Connect with us

e-Sports

Liga Escolar de LoL: Confira como foi a Grande Final!

Veja como foi a final entre Sul e Sudeste.

Avatar

Published

on

Neste Domingo (15), ocorreu a Grande Final entre as escolas do Sul (Colégio de Aplicação Univali) e do Sudeste (Colégio Embraer Juarez Wanderley), a Disputa ocorreu na One Academy, espaço de experiências da Team One, que fica localizado no Shopping D na Zona Norte de São Paulo. A premiação para o time Vencedor é de R$ 5.000,00.

A Primeira Partida da MD5 foi uma partida que aparentemente os time se estudavam bem e jogavam de forma um tanto quanto cautelosa. Foi o tipo de jogo que só rolava grandes lutas no momentos importantes mesmo como Dragão e Barão, em todas as Team Fight que rolavam o numero de mortos para ambos os lados era igualado, parecia que ninguém queria fazer uma TF estendida em nenhum momento no game para não dar vantagem nenhuma para o adversário. A primeira Team Fight que rolou o Ace foi apenas aos 42 minutos de jogo para vocês verem como esse jogo foi equilibradíssimo! Mas esse ACE abriu para o 4 dragão para a equipe da EJW o que é uma vantagem bem grande, porém em uma má execução de Baron rendeu a virada para o time da CAU que acabou roubando e ainda conseguindo uma boa luta e dando o GG aos 45 minutos.

Agora fomos para a Segunda Partida dessa série MD5 e esse jogo foi bem parecido com a Primeira Partida já que os time estavam apenas farmando sem muitas tentativas de agressividade para garantir o abate, o First Blood só saiu aos 12 minutos numa luta pelo dragão do Oceano para o time da CAU porém a EJW contestou muito bem esse dragão e garantiu 4 abates em seu favor sendo 3 para o “Lonely Astro” contra apenas 2 do CAU que ficou dividido entre o Jg e o Mid Laner. Enquanto o time da CAU tentava um pick off no “Köshi” a EJW faz o Baron sem o time adversário ter qualquer noção, após o Baron a EJW rushou contra a CAU e fez uma bela Team Fight e foi garantir o GG e empatar a série.

E ai fomos para o Terceiro jogo da série, esse jogo o FB já saiu bem cedo em um Gank aos 4 minutos para o lado do EJW que ficou para o “DjCarlinPortugal”, esse jogo já teve muito mais lutas nas rotas pois aparentemente os times já haviam se estudado bem pelas partidas anteriores. A primeira Team Fight rolou aos 8 minutos de Game que fez a Irelia do “Köshi” garantir um Triple Kill e um ACE para a EJW além de um Arauto também. E a outra grande luta que aconteceu foi aos 12 minutos com outro ACE e garantindo um Dragão do Oceano em favor do time da EJW e ainda levando a primeira torre do Mid, toda a vantagem estava na mão da Irelia do “Köshi” que estava simplesmente gigantesca, logo após fazer o Baron e o Dragão Infernal a equipe da EJW quis forçar as lanes aos poucos porém um Engaje errado por parte da CAU fez com que a EJW desse ACE novamente e assim garantisse o GG deixando 2 a 1 para a equipe do Sudeste. Uma curiosidade que os jogadores me falaram o Pick de Irelia foi aleatório pois na hora do Pick eles estavam olhando o Top Laner inimigo esqueceram de Pickar e o próprio sistema do lol escolheu ALEATÓRIAMENTE O PICK poderia ter sido qualquer campeão dos mais de 140 que temos no League, diria que foi uma sorte? Já que foi quem definiu o rumo da partida?

E então fomos para o Quarto e talvez decisivo jogo da Série! Esse jogo foi extremamente acelerado pois ao mesmo tempo que ocorreu o FB no Top para o “Köshi” que foi eliminado em seguida pelo JG “Undebalundebalun” , rolava uma luta 1v1 no mid que o “Certamente hue3” garantiu o abate e na Bot Lane também acontecia uma luta mas sem abate. A primeira Team Fight aconteceu na hora do Dragão do Oceano, que foi quase um ACE em favor do time da EJW e garantindo o Dragão, a equipe do Sudeste ainda garantiu um pouco mais tarde o Arauto e usando em seguida no Mid abrindo já a primeira torre do game aos 10 minutos, e aos 14 minutos rolou outra luta para forçar a torre do Bot por parte do time da EJW que garantiu mais abates, mas a CAU conseguiu ainda segurar essa torre. A outra luta ocorreu logo em seguida aos 17 minutos pelo 2º Arauto, tudo isso aconteceu em menos de 20 minutos para vcs verem como o jogo foi acelerado demais comparado com os anteriores. E aos 27 minutos a EJW fez o Baron sem nenhuma tentativa de contestação por parte da CAU e assim a equipe do Sudeste veio para forçar o GG e assim finalizar o jogo e se concretizar a equipe Campeã do Liga Escolar!

Henrique “Certamente Hue3” Alan / Carlos “DJ CarlinPortugal” Brendon / Guilheme “Lonely Astro” Batista / Renan Fonseca / Caio “Insupportavel XD” Gabriel / Christopher “Köshi” Frige
Da Esquerda Para a Direita na Foto
Imagem: Divulgação

E logo após o jogo tivemos uma entrevista e fiz algumas perguntas a eles.

Cabana do Leitor: “É a primeira vez de vocês em um campeonato?”
Christopher “Köshi” Frige: “Foi a primeira experiência em um campeonato e como um time para todos, a gente viu que estava rolando o Campeonato e decidimos tentar, a gente se encontrou bem durante as partidas e fomos melhorando, sempre chegavamos em casa e estudavamos o adversário e acho que isso é fundamental não só chegar e jogar.”

Cabana do Leitor: “Se vocês pudessem escolher apenas 1 palavra para essa experiência qual seria?”
Christopher “Köshi” Frige: “Supreendente”
Carlos “DJ CarlinPortugal” Brendon:
“Amizade”
Henrique “Certamente Hue3” Alan:
“Diversão”
Guilheme “Lonely Astro” Batista:
“Estudo”
Caio “Insupportavel XD” Gabriel:
“Dedicação”

Esperamos ano que vem ver novamente times fortes, jogando tão bem quanto os desse campeonato de 2019, no próximo ano do Liga Escolar.

Estudante de Design e de Game Design, adoro LoL desde 2013 e amante de RPGs no Geral. Mono Katarina mais Ousado do Servidor

Advertisement
Comments

e-Sports

Times brasileiros disputam as finais do Metal League 7 de Heavy Metal Machines

Avatar

Published

on

By

Os fãs de Heavy Metal Machines (HMM), MOBA brasileiro de batalha de carros free-to-play da Hoplon, já estão na contagem regressiva para um final de semana eletrizante. Neste sábado, 15, serão conhecidos os campeões das duas divisões do Metal League 7, torneio online de HMM que acontece a cada temporada do Metal Pass, sistema de progressão do jogo. Realizado em parceria com a ESL Play, organizadora de torneios de eSports mundialmente conhecida, o Metal League 7 está sendo disputado em servidor brasileiro e tem premiação total de R$15 mil. As finais serão transmitidas ao vivo no FacebookYouTube e Twitch de HMM a partir das 14h e disputadas por quatro times brasileiros: Roadkill x Rumerus Bala na Gold League e BlackBull x RtR Gaming na Silver League.

O Metal League 7, que começou em 11 de janeiro e teve a participação de 35 times de três continentes diferentes (América do Sul, América do Norte e Europa), estreou um novo formato, com os 16 melhores times da primeira fase avançando para os playoffs e divididos em duas divisões: Gold League e Silver League. Durante as etapas classificatórias o Metal League 7 contou com confrontos semanais, sempre aos sábados, e, graças a um sistema de pontuação inteligente,novos times puderam entrar a qualquer momento com chances reais de classificação. No último sábado, 8.2, os oito primeiros colocados disputaram a Gold League e os times que terminaram do nono ao 16º lugar competiram na Silver League, com partidas de melhor de três e melhor de um, respectivamente. Os dois melhores times de cada divisão disputarão as finais neste sábado, 15, em partidas melhor de três.

“O Metal League 7 ainda não terminou, mas já podemos dizer que é a edição mais especial até agora para nós, pois, além de estrear o novo formato com duas divisões e ser a primeira vez em que todos os classificados para os playoffs são premiados, os quatro finalistas são brasileiros”, diz Leonardo Lorenzoni, supervisor de comunidade e eSports da Hoplon, lembrando que a final da Gold League será disputada por dois dos melhores times do cenário competitivo de HMM. “Essa final tem tudo para ser inesquecível, pois de um lado temos um time que já foi campeão do Metal League, o Roadkill, e outro que já foi vice, o Rumerus Bala.”

Confira a premiação do Metal League 7:

Gold League

  • 1º colocado = R$ 6 mil + totem do time na arena + spray exclusivo
  • 2º colocado = R$ 3 mil + spray exclusivo
  • 3º colocado = R$ 1,5 mil
  • 4º colocado = R$ 1 mil
  • 5º colocado = R$ 900
  • 6º colocado = R$ 800
  • 7º colocado = R$ 700
  • 8º colocado = R$ 600

Silver League

  • 1º colocado = R$ 500
  • 2º colocado = Metal Pass Premium
  • 3º colocado = Modelo Heavy Metal
  • 4º colocado = Modelo Metal Legend
  • 5º colocado = Kit com todos os pilotos
  • 6º colocado = 20.000 em fama
  • 7º colocado = 10.000 em fama
  • 8º colocado = 5.000 em fama

Jogadores de Heavy Metal Machines que ainda não fazem parte de nenhum time podem entrar no canal oficial de HMM no Discord para encontrar uma equipe: http://bit.ly/2Q067ai.

Heavy Metal Machines pode ser baixado de graça em https://goo.gl/1cHS5N. Para acompanhar as novidades da Hoplon, acesse http://www.hoplon.com ou siga o estúdio nas redes sociais.

Continue Reading

e-Sports

CBLOL 20 | Terceira semana tem Flamengo líder e grande jogo da PaiN

Eduardo Seroa

Published

on

Na 6 rodada do Campeonato Brasileiro de League of Legends, Flamengo e Kabum abrem os confrontos do dia com Ranger, atual caçador do Flamengo, enfrentando seu antigo time Kabum, que perdeu seus principais jogadores no final do ano passado.

A Kabum demonstrou uma péssima atuação nas duas primeiras semanas no palco do CBLoL, porém teve uma nítida evolução e na quinta rodada teve a sua primeira vitória. Os ninjas conseguiram lutar de igual para igual com a equipe do Flamengo, uma das atuais favoritas para o campeonato. Após uma luta favorável para o Flamengo onde o topo da equipe, Woofe, teve uma participação essencial, o Flamengo consegue puxar até o nexus da equipe da Kabum e garante a vitória.

O segundo jogo do dia, INTZ contra Furia, a INTZ continua com sérios problemas enquanto a Furia, que não tinha nada a ver com os problemas da INTZ, fez o seu jogo e conseguiu a vitória. A INTZ montou uma composição que tinha bastante vantagem em cima da composição da Furia, mas dentro de jogo pareceu bastante abalada. A INTZ até teve algumas lutas vantajosas, mas não conseguiu converter isso em objetivo no mapa ou em vantagem significativa pra causar um snowball. Os intrépidos parecem ter esquecido como se joga League of Legends, e são considerados o pior time do campeonato.

No terceiro jogo do dia, estreando a fragilizada paiN contra uma das favoritas, a PRG, o jogo já começou agitado com ambos os times fazendo jogadas para tentar ganhar vantagem na rota inferior. Após os primeiros minutos, ambos os times diminuíram o ritmo da partida, o que deu tempo para o ezreal do brTT fechar seus itens e ser diferencial no jogo. A Pain consegue, aparentemente, resolver o problema que tinha nas outas semanas e consegue encaixar seu jogo para cima da PRG, desbancando-a da primeira posição e mostrando aos fãs da Pain o potencial do Dream Team da melhor torcida do mundo.

O jogo que fecha a semana do CBLoL é RDP contra KeyD. A KeyD vem em um bom momento do campeonato após perder as duas partidas na primeira semana, aparentemente estar com um bom entendimento do jogo e do meta. Já a RDP parece seguir o caminha contrário, pois tiveram uma primeira semana muito boa, mas não estão conseguindo repetir tais atuações já que mostram um jogo confuso nessa semana. O confronto foi um jogo controlado por parte da keyD, que manteve a pressão em todos os momentos do jogo, conseguiram pegar todos os objetivos (incluindo os 4 dragões elementais, 2 barões e 1 ancião) e finalizaram o jogo sem maiores problemas.

A terceira semana de CBLoL se encerra com o FLA ainda na liderança com o placar de 5-1, agora única líder do campeonato após a derrota da PRG. PRG, com a derrota do dia de hoje, empara com keyD e Furia ficando 4-2. Na parte debaixo da tabela se encontra paiN gaming na quinta posição, ficando 3-3 no campeonato. Logo abaixo vem Redemption, com quatro derrotas seguidas agora, fechando a semana 2-4 e, empatados em último lugar, temos a INTZ e a Kabum com somente uma vitória, finalizando a semana 1-5.

Continue Reading

e-Sports

CBLOL 20 | Maestro comenta sobre escalação e primeiras semanas

Eduardo Seroa

Published

on

João Vitor “Zuao” Morais, ex-caçador da equipe da Redemption, teve a sua estreia no CBLoL pela INTZ Esports no primeiro dia da terceira semana do campeonato. A INTZ teve um mal começo de campeonato, ficando 1-4 e empatando em último lugar com a Kabum após a derrota de hoje (08/02). O jogador conta sobre como foi o sentimento de ser escalado para a partida:
“Em que momento você recebeu a notícia de que você ia jogar e qual foi o sentimento de ter conquistado a vaga de titular essa semana”

Zuao – “Eu recebi a notícia na quinta feira e eu fiquei muito feliz e muito empolgado, porque é para isso que a gente trabalha, para isso que a gente treina. Mas eu tento enxergar isso como só mais um dia, e nada de anormal eu estar jogando ou não.”

Maestro também comentou sobre a escalação do Zuao, confira:

“Seguindo a mesma filosofia desde o ano passado, a gente escala quem está no melhor momento, e o Shini está em um momento de reformulação, mudança de pensamento no seu estilo de jogo. Além disso o Zuao já vem em uma evolução muito nítida nas últimas semanas e ainda mais essa semana. Então não foi uma escolha tão difícil assim”

A INTZ ficou conhecida como um time “8 ou 80”, pois nas outras temporadas do CBLoL tinha um começo de campeonato ruim e, conforme o campeonato progredia, a equipe demonstrava uma melhora significativa, sempre se classificando para a próxima fase e tendo ótimas atuações nas séries md3 e md5. Porém nesse split a INTZ parece estar demonstrando uma certa dificuldade de entender o jogo ou saber em que pontos tem que trabalhar para evoluir.

“Desde o ano passado a INTZ tem aquele meme de que começa o campeonato um pouco lento e vai pegando o ritmo, mas esse split em específico parece estar um pouco mais lento do que os outros. Ao que você acha que se deve isso?”

Maestro – “Sendo bem sincero, falta de vergonha na cara… na nossa cara. Então, é isso. A comunidade faz meme, faz brincadeira, mas eu nunca gostei desse meme. Eu trabalho para vencer sempre e não 50% das vezes. Para mim é falta de vergonha na nossa cara e é falta de trabalho da nossa parte também”

Continue Reading

Parceiros Editorias