Connect with us

cinema

Regimes ditatoriais na DC e na Marvel

Nos quadrinhos tivemos muitas séries que abordaram os regimes ditatoriais sejam da Marvel ou da DC Comics

Edi

Published

on

Hoje fazem 55 anos do inicio de uma ditadura militar que durou 21 anos, com perda quase que total dos direitos humanos, aonde muitas pessoas até hoje se encontram desaparecidas.

Nos quadrinhos tivemos muitas séries que abordaram os regimes ditatoriais sejam da Marvel ou da DC Comics, assim como nos cinemas. Vamos listar pelo menos 4 dos mais famosos:

Injustice

Nesta historia, Superman é pego em um plano do Coringa que o faz matar por engano a Lois (que estava gravida do seu filho). Após matar o Coringa, o Homem de Aço se enfurece e cria um regime ditatorial aonde ele é o juiz e juri, iniciando assim uma nova ordem mundial.

Batman se torna o lider de uma resistência, aonde tenta deter o Superman. Porém, assim como vários heróis foram para o lado do Batman, muitos outros se uniram ao Superman.

Fazendo com que a DC tivesse uma divisão, divididos entre herois a favor da democracia e vilões antes heróis, que decidiram se tornar parte do governo do Super.

Guerra Civil

O enredo gira em torno da discussão a uma Lei de Registro de Super-Humanos, que é imposta pelo governo a todos os heróis. Porém um grupo decide não aderir, tendo como líder o Capitão América. O Homem de Ferro segue liderando a equipe que concorda com o registro.

O governo decide então prender o Capitão América e todos que com eles estão. Cap então forma uma linha de clandestinos heróis chamados de Vingadores Secretos.

Apesar de não ser exatamente um regime de ditadores, Guerra Civil mostra a criação de leis que versam sobre quebra de direitos, aonde uma lei é imposta a um grupo de pessoas. Quebrando seus direitos individuais. Atitudes tipicas de governos que não se preocupam com isso.

Batman vs Superman

Quando Superman luta com Zod e mata milhares de pessoas durante a luta, Batman se vê impotente e decide matar o Superman para se evitar que mais mortes possam acontecer pelas mãos do Superman.

Batman aqui é uma figura sinistra que decide matar o Superman, para isso ele implanta um regime de terror em Gotham, matando ou deixando para morrer bandidos e outros foras da lei.

Este Batman não permite que os bandidos tenham qualquer direito a um julgamento justo por seus atos, foi controverso pois foi o primeiro Batman que mata abertamente nos cinemas.

Batman só recupera a sua humanidade no final do filme

Superman: Red Son

Em Red Son, o foguete do Superman aterrissa em uma fazenda coletiva ucraniana em vez de no Kansas, uma razão implícita sendo uma pequena diferença de tempo (um punhado de horas) da linha de tempo original, significando que a rotação da Terra colocou a Ucrânia no caminho do nave em vez do Kansas. 

Em vez de lutar por “… verdade, justiça e o American Way”, Superman é descrito em transmissões de rádio soviéticas “… como o Campeão dos Trabalhadores comuns que lutam uma batalha interminável por Stalin, o socialismo e o expansão internacional do Pacto de Varsóvia”. Sua “identidade secreta” (ou seja, o nome que seus pais adotivos deram a ele) é um segredo de Estado.

O governo dos EUA envia “Superman 2” para enfrentar o Super-Homem, e seu duelo provoca um lançamento acidental de mísseis nucleares na Grã-Bretanha. O clone se sacrifica para salvar milhões. Luthor assassina sua equipe de pesquisa no STAR Labs e funda a LuthorCorp, dedicando sua vida à destruição do Superman.