. 

Protagonizada por Crystal Reed (‘Gotham’, ‘Teen Wolf’) como a Dra. Abby Arcane, o elenco de MONSTRO DO PÂNTANO ainda conta com Virginia Madsen, Andy Bean, Henderson Wade, Derek Mears, Maria Sten , JerylPrescott, Jennifer Beals e Will Patton. A minissérie tem também a participação especial de Kevin Durand como o brilhante biogenético Jason Woodrue. 

Com roteiro de Mark Verheiden e Doris Egan e dirigida por Len Wiseman, MONSTRO DO PÂNTANO é produzida pela Atomic Monster em associação com a Warner Bros. Television. Os produtores executivos são James Wan, Mark Verheiden (‘Battlestar Galactica’, ‘Heroes’, ‘Constantine’), Gary Dauberman (‘It’, ‘Annabelle’), Michael Clear (‘A Freira’, ‘Annabelle: A Criação do Mal’) e Len Wiseman (‘Lucifer’, ‘Sleepy Hollow’, ‘Anjos da Noite – Underworld’). 

Não perca também a estreia de SHAZAM! sábado, 18 de janeiro, às 22h, e reviva as emoções da história de Damon Lindelof com a maratona de WATCHMEN no domingo, 19 de janeiro, a partir das 11h30 no canal HBO SIGNATURE

0.00
8.4

Roteiro

7.0/10

Fotografia

9.0/10

Direção

9.0/10

Atuação

8.5/10

Pros

  • Boas atuações
  • Boa trilha sonora

Cons

  • Roteiro amador em alguns conflitos
  • Efeitos de transição ruins na edição
Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido