Connect with us
Alexia Menezes

Published

on

Nesta quinta-feira (10) a Riot Games anunciou mais uma linha de skins e novidades sobre outros campeões que deverão receber alguma skin este ano. Segundo a empresa, 120 novas skins estavam na lista para serem lançadas em 2020, mas eles resolveram aumentar o número para 140. Confira as novidades:

NOVAS SKINS

Lee Sin Dracomante – Lendária

Imagem: Divulgação/Riot Games.

Aurelion Sol Dracomante (Ao Shin)

Imagem: Divulgação/Riot Games

Singed da Resistência

Imagem: Divulgação/Riot Games.

Zac “ZACs” (Zaunitas Amorfos de Combate)

Imagem: Divulgação/Riot Games.

Ornn nova skin anunciada em vídeo, sem confirmações.

Imagem: Reprodução/Surrenderat20.

Skarner nova skin anunciada em vídeo, sem confirmações.

Imagem: Reprodução/Surrenderat20.

Skin LeBlanc Campeonato – Splash Art Revelada

Imagem: Divulgação/Riot Games.
NOVAS SKINS QUE SERÃO ANUNCIADAS AINDA ESTE ANO

“No começo de 2020, prometemos aumentar a quantidade de skins que fazemos por ano. Em 2019, oferecemos pouco menos que 100 skins; para este ano, nossa intenção era lançar cerca de 120. Enfrentamos grandes desafios nos últimos seis meses por conta da COVID-19, e passamos por uma transição em massa, possibilitando o trabalho em casa.” comentou a Riot. “Dito isso, é uma alegria imensa contar a vocês que seguimos firmes rumo às 120 skins. Na verdade, parece até que vamos conseguir superar a meta e chegar a quase 140 skins até o final de 2020! completou.

Vale lembrar que o Nautilus já recebeu skin este ano, a Conquistadora, mas como a Riot não riscou ele da lista, ainda pode receber outra skin em 2020. Além disso, outras skins entrarão na lista, com as novas skins do Aurelion, Singed e Zac já anunciadas.

NOVAS TEMÁTICAS E EVENTOS

A empresa ressaltou que além das skins, novas temáticas serão anunciadas ao longo do tempo e uma está preparada para 2020, além de uma nova skin Ultimate, com tecnologias melhoradas.

“Nossa equipe está trabalhando com toda a dedicação em várias temáticas novas para 2021 e em abordagens novas e interessantes para algumas antigas. E há mais uma temática que estamos ansiosos para lançar este ano.”

Imagem: Divulgação/Riot Games.
NOVOS ÍCONES E ESPÓLIOS

Os novos ícones de invocador do Worlds 2020 já estão disponíveis no PBE.

Imagem: Reprodução/Surrenderat20.
Imagem: Reprodução/Surrenderat20.
Imagem: Reprodução/Surrenderat20.

Nova Cápsula Mastercard.

“GGWP! Você acabou de ganhar uma Cápsula Mastercard contendo uma lendária skin aleatória permanente! Abra esta cápsula e descubra qual é! #MastercardnoCBLOL #Nãotempreço!

Você pode conferir mais novidades e outros detalhes aqui.

Redatora, streamer, arquiteta não remunerada, main Xayah e apaixonada por e-sports e League of Legends.

Advertisement
Comments

e-Sports

Worlds 2020 | Em série sonolenta, Suning surpreende e vence Top Esports

Em partidas de qualidade duvidosa, Suning despacha a favorita TES e se classifica para final.

Avatar

Published

on

Ontem tivemos a primeira série das Semi Finais do Worlds 2020, onde a DAMWON Gaming despachou com certa tranquilidade a equipe da G2, se classificando para a grande final. Dessa forma, a segunda série e penúltima partida do Worlds ficou para ser decidida entre Suning e Top Esports, as duas representantes chinesas restantes na competição.

A Top Esports sem dúvida era a favorita absoluta para o confronto, tendo sido campeã da LPL e vencido os confrontos diretos que teve contra a Suning ao longo do split. Ainda assim, a Suning fez um mundial bastante sólido, e teve mais facilidade que a sua rival para se classificar para as semi finais.

Dentro de jogo, parecia que na China também era 7 horas da manhã, então tivemos 2 primeiras partidas bastante lentas e sem graça, a terceira partida mediana, e um último jogo mais interessante. Surpreendendo a todos, a Suning se mostrou superior a Top Esports, que contou com atuações abaixo da média por parte de Knight e JackeyLove, pela primeira vez no ano e emplacando um 3×1 com tranquilidade.

Confia abaixo como foram as partidas:

Jogo 1: Vitória da Suning
SN: Rakan – Ezreral – Azir – Lee Sin – Wukong
TES: Pantheon – Jhin – Orianna – Sett – Jayce
MVP da partida: Bin – Wukong (5/1/4)

O Jogo começou bastante lento, e o primeiro abate só foi acontecer aos 8 minutos de jogo com Sofm gankando a top lane e dando uma kill para Bin. A equipe da TES respondeu com Karsa devolvendo o gank e a kill para seu top laner. Ao mesmo tempo, no bot, a equipe da Suning tentava um dive e via um desastre acontecer dando duas kills para Jackeylove.
A equipe da TES viu a bot lane como uma condição de vitória e deu mais recursos para seu adc, usando o arauto e dando uma torre inteira de barricadas para ele, abrindo espaço também para a equipe conseguir seu segundo dragão na partida.
Se a TES jogava pelo bot, a Suning jogava pelo top, buscando dar kills e abrir espaço para Bin conseguir uma torre também.
A Top Esports aproveitava a necessidade de crescimento dos carregadores da Suning para controlar o mapa e garantir objetivos neutros.
Com o quarto dragão da alma, a equipe da Suning se viu obrigada a lutar e buscou dominar pit. A movimentação da equipe deu certo, e, melhor posicionada para o objetivo, conseguiram impedir a alma adversária, coletar dois abates e partir para o Barão, mudando a cara da partida.
Com o bônus, a Suning conseguiu desafogar um pouco o mapa, mas a equipe da Top Esports se defendeu com muita qualidade e não deixou os adversários levarem nem uma t2.
Com o dragão renascendo, a Suning buscou repetir o feito anterior, e mais uma vez garantiu o objetivo, mas além disso, dessa vez a equipe usou a força do seus picks para conseguir buscar e derrubar os jogadores adversários, garantir o Ace e marchar para a base adversária, ganhando a primeira partida da série.

Jogo 2: Vitória da Top Esports
SN: Bardo – Jhin – Zoe – Kindred – Ornn
TES: Leona – Ezreal – Orianna – Lee Sin – Gangplank
MVP da partida: 369 – Gangplank (5/1/4)

A segunda partida começou com bastante ação na bot lane e nenhum abate.
Porém o que se seguiu foi um jogo morno com cara de primeira partida até mais que jogo 1, no qual os times não se arriscavam muito em criar jogadas de abate e trocavam objetivos neutros.
O primeiro abate só saiu aos 13 minutos, quando Karsa tentou iniciar com tudo chutando SofM para o meio de seu time. O caçador da Suning conseguiu usar o refúgio da ovelha para se salvar e, na devolução, Angel usou a estrela desviada para explodir Karsa. Com o abate, a equipe da SN viu espaço para garantir seu segundo dragão na partida.
A primeira grande luta explodiu logo depois a Suning garantir seu terceiro dragão na partida, ficando 2 abates para cada lado.
Novamente, algo só foi acontecer no Rift quando o quarto dragão nasceu. Dessa vez,, precisando impedir a alma adversária, a TES se organizou melhor no em volta do rift e garantiu o objetivo, e com emocionada de JackeyLove, tivemos mais um abate para cada lado.
Pouco tempo depois, a TES conseguiu um pick off em cima de Angel enquanto se organizava em volta do pit do barão, e já emendou o bônus na seguida, ficando com muita vantagem.
A partida era muito técnica, tão técnica que ficava até chato de assistir.
Com um pick off em cima de SoftM, a Top conseguiu garantir mais abates, avançar pelo mid e empatar a série.

Jogo 3: Vitória da Suning
SN: Leona – Ezreal – Orianna – Shen – Jax
TES: Lux – Caitlyn – Ekko – Lee Sin – Renekton
MVP da partida: Bin – Jax (3/0/7)

Em um jogo com o início mais animado que as duas partidas anteriores, o first blood saiu no 2v2 da bot lane, com Huanfeng abatendo JackeyLove e sendo abatido na sequência pelo Yuyanjia.
Em seguida, tivemos no topo um 2v2 com dive da Suning, que o executando muito bem garantiu mais 2 abates.
A Suning ia jogando melhor e conseguindo abates em diversos locais no mapa, enquanto a TES garantia o primeiro dragão.
A primeira luta ocorreu em disputa pelo arauto. A Suning garantiu o objetivo e eliminou 2 adversários enquanto perdeu apenas um membro.
A Top Esports só conseguiu achar algo no mapa quando o segunda dragão nascia. Mandando os 5 jogadores para a bot lane, a equipe conseguiu dois abates num 5×3 e garantiu o bônus. Com pick offs, a TES ia se recuperando na partida e diminuindo a diferença de ouro.
As equipes iam crescendo, e a monotonia voltava a aparecer na série sem nenhum time puxar demais o gatilho, sabendo que um passo em falso poderia dar o jogo para o adversário.
E quando a TES tentou puxar o gatilho, o que vimos foi justamente uma perseguição longa demais atrás de Bin para a equipe tentar conseguir o dragão, mas Karsa foi muito mal e acabou abatido. Na sequência A Suning pegou mais abates, a alma do oceano e o barão.
Com o bônus, a equipe invadiu a base adversária e garantiu o 2×1.

Jogo 4: Vitória da Suning
SN: Leona – Ezreal – Akali – Jarvan IV – Jax
TES: Tahn Kench – Ashe – Orianna – Graves – Ornn
MVP da partida: Angel – Akali (8/1/8)

Com 3 minutos de partida já tivemos confusão na bot lane, com gank, resposta, teleportes, e 3 abates para Suning e apenas 1 para a TES.
Apesar disso, a prioridade do bot era da Top Esports, dando o espaço que Karsa precisava para fazer tanto o primeiro dragão, como posteriormente o segundo.
As equipes criavam boas jogadas pelo mapa, conseguindo alguns abates, assim como se defendiam bem evitando outros.
As primeiras torres do jogo ficaram com a equipe da Suning, que derrubou tanto a T1 do mid quanto do bot quase que simultaneamente.
Enquanto a TES dominava os dragões, a SN ficava com as torres. E dessa forma, o dragão da alma nasceu com a equipe da TES tendo poucas torres para lhe dar cover perto do covil do dragão.
Quando a luta explodiu, de forma completamente bagunçada, Angel e Bin apareceram muito bem, garantindo um Ace e o dragão para a Suning e perdendo apenas dois jogadores.
A equipe da TES não gostou do que viu e decidiu revidar pouco tempo depois conseguindo um pick off em Huanfeng e tentando emendar o barão. Com o sacrifício de Swordart, a Suning conseguiu parar o objetivo e impedir a chance de reação dos adversários.
Com um novo dragão de alma nascendo, as equipes lutaram mais uma vez, e mais uma vez a Suning saiu vencedora da team fight, garantindo seu segundo dragão no jogo. As lutas sempre tinham um roteiro, o Jarvan escolhia um alvo para prender, e a Akali e Jax explodiam o alvo escolhido.
Com a vantagem a Suning partiu para o barão. A equipe da TES tentou descontar e conseguir algo, mas tudo que tiveram foi um abate em cima de SwordArt.
A equipe da TES mandava seus 5 jogadores para tentar conseguir pick offs, e nesse processo deixava sua base livre para o resto do time da SN pegar torres e inibidores.
Com o nascimento do dragão que poderia ser a alma para ambas as equipes, uma nova luta explodiu, e com Knight errando mais uma onda de choque, a Suning garantiu o Ace perdendo apenas um membro, vencendo a série e se classificando pra final.

O Worlds volta agora no dia 31 de Outubro às 7h00 para a grande final entre DAMWON Gaming e Suning.

Continue Reading

Games

Cyberpunk 2077 | Especulação de próximo personagem no jogo

A especulação é de que um famoso Streamer esteja no jogo.

Avatar

Published

on

Em 2019 a CD Project Red impressionou e surpreendeu os fãs e a imprensa ao revelar Keanu Reeves como um personagem em Cyberpunk 2077. Se não bastasse, Alanah Pearce foi posteriormente revelada como outro NPC. A CD project fez inúmeras parcerias para deixar o jogo mais imersivo, como a singularidade dos veículos por exemplo.

Mas quem achou que iria parar por aí se enganou, pois essa semana uma “personalidade” da internet brasileira foi revelada como personagem presente, Ozob.  E agora existem fortes especulações que um Streamer famoso estará no game, DR. Disrespect.

A especulação surgiu através de um Tweet feito pelo próprio Streamer, onde o mesmo retweeta um trailer de Cyberpunk 2077 e comenta “Esperem para ver o que estamos planejando. O próximo nível.” 

Dr. Disrespect ainda não foi confirmado como personagem, é apenas especulação até o momento.

Continue Reading

e-Sports

LoL | Bjergsen anuncia aposentadoria

Bjergsen, após 9 anos de carreira e 7 anos de TSM, se aposenta como jogador e vira técnico da equipe.

Avatar

Published

on

Bjergsen

Bjergsen, um dos principais jogadores do cenários internacional de LoL e da história da Team SoloMid, anuncia neste sábado (24), sua aposentadoria após 9 anos de carreira.

É isso mesmo que você leu. A partir do ano que vem, o “Bjerfeson” não pisará mais competitivamente em summoner ‘s rift. Pelo menos não como jogador profissional. Agora, o ex-jogador assume a função de técnico principal da equipe.

O anúncio foi feito em um vídeo de 4:41 de duração, no qual o jogador conta um pouco sobre sua história no jogo e o que esses anos de carreira significaram para ele.

O jogador comenta sobre ser muito grato a tudo que o League of Legends proporcionou a ele, e que quando começou a jogar era um garoto depressivo, e que o jogo era um escape das coisas difíceis pelas quais estava passando na escola, e que a pessoa que se tornou hoje é graças a esse emprego.

Bjergsen ainda comenta que essa era uma decisão na qual ele já estava pensando há muito tempo, principalmente ao longo desse ano, e que não estava relacionada com o desempenho da equipe no mundial, no qual a TSM se despediu sem conseguir vitórias.

Ao longo do vídeo, ele comenta que sendo um jogador em posição de liderança, ele já fazia o trabalho similar ao de um técnico enquanto jogava, então esse já era um projeto paralelo que ele tinha, e que não é como se ele tivesse se aposentado, e sim mudado de posição dentro da equipe.

Bjergsen começou sua carreira na Europa em 2012 na equipe do Western Wolves, equipe pela qual ficou apenas 1 mês e 18 dias antes de ir para a Team-LDLC, time que ficou por tempo similar. Após isso, o jogador foi para a Copenhagen Wolves, ficando por cerca de 6 meses e 13 dias. Por fim, antes de encerrar sua passagem na Europa, o jogador foi para a Ninja in Pyjamas, time pelo qual ficou por mais 5 meses e 11 dias.

O jogador então foi para o NA disputar a LCS e jogar pela Team SoloMid, passando a ser jogador da equipe em Novembro de 2013, se tornando então O Bjergsen da TSM, conquistando 6 títulos da LCS, participando 5 vezes do Worlds e 2 vezes do Mid Season Invitational.

Bjergsen, após 9 anos de carreira e 7 anos de Team SoloMid, se aposenta como jogador e vira técnico da equipe.

Continue Reading

Parceiros Editorias