Pain lineup e1618785462571

CBLOL 21 | PaiN Gaming é campeã do CBLOL

PaiN aplica 3×1 na VORAX e é campeã do CBLOL.

11 fim de semanas, 23 dias, 108 jogos. Esse foi o caminho trilhado no CBLOL até chegarmos hoje na grande final entre PaiN Gaming e VORAX.

Se no início do campeonato as duas equipes eram consideradas fortes, mas que não chegavam nem perto do favoritismo, que estava com Red Canids Kalunga e Flamengo Esports, nas últimas rodadas eram os times mais falados, com sequências de vitórias e atuações de gala.

Inclusive, nas Semi Finais a PaiN Gaming eliminou o Flamengo por 3×2, enquanto a VORAX aplicou 3×1 na Red Canids.

A PaiN Gaming, depois de perder na final de 2020 para a INTZ, chegava como uma das favoritas, porém com um início de campeonato bastante fraco, tendo criticada principalmente a sua comunicação, que parecia perdida, o time se viu obrigado a se reinventar e buscar de volta suas boa atuações.

E contando com grandes partidas de CarioK e Tinowns, além da volta da alta performance de Luci, o time começou a apresentar os resultados que todos esperavam. A equipe ainda conta com a versatilidade e Robo, que começou a mostrar uma champion pool gigantesca, com tanques, carrrys, magos, atiradores, além da constância de brTT, que sempre é um pilar de força para seus companheiros. Se a PaiN às vezes faz jogadas duvidosas e extremamente arriscadas, eles também já mostraram terem força para voltar de qualquer situação, inclusive tendo aplicado o primeiro reverse sweep da história do CBLOL na equipe da LOUD.

Do outro lado, a VORAX começou o CBLOL como uma grande incógnita. Sendo uma fusão da PRG com a Falkol, e começando o campeonato com um 0-2, ninguém sabia muito o que esperar, mas ninguém considerava a equipe como uma grande potência. Porém, crescendo semana a semana, o time rapidamente tomou os holofotes da competição.

Deixando para trás o “fNb e capangas” rapidamente todos os jogadores do time passaram a se mostrar fortes e relevantes, com Krastyel e Matsukaze demonstrando ter tanta capacidade de carregar o jogo quanto seu top laner. Isso não mudou o fato de fNb ainda ser considerado por muitos como o melhor Topo brasileiro. Para completar, Wos e Yampi também vêm mostrando atuações bastante sólidas. No fim, a VORAX é considerada a equipe com o League of Legends mais bonito do Brasil no momento, chegando na final com um leve favoritismo.

E em uma Final extremamente emocionante, nós tivemos de tudo, com 4 partidas do mais alto nível do League of Legends, viradas, atuações de gala, vimos a PaiN conseguir se superar e virar a série contra a VORAX, aplicando 3×1 e sendo campeã brasileira depois de bater na trave no split passado. E vale ressaltar que a equipe da VORAX também está de parabéns, tendo feitas ótimas partidas e não desistindo de lutar nunca.

Confira abaixo o resumo das partidas:

VORAX 1 x 0 PaiN Gaming


VRX: Rell – Aphelios – Viktor – Hecarim – Gnar
PNG: Thresh – Jinx – Syndra – Udyr – Karma
MVP da partida: Yampi – Hecarirm (2/0/14)

VRXPNGF1

O jogo já começou com Wos e Matsukaze gankando Tinowns no lvl 1, gastando ambos feitiços de seu suporte, e mesmo sem garantir o abate, a jogada tirou o flash do mid da PaiN e o obrigou a gastar todas as suas poções cedo. O first blood veio para Luci em um dive cedo com 4 jogadores no bot. Porém, com fNb chegando também, a equipe conseguiu responder pegando 2 kills nas mãos de seus carregadores.

O early game era lá e cá, com ambas equipes criando jogadas e trocando objetivos, com o primeiro dragão ficando para a PaiN e o primeiro Arauto para a Vorax. Quando a primeira team fight estorou, com Luci tomando pick off e usando um flash errado, a equipe da VRX conseguiu 2 abates e o segundo dragão. A Vorax começou a se sair melhor, coletando mais abates sobre os jogadores da PaiN e controlando o mapa. Enquanto isso a PNG ia apostando em deixar brTT farmando para crescer.

A equipe da PaiN ia se perdendo, tentando jogadas que não davam em nada, enquanto a VRX respondia pegando mais abates. Dessa forma, aos 21 minutos de jogo, com uma linda iniciação de Yampi, a equipe garantiu mais 3 kills e o barão na sequência. Com o bônus, a equipe conseguiu abrir dois inibidores da PNG e abrir cerca de 8k de vantagem.

No próximo push, a equipe conseguiu derrubar as duas torres do nexus e o danificar, mas com uma defesa heroica, a equipe da PaiN eliminou 3 jogadores e adiou o fim de jogo. Porém, com todo o espaço aberto, a Vorax só pegou mais um barão, focou o nexus e levou a partida.

PaiN Gaming 1 x 1 VORAX


PNG: Tahn Kench – Jinx – Vel’Koz – Hecarim – Gnar
VRX: Thresh – Aphelios – Azir – Volibear – Jayce
MVP da partida: Robo – Gnar (2/2/9)

VRXPNGF2

Dessa vez no nvl 1 a Vorax mandou todo mundo para o top, e Krastyel conseguiu o first blood em cima de Robo que passeava pelo rio. Os dois caçadores passaram a dar bastante atenção pro topo, com CarioK levando a melhor no counter gank de uma tentativa de dive do Yampi em cima de Robo. Quando parecia que o top laner da PaiN ia morrer, o caçador chegou travando os dois adversários e garantindo o double kill. Na sequência, a PaiN fez o arauto, porém os jogadores simplesmente esqueceram de pegar o olho no chão.

O jogo era bem mais lento que o anterior, e dessa forma o mapa ia ficando melhor para a PaiN, principalmente porque Robo pressionava muito fNb. Dessa forma, o segundo arauto também ficou para a PNG, que dessa vez lembro de pegar o olho. Com o terceiro dragão nascendo, as duas equipes partiram para o meio, e com a PaiN conseguindo uma excelente iniciação em cima de Matsukaze, o time da VRX foi obrigado a recuar e deixar o objetivo para os tradicionais.

A PaiN aproveitou sua pressão de mapa para começar o barão, porém perdendo muita vida para o objetivo, a equipe se viu obrigada a recuar quando a VRX chegou. Após o reset, a equipe tentou novamente, dessa vez com o objetivo de virar na luta. A Vorax chegou, e com cada equipe conseguindo um abate, mais uma vez o objetivo foi deixado de lado.

Finalmente conseguindo um pick off em cima de Krastyel, a equipe da PNG garantiu também o barão. Quando o resto dos jogadores da Vorax chegaram para contestar, os tradicionais garantiram mais 3 abates. Com o bônus, a equipe não apenas abriu um inibidor como também partiu para o dragão da alma. A VRX tentou contestar o objetivo, mas viu o adversário lutar muito melhor, garantir o Ace e empatar a série.

VORAX 1 x 2 PaiN Gaming


VRX: Rell – Kai’sa – Orianna – Volibear – Gnar
PNG: Alistar – Jinx – Seraphine – Olaf – Irellia
MVP da partida: brTT – Jinx (8/2/4)

Vorax X PaiN Final

O jogo começou bastante estudado, com o first blood só saindo em um invade bizarro de CarioK nos lobos de Yampi. Com Robo e Tin ainda chegando atrasado, a jogada ficou muito boa para a VRX, com fNb garantindo dois abates. A primeira luta em equipes só aconteceu no segundo dragão. Dessa vez a PaiN lutou muito bem, e mesmo sem garantir abate, expulsou a equipe da Vorax e garantiu o objetivo.

O jogo voltou a ficar morno, mas após a equipe da VRX garantir o terceiro dragão do jogo, o time tentou iniciar em cima da PaiN e até conseguiram abater Luci, porém os tradicionais lutaram muito melhor, garantindo um triple kill para brTT, e as duas torras da rota inferior.

No momento em que a VRX conseguiu um pick off em cima do Robo, a equipe partiu imediatamente para o barão, a PaiN chegou para contestar, e Wos fez uma iniciação espetacular em cima de 3 jogadores. Parecia que seria um desastre para a PNG, porém, com brTT não sendo pego na ult da Rell e se posicionando perfeitamente para bater, o Pai derreteu os adversários, virando a luta e garantindo o barão para os tradicionais.

Mas estamos falando de final de CBLOL. Quando a PaiN partiu para tentar invadir a base da VRX com o bônus, dessa vez Wos conseguiu buscar o atirador adversário, e com uma ult perfeita de Krastyl, a PaiN perdeu 3 jogadores e perdeu sua chance de investida.

Com diversos lá e cá na partida, com os times entregando a vantagem pro adversário pelo menos mais umas 3 vezes, quem se deu a melhor foi a equipe da PaiN, que conseguiu virar uma luta após iniciação da Vorax e garantir a virada na série.

VORAX 1 x 3 PaiN Gaming


VRX: Nautilus – Varus – Viktor – Graves – Sylas
PNG: Leona – Kai’sa – Zoe – Gragas – Gnar
MVP da partida: Tinowsn – Zoe (8/0/4)

VRXPNGF4

O first blood veio para Tinowns, em um bom gank de CarioK em cima de Krastyel. A PaiN continuou sendo bastante agressiva, movimentando 3 jogadores para selva e garantindo mais um abate para Tin, dessa vez em cima de Yampi. Os tradicionais iam jogando para Tin, que aos 12 minutos de jogo já estava 5/0. Para a equipe da VRX restava realizar pick offs em cima de brTT e Luci.

O quarto jogo da série ia ficando bem difícil para a Vorax, que fazia de tudo para ir travando a partida e não deixar a PaiN continuar snowbalando. Porém os tradicionais estavam muito fortes, e sempre que a VRX dava um passo em falso, a PNG conseguia empurrar muito e danificar as torres de base adversárias.

Conseguindo um abate em cima de Wos, a PaiN partiu para o barão. A Vorax tentou contestar, e mesmo com fNb roubando a ult de Robo, fazendo uma linda entrada no pit e pegando 4 jogadores, e a luta culminando em 3 abates para cada lado, o bônus ainda ficou para a PaiN. E com esse, os tradicionais avançaram sobre a base da Vorax, derrubaram tudo e todos, e após 5 anos conseguiram um novo título para a PaiN Gaming.

A PaiN Gaming foi campeã do CBLOL 21 1º Split e vai para a Islândia participar do MSI.

Total
0
Shares
Related Posts
Total
0
Share