Connect with us
Avatar

Published

on

Para encerrar o evento Os Maiores Super Heróis Negros, não podíamos deixar de fora, a equipe que não só protege a Terra, como também a vinga de qualquer ameaça que queira destruí-la, sendo eles Os Vingadores.

1 – Pantera Negra (T’challa)

T’challa, filho do rei T’Chaka, da nação africana de Wakanda, um local isolado, mas tecnologicamente avançado, que contem uma fonte do metal raro conhecido como Vibranium. O herói teve a sua primeira aparição em Quarteto Fantástico #52 de 1966, que contou com roteiro de Stan Lee e arte de Jack Kirby.

Infelizmente, durante uma cerimônia realizada na fronteira de Wakanda, T’Chaka foi abordado por Ulysses Klaw (Garra Sônica) que tentou obter os direitos de mineração do Vibranium. Com a recusa do rei diante da proposta, Kla juntamente com um grupo de mercenários ao seu lado, abriram fogo, ocasionando assim a morte de T’Chaka que protegeu T’Challa das garras do vilão. Após Zuri ter desarmado Klaw, T’Challa pegou a sua arma e mutilou a mão direita do invasor, forçando-o a recuar do local. Posterior à morte de T’Chaka, T’Challa passou por testes, que provaram o seu valor como guerreiro, o qual assumiu o manto do Pantera Negra, assim como o posto de rei, dando continuidade à tradição de seu povo.

Vale ressaltar que quando adolescente, T’Challa salvou uma jovem órfã de sequestradores, o qual era ninguém mais, ninguém menos que Ororo Munroe (Tempestade). Após alguns anos, o casal se reencontrou e compartilharam um romance por muito tempo, contudo, os deveres do herói como monarca impediram que eles mantivessem a relação.

Quanto a poderes e habilidade, o Rei de Wakanda não fica atrás de seus companheiros de grupo, uma vez que têm sentidos aguçados, força sobre-humana, velocidade acima do normal, resistência acima da média, além de forte regeneração, agilidade e reflexos.

Atualmente, o herói está presente nas novas edições de Os Vingadores, que se encontram a venda na Panini.

2 – Falcão (Sam Wilson)

Sam Wilson, filho de Paul Wilson, ministro que foi morto enquanto tentava parar uma briga entre duas gangues rivais, e de Darlene Wilson, que foi assassinada por um assaltante enquanto tentava proteger seus filhos; teve a sua primeira aparição nos quadrinho do Capitão América em 1969.

 

Apesar de dar o seu melhor para fazer a coisa certa, a dor e a raiva levaram Sam por um caminho criminoso, fazendo-o assumir o nome de “Snap” enquanto trabalhava para a máfia.

Após realizar uma missão, o avião em que Sam estava caiu em uma remota ilha do Caribe chamada Exílio, local onde o Caveira Vermelha e seus capangas estavam escondidos. Ao encontrá-lo, o vilão procurou usar Wilson como um peão para atacar o Capitão América, que também estava na ilha, usando assim o Cubo Cósmico para reverter ‘Snap’ em Sam, dando-lhe a capacidade de se comunicar telepaticamente com pássaros, especialmente um falcão que ele havia comprado chamado Asa Vermelha.

Felizmente, o plano do Caveira não funcionou, uma vez que o Capitão foi capaz de libertar Wilson das mãos do vilão, o qual juntos o derrotaram. Logo, Falcão tornou-se parceiro do Capitão por um longo tempo, até que muito tempo depois foi revelado que o personagem ‘Snap’ tinha sido uma construção do Caveira Vermelha para manipular o herói, que nunca tinha sido um criminoso.

 

Vale lembrar que Sam Wilson também recebeu o manto do Capitão América por um período, uma vez que Steve Rogers perdeu o soro do super soldado, envelhecendo. Em sua primeira missa como o novo Capitão América, Sam se viu confrontado por vários dos inimigos mais mortais de Steve, o qual Misty Knight o salvou, e revelou que Hydra havia se infiltrado em várias equipes críticas da comunidade de super-heróis.

Os poderes e habilidades de Wilson vão desde a capacidade de se comunicar telepaticamente com pássaros, assim como força elevada, condição física acima da média, além de ser mestre de artes marciais e especialista em acrobacias.

Longe dos Vingadores, Sam está usando novamente o manto de Falcão, nas novas edições de “Falcão & Soldado Invernal”, lançadas este ano e disponíveis para venda nas lojas dos EUA. 

3 – Blade (Eric Brooks)

Eric Brooks nasceu no Soho em Londres, filho de Lucas Cross, o qual era membro da sociedade secreta da Ordem de Tyrana, e de Tara, teve a sua primeira aparição de 1973 na edição 72 de A Tumba do Drácula.

Há quem possa dizer que a vida de Brooks foi agitada antes mesmo de nascer, uma vez que Lucas precisou enviar a esposa Tara, grávida na época, para a Inglaterra antes de ser preso em Latveria. Na Inglaterra, Tara mudou seu nome para Vanessa Brooks e encontrou abrigo com a Madame Vanity, membro da Ordem de Tyrana.

Passando por complicações, Vanessa foi forçada a procurar assistência médica, encontrando assim o médico, Deacon Frost, que era um vampiro voraz, que se divertiu com a mulher quando deu à luz, aplicando uma série de enzimas que alteraram seu bebê, transformando-o em um ser manchado pelo “beijo de um vampiro”, em outras palavras, a criança se tornaria meio homem, meio vampiro.

Por infelicidade, Vanessa abandonou seu filho, Eric Brooks para ser criado no bordel da Madame Vanity. À medida que crescia nas ruas de Londres, Brooks encontrou o veterano caçado de vampiros, Jamal Afari, que o salvou de ser morto por vampiros.

Logo após Afari descobrir sobre a origem de Eric, ele decidiu levá-lo sob seus cuidados, tornando-se seu mentor e pai adotivo, ajudando-o assim a controlar seus poderes, assim como o ensinando sobre caçar, lutar e matar vampiros. Determinado a vingar sua mãe, Brooks se transformou em um caçador de vampiros como seu mentor, na sua adolescência, começando a se chamar Blade.

Sobre seus poderes, apesar de ser metade humano metade vampiro, Blade possui sentidos aguçados, velocidade e força sobre-humana, além de fator de cura regenerativa, vida prolonga (quase como imortal), imunidade às vulnerabilidades dos vampiros, sem contar às habilidades que são excepcionais em batalha.

Assim como o Pantera Negra, Blade também está presente nas novas edições de Os Vingadores, que se encontram a venda na Panini.

4 – Luke Cage (Carl Lucas)

Carl Lucas, nascido e crescido nas ruas de Nova York, no distrito do Harlem, é filho de Esther e James Lucas, um detetive aposentado da Polícia de Nova Iorque. A primeira aparição do herói foi em Luke Cage – Hero For Hire de 1972.

Lucas passou sua juventude causando problemas nas ruas com seus dois amigos Willis Stryker e Reva Connors. Entre idas e vindas de casas juvenis durante a adolescência, ele percebeu como suas ações estavam prejudicando sua família, logo decidiu mudar para melhor. Enquanto isso, Stryker cresceu no mundo do crime, os quais apesar disso Carl e Stryker mantiveram a amizade.

 

Eventualmente, a amizade entre Carl e Striker não durou muito, devido a problemas de cunho emocional envolvendo Rena, o qual fizeram Stryker plantar heroína roubada da organização de Cottonmouth na casa de Lucas, avisando a polícia, que o levaram preso, condenando-o à prisão.

Na prisão, Lucas se envolveu em brigas e tentativas de fuga, que o fizeram ser transferido para a prisão Seagate, uma das instalações mais difíceis da costa da Geórgia. Lá, ele conheceu o médico Noah Burstein, que o recrutou como voluntário, para um trabalho secreto de regeneração celular experimental baseado em uma variante do processo do super soldado.  

 

Noah imergiu Lucas no “Sistema Eletro-Bioquímico”, que continha um campo elétrico conduzido por um composto químico orgânico. Ao deixar o equipamento sem vigilância, ocorreu uma adulteração dos controles, na esperança de matar Lucas. Todavia, o tratamento foi acelerado, fortificando as células de seu corpo, dando-lhe força e durabilidade sobre-humanas, os quais foram usados para proporcionar a fuga de Carl, assim como seu retorno a Harlem.

Carl Lucas, vulgo Luke Cage, participou de grupos como Defensores, Heróis de Aluguel, Novos Vingadores e Vingadores, sendo que na atualidade, não se há notícia de participação fixa do herói em algum grupo.

Advertisement
Comments

HQs

Hulk e Juggernaut se enfrentam em nova edição

Prévia da nova edição solo do Juggernaut mostra um grande combate corpo a corpo.

Avatar

Published

on

Melhor do que uma grande luta corpo a corpo é uma luta corpo a corpo com dois dos personagens mais parrudos da Marvel Comics.

Nesta segunda edição do quadrinho solo do Juggernaut teremos o escritor Fabian Nicieza (Deadpool) e o artista Ron Garney (Captain America!) na equipe criativa, para trazer o que há de melhor (ou pior) dos dois personagens.

Sinopse

QUEBRE OU SEJA ESMAGADO! Juggernaut não é o único que deixou a destruição em seu rastro, e ele acha que é hora do HULK IMORTAL assumir a responsabilidade por suas ações!

Confira a prévia abaixo:

Juggernaut #2 está previsto para lançar no dia 21 de outubro.

Continue Reading

HQs

Anunciado pela Valiant, uma nova história de Bloodshot

Preparem-se para muita ação no título de Tim Seeley, Brett Booth e Pedro Andreo.

Jacqueline Cristina

Published

on

Divulgado pela Valiant Entertainment, o novo quadrinho Bloodshot: One Last Shot, que será iniciado em janeiro de 2021, o qual contará com o escritor do New York Times, Tim Seeley, ao lado dos talentosos artistas Brett Booth e Pedro Andreo, para assim despertarem todo o tipo de caos, ao mesmo tempo em que o personagem luta contra um novo inimigo junto a Wilfred Wigans e KT!

“Saindo do enredo de Burn, Bloodshot sente que deveria finalmente deixar-se na escuridão e não voltar, mas então Wigans liga para ele e diz que precisa dele”, brincou Seeley. “Toda vez que ele vira as costas para a humanidade, ele tem outra razão para voltar a ela.”

Seeley adorou construir um passado para Wigans, indicando que a próxima narrativa terá um rosto familiar para os fãs de longa data do personagem. Wigans é um gerador de histórias e podemos ligar sua história de volta ao passado com nosso vilão, que eu não vou estragar para todos. É um aceno, trazendo de volta uma nova versão de um dos bandidos.”

Confira abaixo as imagens divulgadas do título:

Bloodshot #10, Parte 1 de “One Last Shot”, estará à venda nas lojas físicas e digitais dos EUA, em 13 de janeiro de 2021.

Continue Reading

HQs

Superman ganha novo super vilão cósmico

O mais novo inimigo do herói é uma potência prestes a se expor no Universo da DC Comics.

Jacqueline Cristina

Published

on

Muitos leitores sabem que Superman é famoso por seus inimigos ameaçadores e até divinos, como por exemplo, Darkseid e Rogol Zaar. Entretanto, na nova edição comemorativa lançada este mês nos EUA, o Universo DC é apresentado ao mais recente poder alienígena, que chega com o intuito de testar a bravura do Homem de Aço.

Atenção: Os parágrafos a seguir podem conter spoilers.

De um planeta próximo de Krypton, temos o personagem Synmar, que possui o nome de sua terra natal, os quais confiam em inúmeros deuses da luz, devido a forte religiosidade estabelecida pelos líderes locais. Inseridos logo depois do extermínio de Krypton, é mostrado que os habitantes tem acompanhado toda a situação, apesar de não terem certeza sobre como ocorreu a explosão.

Após determinar que Synmar estava fora do raio de perigo da explosão, um grupo seleto iniciou o processo de registro da calamidade em sua história. Sendo neste momento que a nave do bebê Kal-El surge nas projeções holográficas.

Atordoados com a realidade de o habitáculo estar carregando um bebê, a liderança de Synmar debateu sobre a possibilidade de captura da nave, para darem assim uma moradia ao ocupante, entretanto, resolveram deixar que ele prosseguisse para o seu destino.

Confiando na decisão de quem mandou a criança, o grupo notou que a ida do kriptoniano para o planeta Terra o tornaria um “Deus-Luz”, além de presumirem que ele conquistaria o local, transformando em uma nova Krypton repleto de Deuses-Luz. Ainda que tivessem pensado na interceptação da nave, a ideia foi velozmente desmantelada, graças ao pensamento de que perturbar o kriptoniano, conduziria a iria dos Senhores da Luz sobre eles.  

Todavia, entra em cena Eisno Alkor, um guerreiro de Synmar, que é mostrado aniquilando, “dedo a dedo” inúmeros Thanagarianos, assim como demonstrando a real força de sua espécie, antes dos líderes de seu mundo, ir conversar com ele, para lhe dar a oportunidade de ser algo mais: “Um guerreiro verdadeiro para representar mais do que apenas o eu”.

Honrado com o convite, Eisno o aceita imediatamente, visando auxiliar o interesse de seu povo. Posteriormente, é exposto que os líderes de Synmar ainda observam o Superman, agora adulto, que luta contra a vilania em geral.  

Embora não entendam a razão da atitude heroica de Clark, o alienígena mantem o plano, apresentando definitivamente, Synmar Utopica (Eisno Alkor) a população. O próprio guerreiro demonstra estar mais observador do que orgulhoso, uma vez que não explicaram o motivo de apenas ele ter sido selecionado, assim como a ausência de outros soldados para proteger o planeta.

Não obstante, a única resposta adquirida por Synmar, foi o nome de seu futuro adversário, Superman. Mais tarde, em uma comemoração, Eisno se afasta de todos, a fim de pensar sobre sua situação, até que recebe uma súplica de socorro e, ao responder, ele se depara com vários de seu povo, mortos ou moribundos, rodeados por imagens de Clark Kent. Após todo esse cenário devastador, tudo o que o guerreiro pode perguntar foi “O que é… o Superman?”.

Apesar de não ter uma explicação para seu questionamento, Synmar Utopica está agora, ao encalço da pessoa, que seus líderes desejam que ele enfrente o Superman. Infelizmente, não foram apresentados detalhes dos poderes do “vilão”, contudo, tem-se a certeza de que ele, com certeza, ficará na lista junto a outros titãs enfrentados pelo herói no passado.

Superman #25 já se encontra a venda nas lojas físicas e digitais dos EUA.

Continue Reading

Parceiros Editorias