Rensga

CBLOL 21 | Em semi espetacular, RENSGA vence e vai para a final

Com uma série de 5 jogos, RNS faz 3×2 na PNG e garante vaga na grande final.

Voltamos hoje para mais um fim de semana de CBLOL, abrindo as Semi Finais do segundo Split. Nas quartas, vimos a RENSGA passar fácil pelo time da LOUD, assim como a RED Canids Kalunga não deu chances ao Flamengo eSports. Com esses resultados, ficou definido que nesse fim de semana teríamos PaiN Gaming contra RENSGA, e VORAX Liberty contra RED Canids.

A PaiN Gaming, campeã do primeiro split, continuou mostrando bastante força nesse segundo split, inclusive terminando a fase de grupos na primeira colocação. Se por um lado a equipe viu uma leve queda de desempenho em Tinowns, seu principal jogador da primeira etapa, por outro teve uma alta notável em todos os seus outros 4 jogadores, sendo uma equipe difícil de se bater de frente.

Por sua vez, a RENSGA vem como a grande surpresa da competição. Depois de fazer uma primeira metade de campeonato fraca e marcada por problemas de conexão, a equipe teve o melhor desempenho do returno, vencendo 8 das 9 partidas, perdendo apenas para a própria PaiN. Seu grande destaque sem dúvidas fica nas mãos da dupla Croc e Yuri, apesar de seus companheiros de equipe também estarem realizando uma bela campanha.

Assim, o que vimos hoje, foi uma série espetacular com 5 jogos. Se a PaiN dominou completamente o primeiro jogo, no segundo foi a vez da RENSGA devolver o domínio. Depois, seguimos com mais duas partidas equilibradas e muito boas com uma vitória para cada lado. Na quinta e derradeira partida, tivemos um jogo extremamente tenso, equilibrado e de alto nível, onde no fim a RENSGA levou a melhor sobre a atual campeã, garantindo sua vaga na final.

Confira abaixo o resumo da primeira semi final:

RENSGA 0 x 1 PaiN Gaming

RNS: Leona – Ziggs – Twisted Fate – Xin Zhao – Camille
PNG: Trundle – Ezreal – Syndra – Lee Sin – Renekton
MVP da Partida: CarioK – Lee Sin (10/0/12)

Na primeira partida das semi, a porradaria começou cedo com a PaiN respondendo bem invade da Rensga e com CarioK pegando first blood em cima de KiaRi. O jogo seguiu agitado com trocas em todas as lanes, e quem foi se saindo melhor foram os tradicionais, que conseguiam coletar abates e proteger seus membros. Em termos de objetivos neutros, a PaiN também ia se saindo melhor, ficando com os primeiros dragões, arauto e diversas barricadas nas mãos de brTT.

Assim, chegando ao mid game a vantagem da PNG era de 4k de ouro. Porém os cowboys não estavam entregues, e conseguiam também criar jogadas para abater adversários e garantir recurso. Puxando o gatilho para iniciar uma nova teamfight, a jogada deu completamente errada para a Rensga, que perdeu 4 jogadores sem levar ninguém e viu a PaiN ficar a um dragão da alma infernal.

Mais uma vez, quando parecia que a RNS ia conseguir uma boa jogada após pick off em cima de TT, CarioK brilhou, aproveitando o over adversário, e conseguiu um Quadra kill, fazendo a vantagem de ouro explodir para 9k e praticamente acabar com as chances adversárias no jogo. A Rensga ainda tentou dar combate em diversos momento e mostrou boas jogadas, mas com a vantagem tradicional não tinha mais como, e eventualmente a PaiN invadiu a base adversária e abriu o placar da série logo com um stomp.

PaiN Gaming 1 x 1 RENSGA

PNG: Leona – Ashe – Orianna – Viego – Dr. Mundo
RNS: Thresh – Jinx – Irellia – Nidalee – Renekton
MVP da Partida: Croc – Nidalee (5/2/6)

Dessa vez, o firstblood veio para a Rensga, com skirmish na mid lane com Croc abatendo Tinowns, e Luci eliminando Yuri na sequência. A RNS era bem mais agressiva dessa vez, contando com belas jogadas de Damage e obrigando a PaiN responder jogadas em vez de criá-las. A segunda partida era muito boa e mais equilibrada que a primeira, e dessa vez eram os cowboys que garantiam os objetivos iniciais.

Aos poucos a Rensga ia aumentando a vantagem, colocando recursos principalmente nas mãos de Yuri. Quando uma grande teamfight explodiu, foi o momento dos cowboys tomarem conta do jogo de vez, pegando dois abates e partindo para o barão na sequência. Com o bônus, a RNS derrubou facilmente diversas torres da PaiN, e os tradicionais só conseguiram segurar sua base após uma falha de comunicação dos cowboys, que acabaram sofrendo abates em Yuri e KiaRi.

Quando explodiu luta pelo dragão da alma do oceano, a Rensga mais uma vez venceu a luta e ficou com o objetivo, abrindo na sequência dois inibidores da PNG. Depois, garantindo mais um barão, os cowboys facilmente levaram o jogo e empataram a série.

RENSGA 1 x 2 PaiN Gaming

RNS: Leona – Ashe – Zoe – Lee Sin – Gnar
PNG: Rell – Ezreal – Syndra – Olaf – Renekton
MVP da Partida: Robo – Renekton (11/3/8)

O first blood veio para Croc em dive com 3 jogadores pra cima de Robo, que ainda quase saiu vivo. A PaiN respondeu com CarioK garantindo o primeiro dragão. Inclusive, pouco tempo depois o próprio Robo respondeu solando KiaRi. A primeira grande teamfight veio pelo arauto, e com os dois caçadores sendo abatidos cedo, ninguém garantiu o objetivo, mas a RNS conseguiu 2 abates contra apenas 1 da PNG. Logo depois, com pick off em cima de Robo, os cowboys ficaram com o arauto, enquanto os tradicionais ficaram com o segundo dragão.

Entrando no mid game, com a Rensga tendo uma leve vantagem de ouro, as atenções iam se focando em Trigo e brTT, que acumulavam recurso e começavam a entrar no ponto forte de seus personagens. Explodindo uma nova teamfight pelo terceiro dragão, mais uma vez a Rensga mais uma vez se saiu melhor e ficou com o objetivo. Porém, no pós luta, com uma série de trapalhadas de jogadores da RNS, brTT pegou duas kills de graça.

Finalmente encontrando uma boa teamfight, a PaiN não apenas garantiu mais um dragão como também partiu para o barão, assumindo a liderança do ouro pela primeira vez no jogo. O terceiro jogo era facilmente o mais equilibrado e emocionante da série até o momento. Do lado da Rensga, Trigo e Damage faziam uma grande partida, enquanto brTT e Robo brilhavam pelos tradicionais.

Os jogadores da RNS começaram a desesperar e entregar lutas atrás de lutas para a PaiN, que após garantir a alma da montanha conseguiu mais uma boa luta e levou a base adversária para ficar a uma vitória da final.

PaiN Gaming 2 x 2 RENSGA

PNG: Thresh – Aphelios – Syndra – Volibear – Gnar
RNS: Nautilus – Ezreal – Lucian – Nidalee – Renekton
MVP da Partida: Yuri – Lucian (11/2/5)

O firstblood veio para Trigo após uma jogada bastante estranha de brTT e Luci, que acabaram entregando a vida do suporte de graça para o atirador adversário. Parecia que os cowboys continuariam melhor com Croc divando um Robo sem vida. Mas é o Robs, e dando um outplay maravilhoso, o topo da PaiN não apenas saiu com o abate como os tradicionais garantiram o dragão no outro lado do mapa. A RNS começou a mostrar um pouco de afobação, agora com um dive na bot lane, onde até conseguiram 2 abates, mas também perderam 2 jogadores.

Em toda bagunça que ia acontecendo na partida, quem ia agradecendo eram Tinowns e Yuri, ambos com 4 abates. A partida mais uma vez era equilibrada, com os dois times sendo bastante agressivos, e a diferença de ouro sendo de apenas 1k de vantagem para a Rensga. Sempre que uma teamfight explodia, o resultado era de os dois times conseguirem o mesmo tanto de abates e ninguém ter espaço para trabalhar o mapa. E brTT e Trigo mais uma vez se tornavam personagens importantes com muito dano nas lutas.

Com pick off em cima de Croc, a PaiN partiu para o barão, mas a Rensga chegou para parar muito bem o objetivo e ainda levar uma torre no meio. Os tradicionais tentaram o objetivo mais uma vez, mas dessa vez a situação azedou, com os cowboys parando o objetivo mais uma vez, pegando abates, e o objetivo para si mesmos. Com o bônus, a Rensga abriu facilmente dois inibidores adversários.

Com mais uma luta, os cowboys resolveram e levaram a série para o quinto jogo.

RENSGA 3 x 2 PaiN Gaming

RNS: Thresh – Varus – Lucian – Volibear – Gwen
PNG: Nautilus – Kai’sa – Viktor – Trundle – Renekton
MVP da Partida: Damage – Thresh (2/4/13)

Na partida definitiva, CarioK fez um gank cedo na bot lane e eliminou Trigo, mas antes Damage garantiu o firstblood abatendo brTT, além de tirar seus dois feitiços. A partida era agitada mais uma vez, com Croc e CarioK se movimentando muito para criar ganks e responder jogadas. O jogo era bastante equilibrado, mas a Rensga conseguia ficar com os primeiros objetivos neutros. Pelo lado da RNS, mais uma vez Yuri ia fazendo um grande early game, enquanto pelo lado da PNG Robo mostrava mais uma partida exemplar.

Quando a primeira grande teamfight explodiu, logo após Tin sofrer pick off, a luta ficou muito boa pra RNS, que ficou com mais 3 abates perdendo apenas 1 jogador. Com isso, os cowboys conseguiram abrir 3k de ouro de vantagem. O jogo ficava cada vez mais tenso, com os times tentando muito e agressivando muito. E com um bom pick off em cima de Luci, a Rensga partiu para o barão e garantiu o objetivo.

Porém, quando mais uma luta explodiu, brTT e Tinowns finalmente conseguiram encaixar seu dano, e a PaiN saiu com 3 abates perdendo apenas um jogador. A partir desse momento, com o pico de poder de sua composição, os tradicionais começaram a pegar abates e vencer lutas de forma contínua, empatando o jogo mais uma vez.

Mas com um bom pick off em cima de Robo, o pilar da PaiN, a Rensga ainda abateu mais 3 jogadores na sequência e partiu imediatamente para base adversária, que com só CarioK de pé não tinha mais o que fazer, então os Cowboys destruíram tudo e desbancaram a PaiN Gaming, garantindo sua vaga na final.

O CBLOL volta amanhã com a segunda Semi final, com VORAX Liberty contra RED Canids Kalunga.

Total
1
Shares
Related Posts
Total
1
Share